Aliados de Bolsonaro não podem desanimar, as “provas” contra ele são tipo “Intercept”

Charge Erasmo Spadotto - Equipe do Presidente - Portal Piracicaba Hoje

Charge do Erasmo (Portal Piracicaba Hoje)

Percival Puggina

Você, cujo idealismo perdeu a virgindade, não chore não. Debatemo-nos durante tanto tempo contra o poder instalado no país! O Brasil fora tomado por um enxame composto por corrupção, esquerdismo, Foro de São Paulo, corporativismo, patrimonialismo, globalismo e revolução cultural! Não havia dúvida sobre a necessidade de combater esse enxame.

Bolsonaro vestiu o elmo dos templários, abraçou com dedicação algumas das pautas conservadoras e liberais, encontrou milhões de brasileiros à espera de alguém para guiá-los e foi seguido, esperado, aclamado. Era líder tosco, mas de refinamento fora suficiente a rápida dose de Michel Temer.

IRAS CÓSMICAS – A eleição do novo presidente suscitou iras cósmicas. Aglutinaram-se contra ele macabras potências encasteladas nos poderes de Estado. Os mais altos torreões da República passaram a dardejar sortilégios e quebrantos sobre o novo mandatário. Com apoio da mídia militante, que o combateu antes, durante e depois da campanha eleitoral, submeteram-no à mais orquestrada desqualificação. E encontraram pela frente um osso duro de roer, com fortíssimo apoio popular.

Qualquer assunto que pudesse ser usado em desfavor do presidente servia para uma pancadaria midiática que a tudo amplificava e repercutia sem cessar até o surgimento de assunto novo, ou melhor. Surpresa? Não. Imagino que, com alguma experiência da cena nacional e seus atores, isso era de esperar.

Inusitada, para todos, foi a persistência com que milhões de brasileiros, ao verem o que acontecia, passaram a sair às ruas em apoio ao presidente.

COMBATE FINAL – Nenhum dos ataques a ele, porém, teve o impacto da fala de Sérgio Moro enquanto se demitia do cargo de ministro da Justiça e da Segurança Pública. Ali rufaram os tambores para o combate final. Bolsonaro não estava sendo acusado por um editorialista ou por um parlamentar oposicionista, mas por uma personalidade mundial, magistrado que só não tinha o respeito de bandidos e de seus defensores.

Quando ele terminou de falar, percebi uma debandada entre os apoiadores do presidente. O idealismo perdera a virgindade. Trincara-se o cristal. Para muitos, a vida nunca mais seria a mesma…

Quando o presidente falou, expondo o indispensável outro lado da história, quando as “provas” vieram a público para serem examinadas sem a lente de aumento da mídia militante, tudo começou a voltar ao seu lugar. Foi lastimável ver uma figura pública como o ex-ministro usando contra o presidente o mesmo truque de printar conversa de whatsapp aplicado contra ele, Moro.

BAIXARIA DE MORO – Aliás, acho que nem Glenn Greenwald faria a uma amiga e afilhada a baixaria que Moro fez a Carla Zambelli. E apresentou à TV Globo como “prova”.

Escrevo, então, àqueles para os quais o cristal trincou. Não há cristal na política. Como tantas vezes tenho escrito, a política é um jogo que se joga. Não é um jogo que se assiste de camarote, com ar condicionado ligado e garçom na porta.

A política põe na mesa o bem comum, e os adversários são conhecidos. Durante décadas impuseram ao país os seus padrões e seus patrões. Nós os vimos envolvidos numa guerra sem trégua contra a escolha do eleitorado em 2018. Será necessário apresentar bem mais do que um par de dois para que minhas palavras os favoreçam na volta ao poder.

28 thoughts on “Aliados de Bolsonaro não podem desanimar, as “provas” contra ele são tipo “Intercept”

  1. A democracia plena está presente no artigo veiculado. Apesar do “esquerdismo” de tantas décadas, com tantos apoiadores nos mais diversos segmentos, pode-se ainda dar guarida às idéias de Percival, sem que se tema qualquer desatino institucional. Apesar dos pesares, o cenário brasileiro continua pujante, mesmo com as conhecidas desgraças que parecem não ter fim, sejam elas de esquerda ou direita…

  2. Isso é pra rir, ou para chorar ? Dizia-se antigamente diante de algumas e alguns notícias e artigos de jornais, desse jaez, que o papel aceita tudo. E agora, neste aspecto, a coisa piorou porque a Internet aceita muito mais. Como panfleto em prol do bolsossaurismo, à moda paixão ou matéria paga, é possível entender o artigo, mas fora disso ai, dá licença, né. Fala sério, Bussunda. Que país é este Renato Russo ? Será que todos estão surdos, cegos e mudos, ou viramos todos avestruzes ? Pelo amor de Deus, Senhor, olhe a vida política pregressa dessa criatura, qualificada como embuste pelos seus superiores hierárquicos no quartel em que prestou serviço, ou desserviço, um politiqueiro desqualificado e dissimulado que faz da encrenca, da confusão e da cortina de fumaça o seu meio de vida e de promoção, sem nenhuma ideia inovadora para o bem da população e da nação, um peso e estorvo nefasto na vida da política e do país. Aliás, que política, que partidos, que democracia ? Nada disso existe no Brasil, nunca existiu. O que existe nestas plagas é guerra tribal, primitiva, permanente e insana, por dinheiro, poder, vantagens e privilégios, sem limite$, que , infeliz e desgraçadamente, já atingiu o estágio de guerra de quadrilhas e quadrilheiros fantasiados de partidos e políticos, que tomou de assalto quase tudo, no voto, infiltrados em todas as instituições, fato esse que levou a república dos mesmos a transpirar decadência terminal por todos os seus poros, e já se encontra em estado agonizante, pedindo pelo amor de Deus um tiro de misericórdia porque já não aguenta mais tanta insanidade, sob a sua égide e em seu nome.

  3. “Presidente pressiona Receita a perdoar dívidas milionárias de igreja evangélica.

    O presidente Jair Bolsonaro se reuniu na última segunda-feira, 27, no Palácio do Planalto com o deputado federal David Soares (DEM-SP), filho do missionário R. R. Soares, e com o secretário especial da Receita Federal, José Barroso Tostes Neto. Segundo apurou o Estadão/Broadcast, no encontro, a portas fechadas, o presidente cobrou uma solução para dívidas tributárias que as igrejas possuem com o Fisco. Bolsonaro já ordenou à equipe econômica “resolver o assunto”, mas a queda de braço continua por resistência do órgão.

    Um eventual perdão das dívidas traria prejuízo às contas públicas. A Igreja Internacional da Graça de Deus, fundada por R. R. Soares (com quem o presidente já se encontrou em outras ocasiões), acumula R$ 144 milhões em débitos inscritos na Dívida Ativa da União – terceira maior dívida numa lista de devedores que somam passivo de R$ 1,6 bilhão.” (Estadão)

    Pois é. Aí, no texto de cima quem é o culpado é Moro por não deixar que o “mito” interferisse na PF. Mais no CARF pode.

    • Número de mortos crescer?
      Qual deles? O oficial ou o verdadeiro?
      O oficial só serve pra convencer que a pandemia no Brasil é mais branda.
      Multiplique por 10 e terá o verdadeiro.
      As cidades estão colapsando cada vez mais.
      Até em algumas capitais não há mais leito em UTI, nem respiradores, já estão faltando médicos e enfermeiros; tudo cheio por pessoas que desobedecem o isolamento ou imitam os “poderosos”.

  4. Na hora de apresentar novo ministro para o stf; a figura nefasta do fhc indicou o seu igual gilmarmentes que por ser amigo das baratas liberou o barato; o drácula indicou o carecão; o Moro quis ficar com o amigo dele e por aí vai e quando chega a vez do Bolsonaro aí não pode?!!!
    Rapaz com estas e outras nós ficamos mesmo na dúvida.
    Mas, o Bolsonaro tinha que ter feito uma pré apresentação falando exatamente isto: Olha; o fulano é ministro do supremo porque quem indicou foi seu amigo beltrano e por aí vai e deste modo talvez(???) eles tivessem um pouco de vergonha na cara e não se opusessem; por mais que o Delegado Ramagem seja ele garantido não é mais que a corporação Polícia Federal e quem foi chefe sabe; podemos muito, mas, não podemos tudo.

  5. Sergio Moro, personalidade mundial????

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk (Pausa pra respirar!) kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk (Outra pausa!) kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk (engasgando de tanto rir!) kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk (Ufa!) kkkkkkkkkkkkkkkkk xD

    • EM TEMPO:

      Moro, quem diria, começa a ser comparado de maneira desfavorável a Glenn Greenwald…..

      O Caçador Implacável de corruptos vai acabar sendo alcunhado de Glenn Greewald de Curitiba…..

      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk xD

      Se a pocilga Brasil não existisse teria que ser inventada…..

      Diz aê, José Simão: “Nóis sofre mas nóis goza!”

    • EM TEMPO 2:

      “Bolsonaro vestiu o elmo dos templários, abraçou com dedicação algumas das pautas conservadoras e liberais, encontrou milhões de brasileiros à espera de alguém para guiá-los e foi seguido, esperado, aclamado. ”

      Bolsonaro, com o elmo dos templários, está com dedicação o Centrão, antes demonizado por ele e sua manada de borxonetes histéricas.

      Lembram daquelas Marchas do Orgulho Bovino do ano passado, onde tinha umas faixas onde se lia “FORA CENTRÃO”?

      O que deve ter de borxonete nesse momento escondendo aquelas faixas não está no gibi….

      “Êh, ô, ô, vida de gado
      Povo marcado
      Êh, povo feliz!”

      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk xD

      • Nós não vamos esconder nada. A faixa vai ficar pendurada na parede do lado da cabeça do moro e ao lado do espaço reservado para a cabeça do doria (metaforicamente). E fica de aviso para o Bolsonaro continuar na desconstrução da vagabundagem; pois, se sair do rumo, também vai perder apoio.

    • EM TEMPO 3:

      Um Extraterrestre que tivesse descido ontem à Terra e lesse o artigo ficaria espantado e exclamaria: “Rapaaaaaz, esse tal de Bolsonaro é o próprio Messias na Terra! Homem puro e bom! E quem é esse tal de Moro que se comporta de maneira tão vil e traiçoeira? Deve ser um baita bandido!!! Um canalha!!!!”

  6. O editor quer quebrar os seguidores. Eles já passaram dois dias tristes com a desconstrução do mora é da joiça. Agora vem com esse texto logo cedo, “é pra acaba”.

    PS: Não serve como um texto para ser distribuído na favela, por usar um linguajar muito sofisticado, que só é entendido por quem já está vendido (não vai mudar ninguém). Mas, serve como um pedaço de carniça, colocado na ponta de uma vara; vai dar para pescar alguma coisa nos comentários (Vamos lá funcionários da teta publica, manifestem-se, mostrem o seu “conteúdo”).

  7. Olhe do que eu estou falando; duvido alguém dizer que não dá pena.

    “””Roberto Marques 30 de abril de 2020, 10:30 at 0:30.

    Sergio Moro, personalidade mundial????

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk (Pausa pra respirar!) kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk (Outra pausa!) kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk (engasgando de tanto rir!) kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk (Ufa!) kkkkkkkkkkkkkkkkk xD””””””

    PS: Note (pelo horário) que dessa vez ele não estava batendo panela, estava escrevendo “isso” enquanto o Bolsonaro falava ao vivo.

  8. * BALANÇO COMPARATIVO

    A FORÇA DOS NÚMEROS E DOS FATOS

    Lula, que não entende de sociologia, levou 32 milhões de miseráveis e pobres à condição de consumidores; que não entende de economia, pagou as contas de FHC, zerou a dívida com o FMI e ainda empresta algum aos ricos.

    Lula, o analfabeto, que não entende de educação, criou mais escolas e universidades que seus antecessores juntos, e ainda criou o PRÓ-UNI, que leva o filho do pobre à universidade.

    Lula, que não entende de finanças nem de contas públicas, elevou o salário mínimo de 64 para mais de 200 dólares, e não quebrou a previdência como queria FHC.

    Lula, que não entende de psicologia, levantou o moral da nação e disse que o Brasil está melhor que o mundo. Embora o PIG – Partido da Imprensa Golpista, que entende de tudo, diga que não.

    Lula, que não entende de engenharia, nem de mecânica, nem de nada, reabilitou o Proálcool, acreditou no biodiesel e levou o país à liderança mundial de combustíveis renováveis.

    Lula, que não entende de política, mudou os paradigmas mundiais e colocou o Brasil na liderança dos países emergentes, passou a ser respeitado e enterrou o G-8.

    Lula, que não entende de política externa nem de conciliação, pois foi sindicalista brucutu, mandou às favas a ALCA, olhou para os parceiros do sul, especialmente para os vizinhos da América Latina, onde exerce liderança absoluta sem ser imperialista. Tem fácil trânsito junto a Chaves, Fidel, Obama, Evo etc. Bobo que é, cedeu a tudo e a todos.

    Lula, que não entende de mulher nem de negro, colocou o primeiro negro no Supremo (desmoralizado por brancos), uma mulher no cargo de primeira ministra, e pode fazê-la sua sucessora.

    Lula, que não entende de etiqueta, sentou ao lado da rainha (a convite dela) e afrontou nossa fidalguia branca de lentes azuis.

    Lula, que não entende de desenvolvimento, nunca ouviu falar de Keynes, criou o PAC, antes mesmo que o mundo inteiro dissesse que é hora de o Estado investir, e hoje o PAC é um amortecedor da crise.

    Lula, que não entende de crise, mandou baixar o IPI e levou a indústria automobilística a bater recorde no trimestre.

    Lula, que não entende de português nem de outra língua, tem fluência entre os líderes mundiais, é respeitado e citado entre as pessoas mais poderosas e influentes no mundo atual.

    Lula, que não entende de respeito a seus pares, pois é um brucutu, já tinha empatia e relação direta com Bush – notada até pela imprensa americana – e agora tem a mesma empatia com Obama.

    Lula, que não entende nada de sindicato, pois era apenas um agitador, é amigo do tal John Sweeny e entra na Casa Branca com credencial de negociador, lá, nos “States”.

    Lula, que não entende de geografia, pois não sabe interpretar um mapa, é ator da mudança geopolítica das Américas.

    Lula, que não entende nada de diplomacia internacional, pois nunca estará preparado, age com sabedoria em todas as frentes e se torna interlocutor universal.

    Lula, que não entende nada de história, pois é apenas um locutor de bravatas, faz história e será lembrado por um grande legado, dentro e fora do Brasil.

    Lula, que não entende nada de conflitos armados nem de guerra, pois é um pacifista ingênuo, já é cotado pelos palestinos para dialogar com Israel.

    Lula, que não entende nada de nada, é melhor que todos os outros.
    ###

    Ps1.: Luis Inácio Lula da Silva deixou o governo(dois mandatos eleito e releito , oito anos no planalto) com aprovação record (83 por cento). . A maior da história para presidente.

    Ps2. Guarde esses dados para relembrar os alienados do lado de lá.
    Data: domingo, 13 de dezembro de 2009 01:00

    Pedro R. Lima, professor

    UERJ Economia

  9. KKK o meu cristal não quebrou porque só ponho a mão no fogo pelos meus filhos e pela mão deles. E de mais ninguém. O Moro foi muito infantil indo dar explicações para aquele cana de TV, não precisava ter feito o que fez mas, como dizem, errar é humano e dar mancada também o é.

  10. Puggina, gaúcho, inteligente, comentarista e blogueiro de qualidade, homem de direita, e jamais deixou de reconhecer a sua posição política, encontra na TI um público que o venera.

    Excelente argumentador, dono de textos muito bem escritos, resplandece a sua cultura, conhecimentos, e críticas contra aqueles que considera seus opositores políticos.

    Mas, exagera, perde o objetivo do que quer dizer, e tenta encontrar nos sofismas a verdade que pensa estar registrando em seus artigos.

    O título da sua crônica, “as provas contra ele (Bolsonaro) são do tipo Intercept”, Puggina sem qualquer pudor mascara os fatos e a realidade, quanto à saída de Moro desse governo incompetente, e dono de uma trágica administração contra o povo e país!

    As conversas publicadas contra Moro pela Intercept foram obtidas ILEGALMENTE!
    A troca de mensagens via watts entre Moro e a deputada Zambelli foi exposta pelo AUTOR em sua defesa!
    Da mesma forma quando o presidente exigia do seu então ministro da Justiça, querer saber sobre investigações da PF, que não lhe cabem por direito ter acesso aos resultados conseguidos, tendo sempre a negativa de Moro em satisfazê-lo nesse sentido nada republicano, pelo contrário, autoritário incontestavelmente!

    Puggina omite a verdade em seu benefício, e para promover contra o ex-ministro da Justiça um comportamento típico de Bolsonaro, quando se sabe que o presidente faz as suas declarações, elas não podem ser escritas porque no dia seguinte ou horas depois, modifica o que havia proferido.

    “Foi lastimável ver uma figura pública como o ex-ministro usando contra o presidente o mesmo truque de printar conversa de whatsapp aplicado contra ele, Moro.”

    Foi lastimável eu ler um homem tão importante quanto Puggina sucumbindo a si mesmo, ao usar o diálogo via watts entre o ministro e a deputada, comparando com o roubo da Intercept sobre conversas através do mesmo meio eletrônico.

    Puggina, de maneira surpreendentemente pueril, iguala a mesma situação como o furto de um laranja de qualquer banca no país, com o dono desse estabelecimento pegando outra laranja, que é sua, para comê-la!

    Impressionante o poder da ideologia em modificar e adulterar pensamentos antes sabidamente reconhecidos como brilhantes e, agora, escancarados às vistas de todos como meras falácias em defesa de argumentos que não se sustentam pela lógica, verdade, e incontestabilidade!

    • Queria que o STF decidisse de uma vez aquele recurso da defesa do Lula contra as sentenças do Moro, pra ver se essa alegação de ilegalidade vai prevalecer. Depois de tantos pronunciamentos do Gilmar Mendes, seria de se supor que não.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *