Após decisão do TJ-RJ, PTB desiste da candidatura de Cristiane Brasil à Prefeitura do Rio

Cristiane dificilmente sairia da cadeia a tempo de participar da campanha

Caio Sartori
Estadão

Presa desde o dia 11 deste mês, Cristiane Brasil não será mais candidata à Prefeitura do Rio pelo PTB. A decisão foi tomada após a Justiça do Rio manter, neste domingo, sua prisão preventiva – ela está detida por suspeitas de fraudes na área de Assistência Social do Rio.

O presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Rio (TJRJ), Claudio de Mello Tavares, decidiu que a ex-deputada federal continuará presa. Ele indeferiu os pedidos da defesa da ex-parlamentar, que queria relaxamento, revogação, substituição e conversão de sua prisão preventiva. Até então, a legenda mantinha a candidatura dela, que não tem impedimento legal de concorrer.

CAMPANHA – A Lei da Ficha Limpa só prevê a proibição para condenados por órgão colegiado, o que não é o caso da filha de Roberto Jefferson. Agora, no entanto, sabendo que ela dificilmente sairá da cadeia a tempo de participar da campanha, a sigla optou por lançar Fernando Bicudo, que seria o vice de Cristiane. Ele é ex-diretor do Teatro Municipal do Rio.

Os desvios na Fundação Leão XIII, órgão ligado ao Estado, teriam chegado a R$ 120 milhões, segundo denúncia do Ministério Público. Cristiane é acusada de envolvimento com o esquema quando era secretária municipal de Envelhecimento Saudável. Ela nega as acusações e se diz vítima de perseguição política.

ANÁLISE – Na sexta-feira, o ministro Joel Ilan Paciornik, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), havia dado 24 horas para que o TJRJ analisasse o pedido de liberdade apresentado por Cristiane Brasil. O ministro Paciornik também determinou que o TJRJ proceda com a rápida redistribuição do processo na Corte, o que também consta no despacho de Claudio de Mello Tavares deste domingo.

 Antes de ser presa, ela gravou um vídeo em que dizia que a operação está associada a “interesses políticos”. “É um absurdo que uma denúncia antiga, de 2012, 2013, esteja sendo cumprida agora. Um mandado de prisão preventiva contra mim, faltando dias para a eleição”, afirmou.

16 thoughts on “Após decisão do TJ-RJ, PTB desiste da candidatura de Cristiane Brasil à Prefeitura do Rio

  1. Lambisgoia…
    Ladra com nome e sobrenome…
    Coitada da Cidade do Rio de Janeiro…
    Aliás do Brasil inteiro…
    Agora estão colocando é fogo, depois de terem acabado com o País.
    Povinho cretino estes quase todos políticos…
    Credo !

    • Ricardo, coitada da democracia!
      O Rio está recebendo o que merece, pela falta de qualidade da maioria de seus eleitores. O Rio é lindo, mas de belezas naturais. A sociedade do Rio vem se deteriorando fazem mais de 5 décadas!
      Como resolver? Sei mas me nego a dizer?
      Abraço
      Fallavena

  2. As coisas são descobertas e os culpados são punidos (???) muito tempo após os crimes.
    A máquina pública, no geral e no particular, notadamente nos aspectos avaliações, fiscalização e acompanhamento, faliu e faz tempo!
    “Um mandado de prisão preventiva contra mim, faltando dias para a eleição”, afirmou.” Como é graciosa! Os canalhas ainda querem escolher quando serão descobertos, intimados, julgados, condenados e presos! Quanta desfaçatez!
    A fruta podre sempre cai próxima da árvore que produz frutas ruins!
    Só uma coisa acho que a natureza errou: o Rio, certamente, mereceria uma perfeita assim! Que me perdoe os amigos e meus parentes que moram no Rio!

  3. Verdade Fallavena…
    Desde o “Gato Angorá” que todos os governantes do Rio de Janeiro tem direito à celas especiais nos presídios…
    O carioca elege de tudo, mas nem todos merecem esta convivência em uma comunidade eleitoral de tamanha mediocridade e acabam pagando o preço injustamente…
    Triste a história recente, tanto da cidade quanto do estado.
    A bandidagem tomou conta de tudo…
    Que situação…
    Abraço.

  4. Tantas são as mazelas do poder judiciário, e essa é mais uma que grassa em todas as instâncias do território nacional. Refiro-me à insistência da “justiça” em acatar denúncias contra candidatos, ou expedir mandados de prisão em desfavor destes, quando se aproximam as eleições. Sei que os juízes não se podem omitir ou prevaricar. Entretanto, sempre que os togados querem empurrar o caso adiante, assim o fazem. Justificativas não faltam: razoabilidade, insuficiência de provas, plausibilidade, dolo por parte do denunciante, o Meritíssimo entendeu que….. Se não existe lei para coibir tal malícia, ou ao menos procrastiná-lo, o Congresso Nacional já deveria começar a pensar nisso. Pois está na cara: a grande maioria desse jogo sujo parte de opositores, objetivando sabotar e tornar inelegíveis seus concorrentes.
    Por que esses procedimentos ocorrem, com menor frequência, no período da “entressafra eleitoral?”

    • EM TEMPO:

      “Aiiiiiiiinnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnn, eu vô votá na Cristiane porque ela faz ARMINHA !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!”

      (Escrito em MODO JUMENTINHO HISTÉRICO BINÁRIO QUE URRA DE GOZO QUANDO VÊ UM OBJETO DE COMPENSAÇÃO FÁLICA)

        • EM TEMPO 2:

          Voluntarismo burro e babaca não significam coragem, pelo conrtário. Cristiane sabe disso. Acontece que ela também sabe que a manada de jumentos bolsonaristas aplaude fácil este tipo de bravata. O Gado é trouxa demais.

          “Ê, ô, ô, vida de gado
          Povo marcado, ê!
          Povo feliz!”

          • “Ainnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnn, eu tô apaixonada pelo Bob Jefferson purquê ele postô foto com fuzil !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!”

            Escrito em MODO JUMENTINHO HISTÉRICO QUE URRA DE GOZO QUANDO VÊ UM OBJETO DE COMPENSAÇÃO FÁLICA)

          • EM TEMPO 3:

            A se confirmar a desistência da candidatura, o Lawfare tirou Cristiane do páreo. Quem aplaude esse tipo de coisa quando atinge um adversário (Cristiane aplaudiu quando houve operação contra Paes….) é burro e sujo. O justicialismo esquizofrênico e jacobinista não poupa ninguém…… Certo, Dona Cristiane?

  5. Tem razão Fallavena, o Rio vem se deteriorando fazem mais de 5 décadas!

    Há 6 décadas, desde a mudança da capital para Brasília,

    O efeito foi duplo: em Brasília foi construído um túmulo para a moral, a justiça e a dignidade do Brasil. O mesmo se deu, a nível estadual, na histórica cidade do Rio de Janeiro, que em 1960 teve um punhal cravado em suas costas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *