Aliado de Bolsonaro, Marco Feliciano pode ser expulso do Podemos

Charge do Nani (nanihumor.com)

Daniel Weterman
Estadão

Um dos principais aliados do presidente Jair Bolsonaro, o deputado Marco Feliciano (SP) corre o risco de ser expulso do Podemos. O partido deve concluir até o fim do mês um processo contra o parlamentar.

Um dos casos em análise pelo conselho de ética da legenda é o gasto de R$ 157 mil com um tratamento odontológico reembolsado pela Câmara, revelado pelo Estado em agosto. Na época, o parlamentar argumentou que precisava corrigir um problema de articulação na mandíbula e reconstruir o sorriso com coroas e implantes na boca.

APOIO – Durante a campanha, Feliciano declarou apoio a Bolsonaro, apesar de o partido ter um candidato próprio: o senador Alvaro Dias. A possível saída forçada de Feliciano ocorre dentro da estratégia do Podemos de se afastar do “bolsonarismo” e se firmar como a sigla da Lava Jato.

O partido tem atraído parlamentares da centro-direita descontentes com o governo e, só no Senado, passou de cinco para dez parlamentares nos últimos meses – a segunda maior bancada. Como mostrou o Estado, o crescimento tem incomodado aliados do presidente.

PUXADOR DE VOTOS – Feliciano se filiou ao Podemos em 2018 com a expectativa de que, sendo pastor da Assembleia de Deus, pudesse ser um puxador de votos.  O deputado afirmou que não está acompanhando o processo disciplinar. “Não estou nem a par disso. Para mim, o que acontecer está bom”, disse, negando que vá deixar o Podemos por decisão própria.

“Que o eleitor julgue o caso. Um partido expulsa um deputado por apoiar um presidente da República. Aí, não tem mais o que fazer”, afirmou, acrescentando que fechou um acordo com o Podemos desde a campanha eleitoral para ser independente.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG 
Feliciano tenta correr por fora para emplacar a ideia de que seria o vice evangélico perfeito para Bolsonaro em 2022. Até agora não justificou os gastos com recursos públicos em seu sorriso. (Marcelo Copelli)

7 thoughts on “Aliado de Bolsonaro, Marco Feliciano pode ser expulso do Podemos

  1. NÃO HÁ LIMITE$, para a cara de pau dos fiéis escudeiros do sistema político podre e seus esquema$, contra os quais na terra temos apenas a Democracia Direta com Meritocracia, que implica em trocar a força do dinheiro, dos aparelhamentos das instituições e dos esquemas nas eleições pela sabedoria do mérito. Simples assim, de modo que ao invés de termos, principalmente em anos eleitorais, um monte de aloprados se comendo vivo e fazendo de tudo e qualquer negócio para cooptar eleitores e apoiadores, para se eleger, teremos pessoas lúcidas correndo para os bancos escolares buscado instruções, conhecimentos e qualificação para nos representarem, gente igual ou melhor do que nós mesmos. Mas quem se interessa por isso, não é mesmo, C.N., amigos e amigas da T.I. ?

  2. O vice de Bolsonaro em 2022 não será evangélico. O vice será ou Sergio Moro ou Luiz Phillipe ou um militar se a situação política estiver tensa no futuro.

  3. O deputado Feliciano esta feliz com a expulsão e com os dentes novos que colocou, mediante às expensas do povo, evidentemente.

    Convenhamos, 157 mil reais só em dentes, o nobre parlamentar gastou o equivalente a TREZE ANOS de salário de quem aufere o mínimo mensal!

    Muito antes de ser expulso do partido por este deboche, este escárnio, este desprezo pela população brasileira, o deputado deveria é perder o mandato, além de indenizar os cofres públicos!
    Mas, como eles são espertos, corruptos, desonestos, ladrões, incompetentes e irresponsáveis, afora legislarem em causa própria, claro, o feliz Feliciano continuará sendo membro do antro de venais, agora mais do que nunca!

    Logo, não quero crer que o partido colocou o nome de Podemos, por pensar que podem tudo!

  4. O Podemos de Alvaro Dias vai expulsar Marco Feliciano que já está espalhando: serei o “Vice Gay” de Bolsonaro em 2022. (É preciso saber se Alexandre Frota vaI deixar. Todos devem ter visto Frota em entrevista dizer que Feliciano foi seu namorado durante três anos. Perguntado pelo entrevistador se ele era gay, Frota respondeu : eu não. Está entendido e sub-entendido que o gay é Feliciano. Há muito tempo ouvi falar que Feliciano senta na boneca. Frota já deve estar sentindo a falta do mensalão que Feliciano lhe dava).

  5. O Podemos deve ser muito bem observado. Lembremo-nos de 2009 quando foi criada a CPI da Petrobrás: AlvarAo Dias era o presidente. Youseff interrogado por Moro disse que deu 10 milhões de reais para Sergio Guerra que era presidente do PSDB (Alvaro Dias era noa época filiado ao PSDB), para abafar a CPI. Sergio embolsou os 10 milhões e Alvaro Dias como presidente cancelou a CPI. Se a CPI tivesse continuidade os acontecimentos de corrupção na Petrobrás não teriam existido. Como Alvaro é “peixinho de Moro”, ele fez vista-grossa e só processou Sergio Guerra que mesmo depois de morto teve seus bens confiscados. Todo cuidado é pouco quando passar perto de Alvaro, ele pode tomar teu celular e sair correndo. Alvaro é um falso moralista, devia estar na cadeia e não ficar enganando povo com discursos inflamados no senado acusando os outros que cometeram os mesmos crimes que ele.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *