Aliança militar de Rússia e China preocupa o Ocidente

Fragata chinesa Linyi

A fragata chinesa Linyi participa das manobras no Mediterrâneo

Deu no Sputniknews

As Marinhas de Guerra russa e chinesa começaram exercícios navais conjuntos no Mediterrâneo na segunda-feira. As manobras são um sinal de fortalecimento das relações entre os dois países.

Os exercícios navais, incluindo exercícios de tiro neste mar estratégico que liga a Europa, a África e o Oriente Médio, são vistos pela mídia ocidental como um sinal para Washington e uma forma de mostrar que uma nova e poderosa aliança surge “no próprio quintal da Europa Ocidental.””Mesmo sendo apenas dois navios de guerra chineses, tal reflete o desejo da China de ajudar a Rússia a fazer frente ao poder americano”, escreveu a revista National Preview, sediada em Nova York. “A inimizade que definiu as relações sino-russas durante boa parte da Guerra Fria desapareceu há muito tempo. Agora é uma aliança forte que se levanta contra a política militar dos EUA no mundo. Essa aliança tem seu próprio componente de segurança muito profundo.

O jornal suíço Tages Anzeiger escreveu que a amizade entre Moscou e Pequim vai muito além das considerações apenas políticas e econômicas. “Eles estão criando uma aliança também no campo militar como um contrapeso para os EUA e seus aliados europeus e asiáticos”, escreveu o jornal.

“É um sinal de crescimento dos laços militares entre Pequim e Moscou e uma demonstração de que os horizontes marítimos da China estão se alargando”, disse a BBC.”

O que está acontecendo no Mediterrâneo é uma prova de poder militar dirigido contra Washington”, escreveu Der Spiegel alemão, acrescentando que a Rússia e a China se uniram para enfrentar o inimigo comum.

Os exercícios conjuntos da Rússia e da China decorrerão até 21 de maio de 2015. Um total de nove navios de ambos os lados estão tomando parte nos exercícios, que são inéditos no Mediterrâneo. As manobras têm como objetivo o aprofundamento da cooperação entre a China e a Rússia e também o reforço da sua capacidade de combate para repelir ameaças navais.

(texto enviado pelo comentarista Carlos Cazé)

30 thoughts on “Aliança militar de Rússia e China preocupa o Ocidente

  1. -É bom lembrar que o boicote à Rússia por causa da Ucrânia está levando esta a efetivar acordos estratégicos com a China na área de energia (principal fonte de divisas russa), visando romper as amarras dependência da exportação da Rússia com a Europa, e que antes sofriam hesitação.

    A Rússia tem petróleo.
    A China tem dinheiro.
    A Europa não inspira confiança a longo prazo.

    Aqueles que pensam que a guerra fria acabou estão muito enganados, infelizmente. Só os otários abriram mão da energia nuclear (e, consequentemente, da soberania) e passaram a se preocupar com o “pulmão do mundo” na década de 80, com o “buraco do ozônio” na década de 90 e com o “aquecimento global” neste início do século.
    As potências nem tomaram conhecimento dessas asneiras e continuam se industrializando e se armando… e financiando ONGs para os otários!

    Cada país que se prepare como puder!

  2. Excluindo as referências religiosas, o fato é que os EUA devem culpar-se, a si próprios, pela situação a que se chegou. Se se contentassem, ” apenas”, em dominar, e NÃO em humilhar, essa aliança poderosíssima seria improvável, devido a disputas regionais. Mas a cegueira dos republicanos irritou e uniu partes contrárias em todo o mundo, numa cortina anti-império. Agora, não tem mais volta: os EUA não apenas têm duas superpotências que lhe são adversas como, inegavelmente, estão vendo escorrer, de suas redes, ” países amigos/aliados”, seja parcial ou totalmente_ a Inglaterra, por exemplo, economicamente, já entrou para o novo banco chinês, ignorando o mau-humor norte-americano.
    Na América do Sul, a Argentina, semana passada, fechou acordos muito sérios com a Rússia, inclusive nucleares: Putin garantiu, aos hermanos, acesso à tecnologia de ponta, russa. Evidente que isso tem seu preço, e pode-se acomodar, sem medo de errar, todas as análises na geopolítica da guerra fria, e só por aí já vemos que os norte-americanos agora têm, ” no seu quintal”, tanto a Rússia quanto a China não apenas influenciando, mas, seriamente, DECIDINDO os movimentos, nesse jogo de xadrez, de antigos peões estadunidenses, como o Brasil.
    Por fim, na próxima semana, chega ao Brasil o primeiro ministro da China, para começar, de vez, a FERROVIA TRANSOCEÂNICA, que ligará a costa brasileira à costa peruana, no Pacífico. Trata-se de um plano de investimento no valor de 50 BILHÕES DE DÓLARES, em infra-estrutura, e que reduzirá os custos de importação, para a China, já que não temos saída para o Pacífico.
    É isso: os EUA erraram demais. Simples assim.

    Saudações,

    Carlos Cazé.

      • Pois é Francisco,

        O projeto é antigo, mas a GRANA, agora, está jorrando à vontade, na China. Basta ver que são eles os maiores credores dos EUA.
        O mundo gira, realmente, e aqui estamos nós, num novo cenário internacional, independente de vontades ou de ideologias. ( Ou, talvez, por causa delas mesmo.)

        Saudações,

        Carlos Cazé.

    • Por que: “Excluindo a referência religiosa…” Ora por que comentar o comentário, desculpe a redundância, de quem você não está disposto a respeitar as idéias amigo Cazé…não entendi.
      Perdão mas para quem acredita em DEUS é absolutamente indissociável o binômio; geopolítica/ profecias, até por que quem tem discernimento, isso exclui fanáticos com idéias infundadas, costuma saber de antemão os acontecimentos e usam para isso as profecias bíblicas. Não sei se reparou, talvez tenha se precipitado…(mal dos preconceituosos se precipitar na ânsia de combater por combater os ideários que nem sabem por que combatem) mas o comentário “contaminado religiosamente” se fez em 2005! Ora quem tem miolos e acredita em DEUS ao mesmo tempo não costuma sair por ai comentando coisas sem cabimento. Esses se informam e costumam saber o que estão falando tanto,ou mais, que o senhor sr. Cazé. No mais tenha paz . esse é meu profundo desejo. Abraço.

  3. A manobra conjunta não passa de um Ensaio para a futura guerra contra Israel, que iniciará com a agressão aos israelenses, por parte dos jihadistas e terroristas assemelhados, a partir do continente. Exatamente como ocorreu contra Líbia. Nesta, a ONU apoiou os EUA, a Inglaterra e a França na destruição “formal” do território líbio. A queda de Kadafi e da Líbia abriu os portões para a invasão do terrorismo da ISIS.
    Agora, a OTAN, em contrapartida, dará o sinal verde para que a potência nuclear chino-russa ameace veladamente Israel e apoie os alicerces de domínio comunista e jihadista no Oriente Médio, com o Mediterrâneo à sua disposição, permitindo fácil acesso ao Canal de Suez, ao Atlântico e ao Mar Negro (Porto de Sebastopol).
    Obama, então, terá cumprido a missão.

    PS: E não foi por falta de aviso do Primeiro Ministro Israelense, em recente pronunciamento no Congresso Norte-Americano.

  4. Caro CN … Bom dia!

    http://pt.wikipedia.org/wiki/Eletr%C3%B4nica#Hist.C3.B3rico tem:

    Evolução … Desde o início do século XX até sua metade, a válvula termoiônica reinou absoluta, quando na metade do século, em 1948, a gigante em telecomunicações Bell Telephone, desenvolveu um dispositivo que em comparação à válvula termoiônica era simplesmente minúsculo. Era o primeiro transistor. Aí estávamos iniciando a era do semicondutor.
    … … …
    Dizem que os EUA são os únicos a irem e VOLTAREM da Lua por causa desses MINÚSCULOS citados acima … já li também que a antiga URSS insistiu com micro-válvulas que enfrentariam melhor a ionização decorrente das armas atômicas!!!

  5. http://www.espacoacademico.com.br/000/0bert.htm está atualizado até 2001 … tem:

    George W. Bush e a nova “Guerra nas Estrelas” … Por JOÃO FÁBIO BERTONHA … Doutor em História e Professor da Universidade Estadual de Maringá … “Em 1983, o presidente americano, Ronald Reagan lançou a idéia de um programa para proteger os Estados Unidos de ataques nucleares. Batizado de “Iniciativa de Defesa Estratégica” (IDE), foi logo apelidado de programa “Guerra nas Estrelas”, devido ao caráter futurista que se atribuía a ele. … Não é difícil entender a irritação do resto do mundo com os EUA. O escudo espacial, se funcionar, consolidará ainda mais a supremacia militar americana e tem o potencial de reduzir Rússia e China à categoria de potências militares de segunda classe.”

  6. http://noticias.r7.com/internacional/conflito-belico-em-israel-e-gaza-uma-batalha-de-foguetes-12072014 tem:

    “12/7/2014 às 21h21 … Conflito bélico em Israel e Gaza: uma batalha de foguetes … Lado palestino tem saldo grande de mortos, enquanto Israel ainda não … … … O campo de batalha entre Israel e Gaza é desenvolvido no ar, onde os foguetes palestinos, com cada vez mais potência e alcance, competem com as baterias antimísseis israelenses cada vez mais efetivas, além dos frequentes bombardeios e à espera de uma possível invasão terrestre na Faixa. … O movimento islamita Hamas e outras facções armadas como a Jihad Islâmica se vangloriam de o controle da maior parte da população israelense com foguetes capazes de alcançar Tel Aviv, mas também Jerusalém e localidades situadas a mais de 100 quilômetros de distância de Gaza. Israel, por sua vez, mantém em diversos pontos do país sete baterias do sistema “Iron Dome”, ou Cúpula de Ferro, que, até o momento, neutralizou com sucesso 90% de projéteis dirigidos a áreas povoadas, segundo estimativas oficiais.

  7. Vou expor aqui uma posição aparentemente contraditória:

    Tenho uma profunda admiração e simpatia pelos EUA mas eu acho saudável para a humanidade que haja um poder antagônico aos EUA. Bastou apenas alguns poucos anos que os americanos e seus aliados tivessem uma ilusão do fim da história. que o mundo havia se tornado unipolar, para que um imbecil como o George Bush II(ou Baby Bush para os intímos) se achasse todo poderoso para fazer as besteiras que acabou fazendo quando resolveu ocupar o Afeganistão(ainda que com um mínimo de respaldo da ONU) e principalmente o Iraque(sem respaldo nenhum da ONU).
    Resumo da história: se o mundo e o Oriente Médio com Saddam Hussein e outros como Kadhafi já era uma porcaria, sem eles ficou muito pior.
    Por isso é bom que os EUA tenham um freio para que não queiram impor sua hegemonia a qualquer preço. E esse freio sem dúvida nenhuma é a aliança russo-chinesa.

    • Tem base a tua posição. Li, recentemente, um artigo onde uma autoridade americana (não sei se foi o Obama) acha “um absurdo” os Estados Unidos perderem o direito de mandar no mundo ou terem que dividir esse “direito” com outros.

  8. Manda quem tem como mandar … ou seja: TECNOLOGIA MILITAR!!!

    O primeiro a mandar foi: “1. Eis a posteridade dos filhos de Noé: Sem, Cam e Jefet. Estes tiveram filhos depois do dilúvio. … 6. Filhos de Cam: Cus, Mesraim, Fut e Canaã. 7. Filhos de Cus: Saba, Hevila, Sabata, Regma e Sabataca. Filhos de Regma: Saba e Dadã. 8. Cus gerou Nemrod, que foi o primeiro homem poderoso da terra. 9. Ele foi um grande caçador diante do Senhor. Donde a expressão: “Como Nemrod, grande caçador diante do Eterno.” 10. Ele estabeleceu o seu reino primeiramente em Babilônia, Arac, Acad e em Calane, na terra de Senaar. 11. Daí foi para Assur e construiu Nínive, Recobot-Ir, Cale 12. e Resem, a grande cidade entre Nínive e Cale. (Gn 10)

    Na época do arco e flecha … Nemrod foi aumentando seus domínios … a partir da BABILÔNIA kkk KKK kkk snif

      • Prezado Pedro … realmente, os EUA, apesar de todo seu avanço tecnológico, estão sem doutrina militar … desde quando Donald Rumsfeld renunciou em 8 de novembro de 2006 … após 6 anos como Secretário de Defesa!!! em sua doutrina, Rumsfeld entendia que, com poucos soldados, com mobilidade rápida para qualquer canto do planeta, com uso de tecnologia … os EUA conseguiriam bons resultados em suas ações militares … … … não deu certo, né???

        Obama prioriza bombardeios aéreos … o que não chega a ser doutrina militar, certo??? pois vitória só acontece quando se derrota e se OCUPA o território do derrotado – coisa que não tem acontecido, principalmente por questões religiosas!!!

        Os EUA, nem qualquer outro país, podem usar tudo que tem de armas … … … a antiga URSS tinha superioridade estratégica; no entanto, saiu do mapa sem um tiro!!! !!! !!!

  9. “19. Ora, não se encontrava um ferreiro em toda a terra de Israel, porque os filisteus diziam: Não deixemos que os hebreus fabriquem espadas ou lanças. 20. E por isso todos os israelitas tinham que descer aos filisteus para afiar cada um a sua relha, o enxadão, o machado ou a foice, 21. quando o fio das relhas, dos enxadões, dos forcados ou das cunhas se embotava, e para aguçar os aguilhões. 22. E chegando o dia do combate, não se encontrou nem espada, nem lança nas mãos do povo que acompanhava Saul e Jônatas. Somente Saul e seu filho Jônatas estavam munidos dessas armas. (1Sm 13)”

    Enquanto os filisteus tinham espadas ou lanças de ferro … os israelitas possuíam relha, enxadão, machado ou foice … só o rei Saul e seu filho Jônatas tinham armas apropriadas!!!

    • Estimado Antonio Santos Aquino … Bom dia!

      http://www.cartacapital.com.br/revista/830/protegidos-por-deus-6554.html tem: “Internacional … Entrevista … EUA e Israel: protegidos por Deus? … por Gianni Carta — publicado 15/12/2014 06h21 … O elo bíblico entre EUA e Israel explica a ligação entre Washington e Tel-Aviv. A previsível vitória da direita nas próximas eleições americanas reforça a perspectiva”

      Está lá: “Em Le Protestantisme Évangélique Nord-Américain en Mutation (Publisud, 2014, 277 págs., 24 euros), o professor de história e civilização americana Mokhtar ben Barka, da Universidade de Valenciennes, contrapõe, talvez pela primeira vez de forma detalhada, a diferença entre os evangélicos conservadores, eleitores de Jimmy Carter, Ronald Reagan e George W. Bush, e os evangélicos de esquerda, eleitores de Barack Obama em 2008. Os primeiros são conservadores teológica e politicamente. Por sua vez, os evangélicos de esquerda são progressistas do ponto de vista político, mas conservadores no que toca à teologia. Obama foi o candidato ideal em 2008, após o fracasso total de W. Bush. Resta saber, porém, se os evangélicos de esquerda terão algum peso na próxima presidencial nos EUA. O balanço dos dois mandatos de Obama, deixa claro Ben Barka, é bastante fraco.”
      … … …
      É preciso compreender a Bíblia para entender a Política Internacional … quem diz é a Academia!!! !!! !!!
      … … …
      http://tribunadainternet.com.br/o-comunismo-esse-insepulto/#comment-187470 tem meu 1º texto; é de 18 de Julho de 2000 … Forte abraço!!!

  10. Atenção: Os Stêits Unitis não uma coisa só como a maioria aqui pensa. Lá, uma coisa é o governo, que internamente não faz o que quer. A constituição não permite.
    Outra coisa é a iniciativa privada, o povo. Lá.
    Ou seja, os stêitis é bem diferente de países onde os governos e empresas privadas se misturam. Os tais estados fortes, em o que o Brasil é um deles, como a China e Rússia.

  11. MAIS UM GRANDE PROBLEMA PARA A GRANDE NAÇÃO DEMOCRÁTICA DOS EUA RESOLVER
    Reconheçamos, a humanidade está em perigo, aliás, sempre esteve, mas nos dias de hoje o perigo é maior.
    Nós seres racionais assim o queremos. E como saber que nós os seres humanos dotados de raciocínio e inteligência superior nos ameaçamos a nós mesmos? Com uma simples resposta:
    Criamos o Comunismo, a Bomba Atômica, o Estado Islâmico, Al-Quaeda, convivemos com as pretensões do Irã e da Correia do Norte (nações de regimes totalitários) desenvolverem armas nucleares, com a arrogância do Putin, a ganância pelo petróleo etc.
    Perigo menor, mas que pode afetar a vida de milhões de pessoas indefesas são os acontecimentos em regiões periféricas como a nossa América Latina.
    Exemplifico a criação do Fórum de São Paulo, ascensão de governos socialistas/populistas e a provável dominação (econômica e ideológica) chinesa nesta citada região.
    Além destes, outros males e bem perigosos, ameaçam a paz e o bem estar de toda a humanidade.
    Nós seres humanos racionais nos matamos uns aos outros, escravizamos uns aos outros, fazemos guerras, torturamos uns aos outros, humilhamos uns aos outros, subjugamos nosso próprio povo e de outras nações, tomamos os pertences de outros seres humanos etc.
    Fala-se que mesmo que tenha acontecido 2 grandes guerras o mundo do século XX é bem mais civilizado que em épocas passadas. E é, mas eu pergunto:
    Se somos mais civilizados, já não fazemos tantas guerras como a séculos passados, se já assinamos milhares de acordos de paz entre nações, foi criada a ONU, se existem milhares de instituições defendendo os direitos do homem, defendendo os direitos humanos, os países africanos colonizados pelos europeus tiveram o direito de ser livres, Lula/Maduro e Fidel cuida dos pobres, bilhões de pessoas são religiosas e acredita em Deus, Cuba é uma ilha de bem-estar-social, a Petrobras é de todos os brasileiros, existe a inclusão social para milhões de socialistas que eram pobres etc. etc. etc.
    Por que, mesmo com todas estas conquistas citadas acima e outras centenas que não foram incluídas, o homem como um ser racional, inteligente e que sabe pensar construiu a Bomba Atômica, que é a arma mais letal e que pode matar milhões instantaneamente? Foi com intenções de jogar no país dos outros e com isto impor respeito a seus adversários? Ou com o progresso da ciência ela foi criada ao acaso.
    Por que um homem criou uma teoria doutrinária (Comunismo) que terminou por matar mais de 100 milhões de pessoas quando foi aplicada na política e na economia de vários países?
    Por que fanáticos religiosos cortam cabeças de pessoas e explodem prédios para ceifar milhares de vidas.
    Por sermos dotados de raciocínio poderíamos usar esta capacidade nos dada pela natureza para criar e viver em um mundo melhor. Mas não, nós seres pensantes não queremos este tão sonhado mundo melhor.
    Infelizmente mesmo sendo animais racionais, com capacidade de raciocinar nós humanos poderemos nos autodestruir a qualquer momento.
    O que nos leva a agir (às vezes) como um ser irracional?
    Por egoísmo, ganância, inveja, exibicionismo, vingança ou pelo dinheiro, para viver no luxo, apego ao poder, para mostrar que tem força ou o que? Será que o homem nasce bom, mas a sociedade o corrompe?
    Para Maquiavel, o “homem é mau por natureza” e para o filósofo inglês Hobbes, o homem é essencialmente mau. Teriam razão?
    Voltando ao inicio citei que nos dias de hoje o perigo é maior. Lembremos a frase do Einstein: “A terceira guerra mundial eu não sei como será, mas a quarta será com paus e pedras”.
    Na época do Império Romano; do império de Alexandre; do Império Mongol; do Carlos Magno rei dos Francos, dos Lombardos e depois Imperador do Sacro Império Romano… era a época da lança, foice, enxada, espada, peixeira, machado, catapulta e o cavalo como meio de transporte…
    hoje para derrubar um exército ou destruir uma cidade basta apertar um botão.
    No seu último livro (lançado em 2014) Henry Kissinger, ex-secretário de Estado nos governos Richard Nixon e Gerald Ford faz um alerta, como bom entendido da política externa americana.
    Analisando a atual conjuntura política do planeta mostra o que mais interessa a Washington é: O Oriente Médio, Europa e Extremo Oriente.
    Sugere uma aliança entre Washington e Pequim.
    Seu principal temor é o desenvolvimento de armas nucleares pelo Irã.
    Diante de tudo que aqui escrevi eu acho que os ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA precisa com urgência eleger um presidente republicano.

  12. Uma sociedade culta e trabalhadora chega ao topo do mundo.
    Já uma sociedade com um povo inculto e que tem aversão ao trabalho sempre será submissa e daí vem a inveja da riqueza alheia.

  13. Foi nos anos 80, mas não lembro em que jornal ou revista eu li. Não importa, mas se verdade ou não, eu li que, a nossa elite plantaram na cabeça do povo brasileiro a ideia de que a pobreza do Brasil era em função da exploração dos EUA. Diz que com isso as elites ficam ilesas de algum tipo de culpa.
    Bobagem.
    Se os EUA chegou a ser uma potência foi com seus próprios méritos.
    Chegaram a este patamar após muita luta;
    trabalharam muito;
    tiveram muitos presidentes estadistas e que trabalharam em benefício da nação e de todo o seu povo;
    construíram as melhores universidades do mundo, mais de 150 entre as 500 melhores do mundo;
    educaram seu povo;
    eles têm uma única constituição que já dura mais de 220 anos;
    desde sua independência em 1776 nunca houve um golpe militar;
    nunca houve um governo ditatorial nem de direita e muito menos de esquerda
    e assim sendo são GRANDES.

  14. Pouco provável o confronto… Considero isso uma demonstração de “força” entre os lados…OTAN / RUSSIA/CHINA e ALIADOS…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *