Amigo de Cachoeira, futuro ministro Baldy tem o “perfil” exigido pelo Planalto…

O deputado federal Alexandre Baldy, possível novo ministro das Cidades

O deputado Alexandre Baldy está de olho no poder

Ranier Bragon e Letícia Casado
Folha

Escolhido neste fim de semana por Michel Temer para comandar o Ministério das Cidades, o deputado federal Alexandre Baldy (GO) é apontado por relatório de uma CPI como tendo participado de esquema comandado em Goiás pelo empresário dos jogos de azar Carlos Cachoeira. Com base em gravações telefônicas da Polícia Federal feitas na Operação Monte Carlo, Baldy é protagonista de um capítulo do relatório final da CPI que em 2012 investigou o caso, sendo classificado como colaborador “da organização criminosa”.

O texto é assinado pelo petista Odair Cunha (MG), que relatou os trabalhos da comissão durante oito meses. No final, um “acórdão” entre legendas atingidas acabou levando à rejeição do parecer no plenário da comissão e à aprovação de um relatório de duas páginas que não sugeriu o indiciamento de ninguém.

RELEVANTES SERVIÇOS – “As investigações levadas a efeito pela Polícia Federal, e aprofundadas por essa CPI revelam que Alexandre Baldy, conquanto não tenha agido com a mesma desenvoltura com que atuaram outros secretários do Estado de Goiás em prol dos interesses da organização criminosa chefiada por Carlos Cachoeira, prestou relevantes serviços à quadrilha”, diz o relatório final de Odair Cunha.

Entre 2011 e 2013, o hoje deputado foi secretário de Indústria e Comércio do governo de Goiás, comandado pelo tucano Marconi Perillo.

Temer informou a correligionários ter decidido colocar o deputado no lugar do tucano Bruno Araújo, que pediu demissão. Baldy irá trocar o Podemos pelo PP, a maior sigla do centrão. Deputado federal de primeiro mandato, ele é hoje um dos principais aliados do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

“MENINO DE OURO” – A CPI do Cachoeira, como ficou conhecida, trabalhou em meio ao escândalo que resultou na cassação do mandato do senador Demóstenes Torres (DEM-GO).

O capítulo dedicado a Baldy é recheado de grampos de conversas de Cachoeira com aliados, cujo teor sugere proximidade dos dois – Cachoeira se referia a Baldy como “menino de ouro”, diz o texto.

Uma dessas interceptações é de uma conversa direta entre Baldy e Cachoeira, em agosto de 2011. “Cadê você, doutor?”, pergunta em tom informal Baldy. Os dois marcam então um encontro para o dia seguinte. Cachoeira afirma que irá tratar de um assunto com o secretário. Baldy concorda e diz: “E eu preciso falar um negócio com você pra você dar uma aliviada.”

SEM PROVAS… – O relatório de Odair afirma que embora houvesse suspeita de que Baldy recebesse recursos periódicos de Cachoeira, a investigação da comissão não conseguiu provas disso, sugerindo ao Ministério Público continuar a apuração. A Folha não localizou eventuais desdobramentos judiciais das investigações. Como o relatório final de Odair não foi aprovado, nenhuma recomendação foi enviada às autoridades.

Baldy também foi citado na delação premiada do corretor de valores Lúcio Funaro. Ele afirma que o deputado participou de negociações para favorecer a Hypermarcas no Congresso. Baldy é casado com uma ex-integrante do bloco de controle da empresa.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
Como se vê, Baldy confirma o ditado – é o homem certo no lugar certo… Aliás, por falar em político corrupto, por onde andará o ministro Leonardo Picciani, cuja carreira federal estava se tornando o maior orgulho da famiglia? Ele sumiu de Brasília, cancelou todas as audiências e a agenda está em branco. (C.N.)

7 thoughts on “Amigo de Cachoeira, futuro ministro Baldy tem o “perfil” exigido pelo Planalto…

  1. Deu no Globo: Para aprovar Previdência, Temer autoriza Maia a negociar cargos.
    —–
    Viu, seu general, virou zona o seu sistema de pesos e contrapesos. Isso não é política – isso é pouca vergonha! O Rio está cortando o número de atendimentos na rede pública de saúde, criança desmaia de fome durante aula. O que mais o senhor precisa para acordar para a realidade?
    Faça um esforço, pegue uma bengala, levante-se da cadeira e faça alguma coisa que preste – o senhor ganha para defender o país.
    A criança que desmaiou de fome não é sua, mas é criança – e cuidar de nossas crianças é responsabilidade de todos nós!

    • Mesmo com toda essa pouca vergonha, Conde Temer pode dar com os burros na água.

      Afinal, tais dePUTAdos estariam dispostos a colocarem seus mandatos em risco, assim perdendo o foro privilegiado ?

      A conferir….

  2. 1) Licença:

    2) Na MPB = Mitologia Política Brasileira, a “mosca azul” simboliza os Poderes…

    3) “Fulano(a) foi contaminado pela mosca azul” = vai aparecer nos holofotes das mídias e haja vaidades…

    4) O termo é bem apropriado: o inseto mosca pousa tanto em banquetes palacianos quanto em esgotos periféricos.

    5) Inseto democrata !

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *