Apoio a Temer despenca e 63% querem que o presidente renuncie, diz Datafolha

Resultado de imagem para oposio a temer charges

Charge do Laerte (www.laerte.com.br),

Thais Bilenky
Folha

A popularidade do presidente Michel Temer (PMDB) despencou desde julho, acompanhada da queda na confiana na economia a nveis pr-impeachment, revela nova pesquisa Datafolha. De acordo com o levantamento, 51% dos brasileiros consideram a gesto do peemedebista ruim ou pssima, ante 31%, em julho. O levantamento foi realizado entre 7 e 8 de dezembro, antes de virem tona novos detalhes de delao da Odebrecht com menes a Temer.

Aqueles que veem o governo do presidente como regular reduziram-se a 34%. No levantamento anterior, durante a interinidade do peemedebista, eram 42%.

No perodo, a percepo da populao sobre a economia se deteriorou. Para 66%, a inflao vai aumentar; 19% apostam que ficar como est e 11% preveem queda. O crescimento do desemprego aguardado por 67%. Outros 16% disseram que diminuir e 14% acham que fica estvel. Quanto ao poder de compra, 59% opinaram que vai diminuir, 20%, que no se alterar e 15%, que aumentar.

RENNCIA – A maioria da populao brasileira (63%) favorvel renncia do presidente Michel Temer (PMDB) ainda neste ano para que haja eleio direta, apontou a pesquisa do Datafolha. Segundo o levantamento, 27% dos entrevistados se disseram contra a sada do peemedebista para esse fim, 6% se declararam indiferentes e 3% no souberam responder.

Para que a populao v s urnas e escolha um novo presidente para o mandato-tampo, seria necessrio que Temer deixasse o cargo at 31 de dezembro.

Segundo o artigo 81 da Constituio Federal, um novo pleito direto deve ser convocado em 90 dias se os cargos de presidente e vice-presidente ficarem sem titulares. Do contrrio, a eleio indireta. “Ocorrendo a vacncia nos ltimos dois anos do perodo presidencial, a eleio para ambos os cargos ser feita 30 dias depois da ltima vaga, pelo Congresso Nacional”, determina o texto constitucional.

A PERGUNTA – No questionrio, o Datafolha exps resumidamente esse cenrio. “Uma situao em que poderia haver eleio antecipada para a Presidncia no Brasil seria em caso de renncia de Michel Temer at o final deste ano. Voc a favor ou contra Michel Temer renunciar at o final do ano para a convocao de uma nova eleio direta para a Presidncia da Repblica?”, perguntou o instituto.

A pesquisa, realizada entre 7 e 8 de dezembro, com 2.828 pessoas de 16 anos ou mais, tem margem de erro de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

A parcela da populao que queria uma nova eleio direta em julho a mesma que a atual. Naquela ocasio, o processo de impeachment da ento presidente Dilma Rousseff (PT) estava em curso. Para que houvesse nova eleio direta, era necessrio que tanto ela quanto Temer deixassem os respectivos cargos.

NA ERA DILMA – No questionrio anterior, o Datafolha perguntou se o entrevistado era “a favor ou contra Michel Temer e Dilma Rousseff renunciarem para a convocao de novas eleies para a Presidncia da Repblica ainda neste ano”.

Das pessoas ouvidas pelo instituto poca, 62% defenderam a renncia de ambos a fim de que se realizasse novo pleito direto; 30% foram contra; 4% no sabiam e 4% se declararam indiferentes.

No Tribunal Superior Eleitoral, tramita uma ao que pede a cassao da chapa Dilma-Temer da eleio de 2014, o que pode provocar a sada do peemedebista do cargo. O caso, porm, no ter uma definio neste ano. Se o tribunal cassar o peemedebista, haver uma eleio indireta no Congresso.

23 thoughts on “Apoio a Temer despenca e 63% querem que o presidente renuncie, diz Datafolha

    • O Ministro do STF Edson Fachin tem que aceitar o novo pedido de liminar da PGR, que diz que ru no pode ser representante de nenhum poder da repblica (presidente do Senado), ou seja, outra matria, outro mrito que depois pode ser levado pra discusso com os outros Ministros dos STF.

      ACEITA ?FACHIN !!!

  1. Os mais velhos devem lembra de uma das ltimas invenes da ditadura, o senador binico.
    Pois no que agora tambm temos um presidente com as mesmas caractersticas?
    Pois , ha anos que no se elege para nada, mas virou presidente.
    Outro dia foi at engraado, numa reunio com “empresrios”, um deles soltou o verbo: “Senhor presidente, aproveite a sua baixa popularidade e faa as reformas necessrias”. Pois no que o
    dito cujo resolveu abrir o saco de maldades e ainda apelidou o fato de REFORMA DA PREVIDNCIA.
    Desde o governo FHC esto reformando a previdncia, mas cada vez fica pior.
    Essa histria de deixar os militares fora da “ralao” geral, no esta “cheirando” bem.

  2. de se esperar que: enquanto o Governo no acabar com a Recesso/diminuio do DESEMPREGO, seus ndices de Aprovao caiam.
    E quanto mais turbulncias Polticas, mais difcil fica para se sair da Recesso/DESEMPREGO.

    Numa situao de Dominncia Fiscal ( O Governo no consegue gerar mais Receita mesmo aumentando a Carga Fiscal), s existem duas maneiras de se sair da Recesso/DESEMPREGO.

    1- Manter-se aberto aos Mercados Internacionais, reduzir a Despesa de Custeio do Governo em relao ao PIB (Produto Interno Bruto), e acionar os Motores da: Exportao Lquida ( Exportaes – Importaes), e principalmente contar com o afluxo de grandes Capitais Externos para INVESTIMENTO.
    a Poltica Ortodoxa que o Ministro da Fazenda Sr. HENRIQUE MEIRELLES vem aplicando e que foi/ usada na Europa, PIIGS…. ( Portugal, Irlanda, Itlia, Grcia, Espanha… em boa parte da Amrica Latina, Sudeste da sia….
    A carga maior do AJUSTE recai sobre o POVO e a Classe Mdia.

    2- Ou a soluo Heterodoxa, tal como foi aplicada na Malsia ( 1998 ).
    Fechar-se completamente aos Mercados Internacionais, proibir totalmente a sada de Capitais, baixar os Juros Bsicos e COMERCIAIS at um spread quase ZERO ( Tx. Inflao – Txs de Juros = +- ZERO) e contar com o crescimento quase que exclusivo do Mercado Interno. Exige praticamente uma Ditadura para ser implementado. Deu bom resultado na Malsia, mas tambm no isento de problemas.
    A carga maior do AJUSTE recai sobre os RICOS.

    O bom mesmo no deixar cresceu muito o Deficit Pblico do Governo, e sua consequente Dvida Pblica.

  3. Contrariando o Tiririca, pior que est fica…

    Para 40% da populao, a gesto Temer pior do que a anterior. Para 34%, igual e 21% a consideram melhor.

    Usando a mesma frase que eu usava para a Dilma, vai tio j deu….

  4. A pesquisa foi antes do mar de lama, ontem o Jornal Nacional dedicou 28 minutos a essa lamacento Tsunami.
    Que moral tem esse senhor para tentar enfiar goela abaixo a PEC da misria e a nova escravido da Previdncia?
    Devemos ocupar as ruas de forma permanente. Os sonegadores e os caloteiros que paguem o Pato.

  5. eleies, neste ano, poderia ser marcada para o dia 25 de dezembro. Cai num domingo.
    Se o Temer for cassado pelo tribunal, tem muita gente boa para ser eleito indiretamente, como Romero Juc, Euncio Oliveira, Moreira Franco e tantos outros da mesma.espcie. A sim, a crise ser debelada em menos de um ano. Esto de brincadeira.

  6. Amassei minha panelinha e depois tive de pedir, VOLTA RENAN. Mais um.

    Renan Calheiros vai ser novamente denunciado na Lava-Jato
    Por: da Redao 11/12/2016 s 10:00 .
    Por Renato Onofre
    Rodrigo Janot confidenciou a um ministro do STF que entrar com nova denncia contra Renan Calheiros. Ser mais uma ao ligada Lava-Jato.

  7. Ui s ! Ficou ruim na foto…

    O cruzamento das informaes da proposta de delao do ex-diretor de Relaes Institucionais da Odebrecht Cludio Melo Filho com as planilhas angariadas pela Operao Lava Jato na investigao contra a empresa sugerem pagamento de R$ 15 milhes para o senador Acio Neves (PSDB-MG) e ao menos R$ 2,5 milhes para o ministro de Cincias, Tecnologia, Inovaes e Comunicaes, Gilberto Kassab (PSD-SP).

    De acordo com o anexo encaminhado pelo ex-executivo Procuradoria-Geral da Repblica, “segundo informado pela empresa”, Acio seria identificado no sistema interno de pagamentos indevidos como “Mineirinho” e Kassab como “Kafta”.

  8. Vo ver a popularidade dele em janeiro fevereiro, quando chegam as pilhas de carns, material escolar, etc…
    Se o povo tivesse o mnimo de unio, partiria para o consumo mnimo, pararia de pagar todas as contas, taxas, etc, possveis. Dever no crime !
    Em 2 meses as Varas da Fazenda entrariam em colapso…

  9. Michel Temer jogou a previdncia na cabea dos futuros aposentados, Teremos que trabalhar a t a morte e ainda voltar, assombrando a vida, para cumprir mais alguns anos em detrimento de completar o tempo de aposentadoria. Ele quer ainda algum crdito com isso. FORA TEMER!

  10. Pingback: extra-20161212 | News Archive

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.