Aras pede instaurao de inqurito para saber se Joice Hasselmann usou gabinete para criao de perfis falsos

Ex-auxiliares disseram que eram cobrados a fazer montagens de vdeos

Rayssa Motta e Fausto Macedo
Estado

O procurador-geral da Repblica, Augusto Aras, pediu a abertura de um inqurito para apurar se a deputada federal e candidata a prefeita de So Paulo, Joice Hasselmann (PSL), usou funcionrios lotados em seu gabinete na Cmara para criar perfis falsos nas redes sociais a fim de atacar adversrios polticos.

Em ofcio encaminhado ao ministro Lus Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), no final de agosto, o chefe do Ministrio Pblico Federal pede que sejam ouvidos os assessores Marcelo Marinho de Farias e Jean Hernani Guimares Vilela.

DISPUTA – Os fatos noticiados so relativos ao exerccio do cargo pblico, dado que, em tese, foram praticados pela Deputada Federal Joice Hasselmann e por servidores de seu Gabinete, sob seu comando, num contexto de disputa com adversrios polticos. De outro lado, os fatos potencialmente criminosos foram cometidos no curso do mandato, diz um trecho do documento.

Aras se manifestou no mbito de uma notcia-crime apresentada pela tambm deputada Carla Zambelli (PSL-SP), que imputa colega de Parlamento e partido os crimes de constrangimento ilegal, difamao, falsidade ideolgica e associao criminosa com base em relatos de dois ex-funcionrios de Joice que acusam a antiga chefe de usar o gabinete para produzir fake news e disparar ataques contra aliados do presidente Jair Bolsonaro.

COBRANA – Em entrevista CNN, os ex-auxiliares afirmaram que a equipe era cobrada a fazer montagens de vdeos, criar narrativas e alimentar perfis falsos nas redes sociais, supostamente monitorados pela prpria parlamentar.

Os principais alvos, segundo os ex-funcionrios, seriam desafetos criados aps a ruptura da ex-lder do governo com o Planalto e incluram ex-aliados como a prpria Carla Zambelli, a deputada Bia Kicis (PSL-DF) e os filhos do presidente, o senador Flvio Bolsonaro (Republicanos-RJ) e o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP).

Em sua conta no Twitter, Joice chamou Aras de papagaio presidencial e boneco de ventrculo do Palcio do Planalto. A parlamentar acusou o procurador-geral de tentar prejudicar sua candidatura nas eleies municipais deste ano em um lance antecipado para tentar arrematar a nova vaga aberta no STF com a aposentadoria do decano Celso de Mello.

“RACHA” – Ex-aliada bolsonarista, Joice Hasselmann rompeu com o Planalto depois de um racha no PSL que terminou com a debandada dos Bolsonaro do partido. Ela chegou a disputar a liderana da sigla na Cmara, enquanto o presidente articulava para que o caula, Eduardo Bolsonaro, assumisse o posto.

A prpria deputada acusa o Planalto e seus aliados de envolvimento em esquemas de disseminao de notcias falsas e discursos de dio. Em dezembro do ano passado, na Comisso Parlamentar Mista de Inqurito (CPMI) das Fake News da Cmara dos Deputados, chegou a afirmar que um dos grupos de propagadores de notcias falsas e difamaes mais ativos seria o chamado gabinete do dio, integrado por assessores especiais da Presidncia da Repblica. O grupo seria pautado, segundo ela, pelos filhos mais novos do presidente, Eduardo e Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ), e pelo guru Olavo de Carvalho.

Aps apoiadores bolsonaristas terem computadores, documentos e celulares apreendidos como provas no inqurito nas fake news, Joice voltou a atacar o governo. A deputada afirmou que no fim da linha do esquema investigado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) est o Palcio do Planalto. Segundo ela, o esquema de produo de ataques e mentiras contra adversrios polticos e a democracia envolve dinheiro pblico de gabinetes de polticos ligados famlia Bolsonaro e recursos de empresrios com trnsito constante no Palcio do Planalto.

###
COM A PALAVRA, JOICE HASSELMANN

O Procurador Geral da Repblica, Augusto Aras, est dando um lance no leilo para a vaga que se abrir no Supremo. Fica claro e evidente que o Procurador est sendo boneco de ventrloquo dos meus desafetos polticos lotados no Palcio do Planalto, em funo da minha candidatura Prefeitura de So Paulo. Beira a criminalidade o uso da mais alta instncia do Ministrio Pblico como instrumento poltico de perseguio com escancarada subservincia ao Poder Executivo. Isso sim falsidade ideolgica. O Ministrio Pblico no merece tal representante e a lei do abuso de autoridade ser invocada.

###
NOTA DA REDAO DO BLOG
A Procuradoria-Geral da Repblica pede a abertura de um inqurito para apurar se Hasselmann usou o gabinete para criar perfis falsos e atacar bolsonaristas e, paralelamente, manda arquivar uma apurao preliminar da maior importncia e gravidade que relaciona esquema de criao de fake news em redes sociais a Bolsonaro, Flvio e Eduardo. Alinhamento afinadssimo. (Marcelo Copelli)

4 thoughts on “Aras pede instaurao de inqurito para saber se Joice Hasselmann usou gabinete para criao de perfis falsos

  1. Gente, vocs sabiam que o Lula recebeu R$ 7 milhes de uma empresa para comprar 100 mil testes de H1N1, mas desviou o recurso para um programa da Dona Marisa, que fez destinou parte desses recursos sem licitao para uma ONG fundada por uma ministra?
    ______________________________________

    Lulestes e bolsonaretes irmos siameses.

    • Foram muitos e muitos anos de investigao. Toda a famlia Lula, at os tablets dos netos foram investigados. NADA de ilcito foi encontrado. O Lulinha ento, se 1% do que afirmavam fosse verdade ele seria um dos homens mais ricos do Brasil. J a famlia do JB….

  2. O sistema poltico podre j uma droga, mas essa senhora e seus pares conseguiram deix-lo ainda mais horrvel face s suas tticas polticas to doidivanas e asquerosas quantas a dos Bolsonaro, uma safra poltica horrvel, ainda mais inescrupulosa do que as antecessores, e assim tornaram ainda pior o que j era muito ruim, lamentavelmente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.