Apesar da baixa adesão no domingo, empresários ainda veem com esperança a terceira via

Por 'pixuleco' de Lula, organização quis expulsar Vem Pra Rua

Este boneco inflável provocou polêmica entre os organizadores

Deu na Coluna do Estadão

A participação de pré-candidatos do centro nas manifestações do domingo, 12, encheu de ânimo parcelas do empresariado e do mercado que ainda acreditam na construção de uma alternativa à polarização Lula-Bolsonaro. Primeiro, porque eles avançaram casas: deixaram a fase da conversa de bastidores para, sob a luz do sol, subirem nos palanques, onde disseram o que pensam.

Mas também porque, a despeito das provocações do PT e de Bolsonaro, os presidenciáveis ainda não trocaram farpas entre si, o que foi lido como sinal para futuras alianças.

ADESÃO MENOR – Em conversa com a Coluna, porta-vozes desses grupos não minimizaram o fato de a manifestação de domingo ter contado com adesão menor do que a do 7 de Setembro e a da esquerda, em julho.

Porém, eles entendem que agora os pré-candidatos têm de sair da toca. Alguns, para ganhar traquejo, como Simone Tebet (MDB), Henrique Mandetta (DEM) e Alessandro Vieira (Cidadania). Outros, como Ciro Gomes (PDT), João Doria e Eduardo Leite (ambos do PSDB), para modelarem o discurso. Claro, e para ficarem mais conhecidos, porque Bolsonaro e Lula têm recall e superexposição diária.

Será? Um interlocutor de grandes investidores internacionais diz que eles ainda acreditam no surgimento de uma terceira via. Citam o exemplo da eleição do governador Romeu Zema (Novo) em Minas, na reta finalíssima.

PARLATÓRIO SA – Após a Paulista, Ciro Gomes participou da série de lives do grupo Parlatório SA. Empresários, economistas e juristas integram o grupo e encabeçam o projeto para ouvir diferentes projetos para 2022.

Estiveram na live o empresário Jorge Gerdau, o ex-ministro do STF Ayres Britto, o ex-ministro Luiz Furlan e o embaixador Rubens Barbosa.

A organização do ato de domingo, 12, tenta botar panos quentes na indisposição entre MBL e Vem Pra Rua por causa do boneco que retratava Lula e Bolsonaro como siameses, inflado na Paulista.  Líderes do Vem Pra Rua entenderam que não seria um problema criticar Lula, já que o PT se negou a estar no ato. A porta-voz Adelaide Amaral chegou a mediar conversas com a esquerda no caminhão do Vem Pra Rua, mas não houve recuo quanto ao bonecão inflável.

10 thoughts on “Apesar da baixa adesão no domingo, empresários ainda veem com esperança a terceira via

  1. Os dois, cada um a seu modo, parecem irmãos gêmeos. Um presidente que, além dos votos, tivesse amor ao Brasil, governaria com o povo. Não falaria em reeleição. O povo faria isso se gostasse. Fosse eu o interessado no cargo, falaria com o povo diariamente, por 5 minutos. na TV aberta. Diria tudo o que pretendia fazer. O povo, por sua vez, teria diversas formas de se comunicar comigo e eu teria uma equipe bem treinada só para me informar a opinião da maioria. Se alguma manobra política safada tentasse me boicotar, eu revelaria tudo publicamente, de imediato. Pessoal, não está dando certo porque fulano não está deixando. Assim, todo mundo saberia das coisas e poderíamos viver em paz.

  2. Zema só ganhou a eleição aqui em Minas por declarar voto em Bolsonaro às véspera das eleições no último debate,como tem sido tão fraco quanto Pimentel que ele tanto criticou,os eleitores mineiros darão o troco elegendo o maior adversário do governador no momento:Kalil. Sabemos que 2022 será o oposto de 2018,quem se lambuzou no mel,passará fome.

  3. Atualmente apenas o PT é um partido na plena acepção da palavra. Todos os demais são compostos por candidatos de ocasião que sem o menor pudor se elegem e trocam de partido.
    E os partidos aceitam qualquer um sem nenhum compromisso.
    Pergunto: Como fabricar artificialmente um candidato? E depois como governará?

    • Por isso a proposta do Sr. Antonio é boa, governar com transparência e contar com o apoio povo.

      O povo tem que ser utilizado, inclusive usar e abusar de plebiscitos, quando as decisões mexem diretamente na vida do povo.

      Só o povo pode decidir, porque os que estão aí, decidem só pra eles.
      Haja visto o que querem fazer que os magistrados e juízes, que tenham cumprir uma quarenta de cinco anos.

      Agora, se for LADRÃO, nem precisa de quarentena.

      Temos que tirar o Brasil da mão dos ladrões e encontrar uma pessoa equilibrada e justa.
      Que entenda a liturgia do cargo e tenha postura de estadista.

      O último foi o inesperado e excelente Itamar Franco.

      Um abraço.
      JL

  4. Pelo andar a carruagem o Bolsonaro só perde com time de futebol, o Flamengo detonou o Palmeiras.
    Disputa eleitoral não é corrida de cavalo onde o azarão pode vencer.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *