Alvaro Dias já tem vice – Paulo Rabelo (PSC) – e fechou também com o PRP

Rabello será vice e coordenador da campanha de Dias

Amanda Almeida
O Globo

O ex-presidente do BNDES Paulo Rabello de Castro (PSC) será o vice do pré-candidato do Podemos à Presidência, Alvaro Dias. O acordo foi fechado, na tarde desta quarta-feira, em reunião entre o senador, o economista e dirigentes dos dois partidos. Com poucos segundos de propaganda na TV e no rádio, o objetivo do senador é formar uma coligação com partidos nanicos para conseguir pelo menos 1 minuto de espaço no horário eleitoral. Além do PSC, Dias também obteve o apoio do PRP nesta quarta.

O economista de 69 anos deixou o comando do BNDES em março para concorrer ao Planalto. Há duas semanas, o PSC realizou sua convenção nacional e aprovou o nome de Paulo Rabello. Nas últimas pesquisas eleitorais, no entanto, ele não chegou a somar 1% das intenções de voto, o que influenciou o partido a tomar a decisão de formar uma aliança com Alvaro Dias, que soma 4% nas pesquisas.

COORDENAÇÃO – Segundo Alvaro Dias, Paulo Rabello vai assumir agora a coordenação do seu programa de governo. “Ele trouxe propostas que já estavam nos nossos planos. Vai colaborar enormemente, especialmente na economia” — disse Dias.

A aliança com PSC e PRP garante a Alvaro Dias 36 segundos de propaganda na TV e no rádio. É o mesmo tempo de Ciro Gomes (PDT). O senador é o segundo presidenciável que consegue fechar a indicação para vice. Antes dele, apenas Guilherme Boulos (PSOL) havia anunciado um nome para o mesmo posto em sua chapa: Sônia Guajajara, do mesmo partido dele.

TIRANDO VOTOS – A candidatura de Alvaro Dias é um incômodo para o PSDB. Líderes tucanos apontam o senador do Paraná como um problema para Geraldo Alckmin no Sul do país. Pelas pesquisas, é na região que o pré-candidato do Podemos tem mais votos proporcionalmente. Aliados de Alckmin dizem que Dias também tem a simpatia de parte dos eleitores do ex-governador tucano em São Paulo. O senador foi sondado por dirigentes do PSDB sobre a possibilidade de se coligar a Alckmin, mas as conversas não avançaram.

Na breve entrevista que deram depois do anúncio, Dias e Rabello repetiram a expressão “refundar o Brasil”, que deve ser o mote da campanha da dupla. Os dois fizeram críticas genéricas ao atual cenário político do país e também acenaram ao eleitorado religioso, pedindo “fé em Deus e na vida”.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
O fechamento da aliança com PSC e PRP é importantíssimo para Alvaro Dias, que disputava esses partidos com Geraldo Alckmin e Henrique Meirelles, o homem da mala de dinheiro eleitoral. Outros partidos nanicos do “Centrinho” podem engrossar o caldo do Podemos, porque o prazo das coligações está no final. (C.N.)

5 thoughts on “Alvaro Dias já tem vice – Paulo Rabelo (PSC) – e fechou também com o PRP

  1. De duas coisas tenho certeza: 1 – um dia Lula vai morrer; 2 – não votarei no Alckmin. Ah, ia esquecendo de outra certeza; Dilma vai encontrar um meio de encanar vento!

  2. Uma preocupação que os candidatos, principalmente para cargos majoritários, devem ter nessas eleições é com a audiência do eleitorado pelos meios tradicionais, televisão e rádio abertas.

    Só que as mídias alternativas estão explodindo, como tvs a cabo, Netflix, Youtube. Cito aqui as principais. Essas mídias até podem crescer durante a campanha eleitoral pela rejeição do eleitorado aos políticos.

    Por que as pessoas assistiriam as campanhas eleitorais, se elas não acreditam em grandes mudanças na economia?

    O que vai indicar o que as pessoas estão assistindo ou vão assistir são pesquisas qualitativas e testes práticos com grupos selecionados.

    A falta de conhecimento do eleitorado e de como ele se informa, pode fazer com que milhões de reais sejam investidos em campanhas que não gerarão resultados.

  3. Aguardo, impaciente, se o nosso Mediador não postará um artigo sobre a entrevista de Ciro Gomes ontem à noite, na Globo News.

    Deixei de ver o jogo do Grêmio com o Flamengo pela Copa do Brasil, para assistir o candidato pelo PDT, que seria a minha primeira vez de vê-lo respondendo as perguntas de seus entrevistadores.

    E paro por aqui, antes de dar a minha opinião a respeito, à espera da página adequada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *