Aps bronca de Bolsonaro, Mouro recua sobre proposta de expropriao e se penitencia por vazamento

Declarao evidenciou o mal-estar entre Bolsonaro e Mouro

Emilly Behnke
Estado

O vice-presidente Hamilton Mouro lamentou nesta quinta-feira, dia 12, a divulgao da proposta em discusso do Conselho Nacional da Amaznia Legal que prev a expropriao de propriedades em caso de crime ambiental: ”Eu me penitencio”, disse ele. A inteno de criar um mecanismo como forma de conter o desmatamento e as queimadas ilegais, revelada nesta quarta-feira, dia 11, pelo Estado, foi alvo de crticas do presidente Jair Bolsonaro, que chamou de “delrio” e ameaou demitir os responsveis.

“Eu me penitencio por no ter colocado um grau de sigilo nesse documento, se eu tivesse colocado um grau de sigilo a pessoa que vazou o documento estaria incorrendo em crime previsto na nossa legislao”, afirmou o vice-presidente no Palcio do Planalto. ”(Isso) no deciso. J publicado como se fosse deciso, a gera um incmodo para o presidente.”

“DELRIO” – Mais cedo, pelas redes sociais e depois em conversa com apoiadores na sada do Palcio da Alvorada, Bolsonaro negou que a proposta estivesse sendo considerada pelo governo e a classificou como um “delrio”. “No existe nenhuma hiptese nesse sentido. E se algum levantar isso a, eu simplesmente demito do governo. A no ser que essa pessoa seja indemissvel”, declarou Bolsonaro na manh desta quinta-feira. A proposta consta em documentos do Conselho Nacional da Amaznia Legal, colegiado presidido por Mouro. Eleito na chapa de Bolsonaro em 2018, o vice no pode ser demitido.


A ideia discutida pelo grupo estabelecer que a expropriao de terras ocorrer no caso de quem incorreu em “culpa” em crimes ambientais em rea prpria ou pblica. Alm disso, sinaliza viabilizar o confisco “de todo e qualquer bem de valor econmico apreendido em decorrncia do crime de grilagem ou de explorao de terra pblica sem autorizao”. Segundo o planejamento do conselho, o objetivo enviar uma Proposta de Emenda Constituio (PEC) ao Congresso com estas medidas em maio de 2021.

De acordo com o vice, a proposta apenas um estudo e que “estudo no tem inteno”. Ele evitou opinar se concorda ou no com a medida. “Isso um estudo. Ento, o ministrio que responsvel por isso, que no caso o Ministrio da Agricultura por meio do Incra, vai dizer ‘isso aqui no cabe, no concordo'”, afirmou para jornalistas em frente sede da vice-presidncia.

“FORA DE CONTEXTO” – Com a divulgao da proposta, Mouro afirmou no saber se ela continuar a ser analisada. ”(O documento) algo que est totalmente fora de contexto e eu se fosse o presidente (Jair Bolsonaro) tambm estaria extremamente irritado porque isso um estudo, um trabalho que tem que ser ainda finalizado e s depois poderia ser submetido a deciso dele”, disse.

Segundo Mouro, as ideias contidas no documento ainda seriam debatidas pelos ministrios, para s ento serem submetidas ao presidente. “(Ideias) passam pelos ministrios e o ministrio vai chegar e dizer ‘isso pode, isso aqui no pode, isso aqui tem que ser uma nova legislao, isso aqui ns no temos condies de fazer’ e a depois que se fecha todo esse ciclo se submete ao decisor que o presidente da Repblica, que ainda pode chegar e dizer ‘no quero isso, no quero aquilo'”, afirmou.

MAL-ESTAR – A declarao de Bolsonaro evidenciou o mal-estar entre o presidente e seu vice. Na segunda-feira, Bolsonaro afirmou em entrevista CNN Brasil que no tem falado com Mouro, em resposta a um comentrio do vice sobre o silncio do presidente em relao vitria de Joe Biden nas eleies americanas. O que ele (Hamilton Mouro) falou sobre os Estados Unidos opinio dele. Eu nunca conversei com o Mouro sobre assuntos dos Estados Unidos, como no tenho falado sobre qualquer outro assunto com ele, disse Bolsonaro horas aps o vice ter dito que o presidente aguardava o fim das contagens de votos para s ento se manifestar.

Em entrevista ontem, Mouro disse ter uma relao “tica e de lealdade” com o chefe do Executivo e negou que no esteja falando com Bolsonaro. “Eu falei com o presidente na segunda-feira, p. Vocs no viram na cerimnia que estvamos os dois lado a lado conversando?”, perguntou aos jornalistas. Na segunda, 9, os dois estiveram juntos em evento no Planalto relacionado ao Programa Ptria Voluntria.

9 thoughts on “Aps bronca de Bolsonaro, Mouro recua sobre proposta de expropriao e se penitencia por vazamento

  1. Se o general Mouro jamais foi punido na sua invejvel trajetria militar, ele est sendo como vive-presidente desta republiqueta!

    O mais grave:
    por um subordinado, que esteve ali ali para ser expulso do Exrcito!

    Impressionante como Bolsonaro o humilha publicamente.
    E como um general de 4 estrelas se penitencia, pede desculpas, no lugar de cham-lo em particular e dar-lhe aquela reprimenda!

    O presidente pode at deixar saudades no meio militar quando deixar o Planalto mas, certa ala das FFAA, desejar que Bolsonaro desaparea pr sempre!
    Nunca antes na histria, o Exrcito sofreu tantas humilhaes atravs de um presidente, e que fora oficial antes de enveredar pela poltica.

    Em todo caso, considero que os militares merecem mesmo passar por esses vexames atuais, e advindos de um ex-colega, ironicamente.
    Tiveram nas mos a chance de mudar o Brasil, e renunciaram funo mais importante que lhes foi designada pela Constituio:
    a proteo do pas e do povo.

    Ao permitirem irresponsavelmente que a corrupo fosse instituda desde FHC, quando comprou o congresso para que votasse favoravelmente ao retorno da reeleio, ali, naquele momento, o Exrcito deveria impedir esse ato criminoso.

    Resultado:
    Lula, Dilma, Temer e Bolsonaro.
    Se, conforme a lenda, sete anos de vacas magras e sete da vacas gordas, o Brasil for esquecido, e s nos deram at agora vacas magras e loucas e, sabe-se l, at quando??!!

    • Desejaram tanto um golpe militar, que a derrubada de Dilma com o apoio dos militares resultou nessa humilhao pblica. Mas tudo bem, pois os bolsos esto cheios do vil metal.

      • Ao permitirem irresponsavelmente que a corrupo fosse instituda desde FHC, quando comprou o congresso para que votasse favoravelmente ao retorno da reeleio, ali, naquele momento, o Exrcito deveria impedir esse ato criminoso.

        O que est acontecento hoje com o Pis um dos responsveis justamente esse criminoso que ainda tem alguns baba-ovos que o protegem.

  2. 1) At onde li, aprendi: quem vai a guerra precisa de um bom estrategista para dimensionar bem os prs e contras das investidas sobre o adversrio.

    2) Na guerra das eleies de 2018, a meu ver e com todo o respeito, os militares embarcaram de forma apaixonada e emotiva no capito vencedor. Ora, paixes e emoes so passageiras e duvido que o Pentgono utilize tais procedimentos.

    3) Se houve estratgia ela esta cada vez mais esfarelando-se. E, novamente a meu ver, prejudica a imagem das FFAA e foras auxiliares (PM e Bombeiros) como se dizia no meu tempo.

    4) E no adianta dizer que eleio no guerra, pois guerra eleitoral. Simbolicamente a vida uma guerra.

    5) E o principal livro religioso do Hinduismo, o Baghavad Gita (A Cano do Senhor) nos fala de uma guerra. A Bblia tem vrias passagens falando que tudo Guerra, Batalha Espiritual. s visitar uma livraria Gospel e vai encontrar diversos livros sobre o tema.

    5)Em tempo: tenho parentes, parentas e amigos (as) membros das FFAA e Foras Auxiliares, logo, tenho-os com bastante respeito.

  3. Tens muita razo Alex Cardoso; s no tens a clarividncia de quanto os petralhas fizeram mal para nossa sociedade; inclusive eu votei no “tosco” por no querer votar em um “andrade”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.