Ameaça de Cunha faz Dilma manter Janot na Procuradoria

Pedro do Coutto  

A ameaça da do deputado Eduardo Cunha à presidente Dilma Rousseff para que ela não renove o mandato de Rodrigo Janot como Procurador Geral da República, revelada por Simone Iglesias e Paulo Celso Pereira, O Globo edição de sábado, vai inevitavelmente obrigá-la a reconduzir o chefe do Ministério Público para novo mandato de dois anos. Eduardo Cunha nega a ameaça, mas o fato é que a matéria publicada cita um diálogo seu com o Chefe da Casa Civil, Aloizio Mercadante, a respeito do tema. De qualquer forma a repercussão do fato já por si funciona como um ultimato à presidente da República.

Nenhum presidente da República pode receber ameaças desse tipo, sejam de forma direta ou indireta. Assim, a iniciativa do presidente da Câmara, confirmada ou não, vai gerar logicamente o efeito contrário. Além do mais, se Cunha e Renan Calheiros afirmam-se vítimas e não culpados, por quê deveriam se opor a permanência de Janot no cargo? Não faz sentido nem para eles nem para qualquer dos acusados de modo geral, entre eles os que têm direito a foro especial e assim estão sendo investigados pelo Supremo Tribunal Federal. Claro está de forma indireta um temor que só pode ter origem num sentimento de culpa, não de inocência. Afinal de contas há uma distância enorme entre as vítimas e os culpados.

Relativamente a Renan Calheiros, O Globo também em sua edição de sábado revelou ter ele se manifestado contra a provável permanência de Janot na Procuradoria Geral da República durante almoço com o ex-presidente Lula, em Brasília, no qual esteve presente o senador Edison Lobão, ex-ministro de Minas e Energia, e um dos alvos da operação Lava Jato. Ao contrário de Cunha, Renan não desmentiu, pelo menos até agora, a versão divulgada.

FATOR DE PREOCUPAÇÃO

O fato é que os episódios revelam que a continuidade de Janot na chefia do Ministério Público Federal transformou-se num fator de preocupação dos acusados de modo geral. Os quais não rebatem, na maioria dos casos, o conteúdo de suas ações apontadas como duvidosas no escândalo que explodiu na opinião pública em decorrência dos assaltos em série praticados contra a economia da Petrobrás. A ponto de a Empresa ter publicado em seu balanço a existência de um prejuízo de 6,2 bilhões de reais, em decorrência do pagamento de propinas, feito, é claro, através do aumento de preço nos contratos que serviram de base à subtração de recursos.

Mas voltando ao tema contido no título é lógico que se possa esperar uma atitude política da presidente Dilma Rousseff coerente com a dignidade de que deve se revestir o exercício da presidência da República de um país. Novo mandato para Rodrigo Janot, prosseguimento das investigações, mesmo porque o comando da Polícia Federal não depende do mandato do procurador geral da República. Isso quanto ao processo acusatório que se generalizou.

Relativamente àqueles que possuem foro privilegiado, a sequência das investigações já se encontra nas mãos do ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal. Para os que não possuem essa perspectiva os processos encontram-se no campo de ação do juiz Sérgio Moro. É isso aí.

BALANÇO DA PETROBRÁS

A reportagem de Ramona Ordonez, Bruno Rosa e Daniele Nogueira, também no Globo de sábado, focalizou nitidamente os pontos principais contidos no balanço da Petrobrás, relativo ao primeiro trimestre deste ano. A empresa passou do prejuízo de 22 bilhões de 2014 para um lucro financeiro de 5,3 bilhões de janeiro a março. Entretanto, no mesmo período os investimentos caíram 13% em relação ao primeiro trimestre de 2014. Os preços da gasolina e do óleo diesel foram importantes para o resultado porque houve forte queda, 50% nas importações do óleo bruto e produção nacional, também de janeiro a março deste ano atingiu 2,8 milhões de barril por dia, 10,7% a mais do que em igual período do ano passado.

Entretanto, o diretor de abastecimento da Estatal Jorge Celestino Ramos, assinala a reportagem de O Globo, revelou ter ocorrido uma queda de 10% nas vendas de diesel e de 11% nas vendas da gasolina em decorrência da retração da atividade econômica brasileira. Registrou assim a perspectiva de uma recessão, palavra afastada dos pronunciamentos oficiais pela presidente Dilma Rousseff, principalmente depois do momento em que o ministro Joaquim Levy a substituiu por contração econômica .

EMPREGO E CONSUMO

Da colocação de Jorge Celestino Ramos pode se deduzir a existência de problemas que estão envolvendo o crescimento econômico do país e, em consequência travando a expansão do mercado de emprego, o que se reflete diretamente nos níveis de consumo, como se constata facilmente. É preciso, portanto, que o país se liberte do obstáculo principal que se encontra na sua capacidade de produção. Sem aumento da produção não pode haver aumento do nível de emprego.

16 thoughts on “Ameaça de Cunha faz Dilma manter Janot na Procuradoria

  1. Saiu no Globo, na Veja? Só pode ser notícia inventada. Já li em algum lugar que a única verdade publicada no Globo é a data.
    Portanto, deve ser mais uma “crise” que estão inventando, para ver se conseguem por vias transversas o objetivo de desestabilizar o governo.
    O que mais me espnata, é que tais orgãos da imprensa ainda acreditam que os citados vão levar em conta o que está escrito em suas matérias. É claro que não devem dar a mínima importância, já aprenderam há muitos anos este tipo de jogo sujo. Coisa de moleque que provoca um intriga entre dois coleguinhas para ver o circo pegar fogo. Simples assim.

  2. Caro Ronaldo Luiz … Saudações!

    Nada de intriga … Sou um simples peemedebista vendo necessidade de que Lula e Dona Dilma também sejam investigados … Foram citados e precisam ter a mesma ISONOMIA … Precisam ter o mesmo tratamento dado ao PMDB … … … FOGO DE ELIAS nos que coxeiam entre dois senhores … Só Javé é Deus e só Jesus é Nascido de Maria por Obra de RUAH!!!

    Abraço amigo.

  3. O Twitter da Tia custa caroooooo…
    ” Dilma não dispensa internet rápida nem quando viaja no “Air Force 51”, que custou ao contribuinte R$ 156 milhões, e no jatinho da Embraer: a Presidência contratou internet, fax e telefone via satélite exclusivos para serem usados nos dois aviões dela. O custo é de R$ 2,3 milhões por ano e usa exclusivamente equipamentos SwiftBroadband, da inglesa Inmarsat, que tem rede de 11 satélites espalhados pelo mundo.

    A previsão da Presidência é de que o telefone satélite do avião custe R$ 2 mil/mês; o fax, R$ 1 mil/mês; e a internet, R$ 188 mil por mês.

    As empresas de telefonia brasileiras não possuem a tecnologia exigida por Dilma para equipar os jatos: teve de apelar para a empresa inglesa.

    Dilma “contorna” com tecnologia inglesa problema típico brasileiro: internet péssima. A diferença é que a conta não é ela quem paga.

    O contrato de R$ 2,3 milhões por ano para bancar internet via satélite nos aviões de Dilma é válido por 12 meses e renovável por até 5 anos

    • Virgilio,
      Se você acompanha meus comentários neste blog sabe que absolutamente não sou simpatizante da Dilma, nem do PT, nem de nada do governo atual. Mas vamos ser justos:
      Isto que ela mandou instalar nos aviões é o mínimo indispensável com que um Presidente da República deveria contar a bordo durante suas viagens. O Obama, por exemplo, tem uma estrutura de telecomunicações avançadíssima no Air Force One, incomparávelmente superior a esta que a Dilma instalou, que permite que ele continue governando o país aonde estiver (lá o vice não assume quando o Presidente sai do país).
      Claro que podemos questionar o uso que a Dilma faz, ou deixa de fazer, da estrutura implantada, mas de modo algum o fato de tê-la colocado.

  4. Pedro do Coutto você, assim como Hélio Fernandes e Carlos Newton vem de longe. Todas as turbulências políticas desde 1950 até agora nós vimos. Assim sendo, creio não ter passado despercebido por você o comportamento inusitado dos presidentes da Câmara Eduardo Cunha e presidente do Senado e Congresso Renan Calheiros, que intimidam e chantageiam a presidente Dilma dizendo que se ela não demitir Janot, o PMDB vai para oposição. Usando desse expediente sujo, Cunha e Renan estão não desrespeitando Dilma, e sim as intituições públicas. Mas, o que mais chama atenção é o SILÊNCIO DA MÍDIA QUE ACEITA O QUE ESSES DOIS CRIMINOSOS ESTÃO FAZENDO SEM DIZER UMA PALAVRA. É elementar entendermos que os dois estão implicados em muitos crimes de corrupção e sabem que Janot vai colocá-los no STF para serem julgados e naturalmente condenados. Sem Janot eles vislumbram “comprar é comprar mesmo” o outro procurador safando-se da P)APUDA.

  5. Estimado Eduardo Santos Aquino … Saudações!

    Quem estaria sendo chantageado não seria o PMDB?

    Estão sendo investigados o terceiro e o quarto na sucessão constitucional de Dona Dilma – o povo os elegeu e seus pares o elegeram Presidentes do Legislativo, sem ninguém duvidar, br?
    O sucessor imediato Temer tem sido exemplar! Agora foi convocado para corrigir erros que não foram gerados pelo PMDB.

    Investigação Ampla Geral e Irrestrita … Lula, Dona Dilma, Cardozo, Janot etc … E não só os líderes do PMDB.

    FOGO DE ELIAS para verem melhor … Base retro Dragão … Viva a VERDADE!!! !!! !!!

  6. Está lá também do mesmo Nassif:

    http://jornalggn.com.br/noticia/as-manobras-de-cunha-para-abafar-provas-de-denuncia-da-lava-jato#at_pco=cfd-1.0&at_ab=-&at_pos=0&at_tot=5&at_si=555a1c6f531b3302 com:
    “Luis Nassif Online … Posts recentes … Mais comentados do dia … Siga o Luis Nassif Online RSS do Blog Luis Nassif Online … POLÍTICA … As manobras de Cunha para abafar provas de denúncia da Lava Jato … SEG, 11/05/2015 – 17:56 … Em mais um episódio que volta-se contra ele, o presidente da Câmara aprovou norma que autoriza funcionários usarem senhas de deputados … … … A Procuradoria mostra-se empenhada na busca de provas.”
    … … …
    Nassif reconhece que a Procuradoria não tem provas – mostra-se empenhada na busca delas!!! !!! !!!

    Abraço amigo do Lionço

  7. O pmdb é um partido indefensável e, é sem dúvida alguma o maior partido do brasil, pois, em cada esquina tem um dono. Possui mais cacos do que botafora da construção civil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *