Procurador é afastado após dizer que escravidão no Brasil ocorreu porque ‘índio não gosta de trabalhar’

Procurador ficará longe do cargo até a conclusão da investigação

Mônica Bérgamo
Folha

O procurador do Ministério Público do Pará (MPPA) que disse que a escravidão no Brasil ocorreu porque ‘o índio não gosta de trabalhar’ foi afastado nesta quinta-feira, dia 28. A decisão foi tomada em sessão extraordinária do colégio de procuradores da entidade, homologou pedido de afastamento do procurador Ricardo Albuquerque.

O grupo também decidiu por unanimidade instaurar processo administrativo contra ele, que é ouvidor-geral do MPPA. Ele ficará longe do cargo até a conclusão da investigação instaurada pela Corregedoria do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) para apurar a conduta dele.

DECLARAÇÃO – Em palestra na terça-feira, dia 26, Albuquerque disse que “esse problema da escravidão aqui no Brasil foi porque o índio não gosta de trabalhar. Até hoje. ” “O índio preferia morrer do que cavar mina, do que plantar para os portugueses. E foi por causa disso que eles [colonizadores portugueses] foram buscar pessoas nas tribos lá na África para vir substituir a mão de obra do índio aqui no Brasil”, seguiu ele, em apresentação a alunos de uma universidade que visitavam a sede da Procuradoria.

Albuquerque também afirmou que não acha que “tenhamos dívida nenhuma com quilombolas”. “Nenhum de nós aqui tem navio negreiro. Nenhum de nós trouxe um navio cheio de pessoas da África para serem escravizadas aqui no Brasil”. Em nota divulgada no mesmo dia, o MPPA disse repudiar o teor das declarações do procurador, que não compactua com qualquer ato de preconceito e que o teor das declarações “reflete tão somente a opinião pessoal” dele. As manifestações de Silva foram gravadas e circulam por redes sociais.

FORA DO CONTEXTO – Também por meio de nota, o procurador afirmou que o áudio com suas falas está sendo divulgado fora de seu contexto, uma vez que o assunto era o Ministério Público como instituição “e não tinha como escopo a análise de etnias ou nenhum outro movimento dessa natureza”.

“Depois de falar por aproximadamente uma hora e 20 minutos, o procurador de justiça disponibilizou a palavra aos presentes para que, num ambiente acadêmico, respondesse a críticas, comentários ou curiosidades, lamentando que o divulgador ao invés de mostrar sua discordância de maneira dialética e leal, optou por, de maneira sub reptícia, tentar macular o bom nome de uma pessoa preocupada em contribuir com a disseminação do conhecimento de maneira imparcial”, conclui a nota dele.

26 thoughts on “Procurador é afastado após dizer que escravidão no Brasil ocorreu porque ‘índio não gosta de trabalhar’

  1. Índio nunca precisou trabalhar PARA OS OUTROS até que os portugueses, depois seguidos por tantos outros e em breve chineses, tomaram o país de assalto. Só idiotas não vêem isso.

  2. Só porque na fala do tal procurador ele cometeu um pequeno deslize, talvez pela afetação emocional com estava no momento,mas visivelmente sem nenhuma má intenção, de que o índio era preguiçoso e isto nos foi erradamente ensinado na escola primária no passado, 99% do que discorreu foi o de se tratar todos como iguais e se respeitarem, índios, negros, brancos, gays ou mulheres, etc. Mesmo assim a esquerdinha, como sempre faz, não perdeu tempo para aproveitar sua pequena falha para transformá-lo num dos piores criminosos da humanidade.
    Precisa ter muito saco para aguentar essa gente que destruiu o pais e mesmo assim posa de moralista.

    • Mas roubar e estuprar o povo, gozar das delícias do sítio de Atibaia ás custas dos miserávereis, beber vinhos finos enquanto o pobre nem água potável tem, encher o rabo de carne de primeira, tudo isso se pode fazer porque não é o cornudo petista que se fode – é o povo coitado.

      • O ALTISSIMO SEJA LOUVADO..SEMPRE ..

        Prezado Sr. Sapo de Toga…vamos elevar o nivél do debate sobre o tema …eu disse sobre o tema .

        Afinal eu lhe pergunto : O que tem haver o texto com as mazelas ditas por você na era do PT governo ?

        Puxa prezado se vc não sabe nada sobre o tema elencado tudo bem…Respeito sua ignorância, mas dai vir com bobagens que nada tem haver ..deixa transparecer que vc é um nitido idiota..no minimo .

        YA SEJA LOUVADO SEMPRE ..

        SALMO 103 A TODOS

  3. 1) Licença…

    2) O ator Leonardo Di Caprio faz o papel de Lênin, no próximo filme de Steven Spielberg.

    3) Estreia em outubro de 2021.

    4) Esta celeuma toda em torno do nome do ator hollywoodiano está servindo de marketing para divulgar a película.

    5) Aguardemos !

  4. O que ele falou sobre os índios está nos livros de história. “Os índios por serem um povo livre, se recusaram a ser escravizados, fazendo corpo mole”. No que, entendo, estavam certos. Quanto aos negros, essa era a dinâmica da época e om total consentimento das tribos na África que os aprisionavam para vender como escravos como registra também os livros de história. Isso tudo é deplorável aos olhos de hoje pela civilização ocidental. O erro do cara, a meu ver grave, pela posição que ocupa, for expor isso. A imprensa adorou. Mas não se muda o passado com artigos na imprensa. Qualquer jornalista minimamente formado e informado sabe o que houve no passado em relação aos índios e aos negros trazidos da África. É muito mimimi para encher o saco, para justificar ideologias que o país quer afastar, mesmo sendo difícil, devido à lavagem esquerdopata perpetrada nos últimos vinte anos.Deixa o índio ser índio e o negro ser negro, sem tentar tutelá-los.

    • O ALTISSIMO SEJA LOUVADO SEMPRE …

      Prezado Geraldo…não sei sua formação superior..Mas fico estarrecido quando escreves que é muito ‘mimimi”..quando alguém denota racismo contra alguém .
      Se vc apenas sabe sobre o que é Escravidão e racismo..lendo estes “livros maquiados’ sobre o tema , e é o que me parece, então vejo a onde reina sua ignorância e sua total falta de respeito para com as almas trucidadas e destruidas na era da Escravidão, e agora pós escravidão. Aconselho que procures aprofundar em livros com sólidas referencias históricas , para não ficar falando e escrevendo idiotices dignas de um jovem geração facebook.

      Mimimi..não meu caro tenha mais respeito
      com os meus antepassados, se nada sabe …nada escreve.

      YA SEJA LOUVADO SEMPRE ..
      SALMO 103 A TODOS

      • Caro Carlos, com todas as vênias, você não deveria ter tanto rancor contra os brancos que escravizaram seus antepassados, mas com os primos (igualmente negros) deles que os entregaram para os brancos. A história não pode ser reescrita a não ser como farsa. Tentar mudar o que aconteceu a 200 anos atrás, é sim mimimi. Vai estudar, depois me questiona se sei ou não da história. Mais uma vez, com todas as vênias (termo muito em voga hoje) não enche o saco com discurso vitimista. A culpa não é dos brancos, se os negros não vendessem outros negros como escravos para os brancos, não haveria escravidão.

  5. Isto a gente aprende no grupo…não que são preguiçosos, mas por estarem acostumados a liberdade…o cara só esqueceu que hoje tem o famigerado ” politicamente correto”…tudo que a gente falava antes, agora não pode ser dito mais…

  6. O que se pode dizer das declarações deste Procurador do MP do Pará sobre a escravidão?!

    No mínimo estamos diante da ignorância e desconhecimento a respeito da nossa História, e por alguém que tem curso superior.
    Percebe-se, então, os malefícios da falta de estudos à população, mas, também, o quanto tem sido péssimo o ensino nacional!

    O tráfico de escravos negros começou em 1.530 no Brasil.
    Durante o período do descobrimento até 30/40 anos depois, as terras descobertas ficaram ao Deus dará.
    Quando D.João III, de Portugal, decidiu tomar posse do Brasil efetivamente, ele dividiu as terras em 12 capitanias hereditárias, o mesmo que havia sido empregado nas colônias ultramarinas lusitanas, que tinham alcançado sucesso.

    A escravidão indígena começou antes do tráfico de escravos vindos da África.
    A mudança deste povo para os negros foi lenta, difícil, e não repentina ou fácil.
    Dois motivos foram fundamentais para que os portugueses buscassem escravos africanos:
    a) Enquanto os lusitanos se baseavam em produção para ser armazenada, o indígena vivia da subsistência, ou seja, caçava e pescava para se alimentar no dia.
    b) A cultura do plantio era atribuição das mulheres, e não dos homens.

    Com o avanço da colonização portuguesa, aproximando-se do Rio e São Paulo, os escravos indígenas conhecedores da região fugiam da escravidão.
    Mesmo encontrados, a ordem era matar o ‘fujão”, e a população indígena começou a ser extinta.
    Os jesuítas, que não concordavam com o tratamento dispensado aos indígenas, passaram a organizá-los em reduções, afora terem obtido e conquistado leis que proibissem a escravização desse povo.

    Portanto, conforme a mão de obra indígena diminuía, aumentava o tráfico de escravos vindos da África, pois mesmo com as dificuldades de treiná-los para as lavouras, o péssimo tratamento a eles, a horrível comida, o trabalho desgastante, que chegava a 20 horas por dia sem descanso, o Brasil chegou a “importar” cinco milhões de negros como escravos!

    Os capítulos de vários livros que tenho sobre a História do Brasil e que abordam a escravidão são fartos, com detalhes a respeito, bem pesquisados.
    E relatam os horrores que seus donos os obrigavam a sofrer, padecer à humilhação suprema, torturas, crueldades bestiais, a ponto que muitos dos escravos morreram de “banzo”.
    Em outras palavras, depressão, saudade pela falta de liberdade, de seus parentes, de seus modos e costumes.

    Portanto, as declarações do Procurador demonstram claramente o quanto não interessa a História do Brasil, logo, desconhecer a verdade sobre o mais vergonhoso período que este país foi desenvolvido, à base de escravos, pois foi a nação que mais tempo levou mantendo a escravidão, algo em torno de três séculos e meio!

    Mais ou menos o tempo de ignorância do Procurador em tela!

  7. Esquece essas histórias e se concentre de que do século XIX para traz não consistia crime matar e escravizar para conquistar. E não existe nenhum povo ou tribo na terra que não o praticou, pois isto era natural e não crime como hoje.
    Saia deste inútil moralismo e procure se ater ao papável e visível de hoje , em que se tem dados concretos para debater e pode render debates proveitosos.
    Quanto ao procurador, sua declaração a respeito dos índios foi um deslize natural por estar afetado pelas pressões que se faz a qualquer pessoa pública que não é da esquerda. No total de sua fala ele se mostrou sensato e isso mostra que se errou, não o fez por má intenção.

  8. “A História: manufatura de ideais…., mitologia lunática , frenesi de hordas e de solitários …., a recusa de aceitar a realidade tal qual é, sede mortal de ficções “…………(Cioran)

  9. O deputado Hélio Lopes, conhecido com Hélio negão ou Hélio Bolsonaro, escreveu um texto (“A nossa cor é o Brasil”) que, curiosamente só foi publicado na Folha.
    Começa assim:
    “As perguntas que devemos fazer são: “por que nos passam a imagem de que os portugueses chegaram à África e escravizaram o povo ali existente?; por que omitem o fato de que os escravos vendidos na costa africana eram em sua maioria prisioneiros de guerra de outros povos africanos ali existentes?”
    Quem quiser ler o resto:
    https://www1.folha.uol.com.br/opiniao/2019/11/nossa-cor-e-o-brasil.shtml

    • O ALTISSIMO SEJA LOUVADO SEMPRE ..

      Prezado Sr. José A. Aranha … Com referencia a sua colocação sobre o Sr. Jorge “Negão” …que de NEGRO ele nada tem deixa transparecer que sejas adepto do que ele citou..o que por si só denota sua fraqueza cultural sobre esse macabro tema . A defesa idiota e sem respaldo nos verdadeiros livros Históricos , de tudo que esse degenerado Deputado traira de seus antepassados, escreveu denota quanta imbecilidade reina neste campo entre os descendentes dos Escravos , E isso fica claro quando o imbecil trata do tema ..portanto não acompanhe este cego …se não tu tb cairas no terreno da imbecilidade e deixará a impressão que só conheces o tema por folhetins de jornais e resumos da wilkepedia …que em outro comentário eu disse que é cousa de jovem idiota .

      Quanto ao “deputado” Jorge …este é mais um capitão do mato , um serviçal a serviço daqueles que desprezam a Força , e o que fez os Negros Escravos para a grandeza do nosso Brasil …E dele quando libertos , receberam foi um pontapé na bunda e uma lei da vadiagem para trancafiá-los e com isso darem o inicio do genocidio dos NEGROS no Brasil… Profundamente triste ver um NEGRO descendente comer nas mãos daqueles cujos os antepassados caçavam os Seus ANCESTRAIS como bichos, e colocavam estes para os enriquecerem e a estes davam a senzala e ali ELES elevavam seus pensamentos quando deitados nas terras longe além mar ..a sua querida AFRICA .
      Fico a pensar como este “deputado” seria tratado por MALCON X , se vivo fosse , e se fosse Brasileiro..vivendo nos dias atuais ..que resposta daria essa coluna dos direitos civis dos NEGROS dos EUA , A esse traira chamado Jorge ?

      YA SEJA LOUVADO SEMPRE

      SALMO 103

  10. Ué, ainda ha quem reclame da publicação? Mas o procurador foi gravado de viva voz falando suas sandices. E o outro, da Fundação Palmares, que disse que a escravidão foi benéfica para os negros. Só faltou dizer que o problema teria sido a libertação.

    • Essa sua observação se refere a frases fora do contexto que a esquerdinha se aproveita para difamar aqueles que não compartilham do nefasto credo socialista.

  11. O ALTISSIMO SEJA LOUVADO ..SEMPRE

    Sr. Mario Jr..Vc deve ser doente ou um ser desprezivél de corpo inteiro…afinal tem medo de dizer seu próprio nome .

    Parabéns FB pelo seu texto como tb aos demais que pontuaram de forma correta do que foi a Escravidão.

    Volto a carga: Sr. Mário jr..sem “nome” deixe de ser Ignorante e sejas mais pontual sobre o tema …se nada sabe …nada fala..ok. Essa TI ..é um blog para quem tem ‘bala” na agulha para falar o que sabe, e não o que não sabe..ficar vindo aqui para escreveres o que vc tem escrito ..beira a cousa de idiota ..no minimo.

    Esse tema é minha praia..e fico “triste” em ver degenerado como vc falando bobagens sobre meus antepassados , portanto no minimo tenha mais respeito sobre o que foi a Escravidão..te aconselho se puderes ESTUDAR sobre o tema Estude livros Históricos com essencia Histórica …e pare de ler “resumos da Wilkepedia”..pois isso não é base para um adulto …e sim jovem idiota.

    YA SEJA LOUVADO SEMPRE …

    SALMO 103 A TODOS

  12. Ninguém aqui falou que é favor de matar , escravizar e conquistar, mas da metade do século XIX para traz isto era da cultura humana, de todas as tribos ou nações desde os primórdios da civilização. Era natural para essa gente.

    Querer culpar a sociedade atual, que hoje condena essas práticas de guerra e conquista, o mesmo que nivelar com o que ela fazia no passado.
    Enfim, não temos nada com o que aconteceu no passado e não temos dívidas, mesmo porque também somos descendentes de hordas miseráveis que veio para as américas fugindo de perseguições e fome.

    Seu problema Aweuiwaiuà é que vc porta nitidamente transtornos mentais advindos de religiões de fanatismo religioso. Com isso fica nessa de achar que todos são pecadores.

    Sei não, mas esse seu deus deve ter rabo e chifres.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *