Arrastão em Ipanema, assaltos em ônibus, assassinato em Botafogo

Pedro do Coutto

O título reflete a face de uma cruel realidade que, infelizmente, marcou a passagem do final de semana na cidade do Rio de Janeiro, muito menos maravilhosa de como era chamada no passado, não muito distante dos dias de hoje. Em matéria de tempo, mas enormemente distante em matéria de segurança pública. O panorama da violência foi bem focalizado em duas reportagens publicadas na edição de segunda-feira de O Globo, uma delas sobre o brutal assassinato do estudante Alex Shomeker Bastos, da repórter Natália Castro, e outra destacando a repetição dos arrastões nas areias de Ipanema e assaltos em ônibus e a pedestres, publicada sem assinatura, mas com o mesmo impacto sobre a sociedade.

Os arrastões e roubos repetem-se em escala impressionante nos fins de semana ensolarados quando multidões buscam o mar para se divertir e aproveitar o calor, porém muitos terminam impedidos de fazê-lo pela invasão criminosa de bandos de ladrões. Vêm de várias partes da cidade tendo a zona sul como alvo predileto. Além dos arrastões nas praias, praticam assaltos em ruas de Copacabana, especialmente no Posto 6. A Avenida Rainha Elizabeth, esquina com Conselheiro Lafayete, e Joaquim Nabuco são as vias preferidas. Os moradores locais temem o sol para que possam sair livremente de suas casas sem a perspectiva de se tornarem vítimas.

CIDADE AMEAÇADA

A cidade, de fato, encontra-se ameaçada de modo permanente. Numa situação assim não há como deixar de ocorrer uma acentuada retração nos hábitos de consumo. Os bandos de ladrões e pivetes descem de ônibus como vândalos m grupo, aos gritos, e partem para o Arpoador, outro ponto escolhido para roubar. Só o policiamento intensamente ostensivo, como foi montado na noite de 31 de dezembro, na orla de Copacabana, será capaz de impedir a fúria criminosa. Digo impedir porque é muito mais importante prevenir do que reprimir. A repressão refere-se à violência praticada, a vigilância prévia é muito mais essencial. Decisiva até.

Numa série de casos, a prevenção situa-se no limite entre a vida e a morte, entre a integridade e os efeitos da agressão estúpida, motor do crime que se espalha pelas ruas e pelas sombras de uma insensibilidade crescente e devoradora. O assassinato do estudante Alex enquadra-se nesse ângulo da questão. Esperava um ônibus para retornar a sua residência quando as mãos do roubo tentaram apoderar-se dos objetos que possuía, culminando com sua morte por vários tiros covardemente desfechados. Mais uma vida de um jovem foi perdida nesta guerra em que uma parcela da população, que não respeita a lei e a simples propriedade das pessoas, trava contra a outra, pacífica e que vive dentro dos limites tanto da lei quanto da ética.

ESCALADA DO TERROR

Quando terminará essa escalada de insegurança e, pode-se dizer também, de terror? Sim, porque os assaltantes que chegam às hordas para praticar roubos em série, e os grupos que, além de roubar, assassina, podem ser inscritos no dicionário do Rio como terroristas cujos ataques são imprevistos e imprevisíveis e, assim agindo, contribuem para tolher a liberdade de centenas de milhares de pessoas. Mascaram-se de socialmente injustiças para praticar as maiores injustiças.

A segurança pública tornou-se um problema de segurança tanto estadual quanto federal, tais e tantas são suas origens, implicações, reflexos. No ritmo em que caminham os fatos, na verdade os ladrões e assassinos estarão soltos nas ruas. As pessoas de bem, que pegam impostos, presas nas suas residências. O risco é enorme e cresce dia a dia.

19 thoughts on “Arrastão em Ipanema, assaltos em ônibus, assassinato em Botafogo

  1. Mas esses bandidos, na maioria adolescentes, são fruto da sociedade consumista, eles não tem culpa, devemos respeitar seus direitos (humanos?), pois nem mesmo são ainda responsáveis por seus crimes. Assim pensam nossos políticos, a maioria deles. Eles podem votar, receber visita íntima, mas não podem ser punidos! Sociedade hipócrita!

  2. ARRASTÕES, ASSALTOS, ASSASSINATOS,
    hospitais cheios
    escolas de taipa
    saneamento africano
    deputados de jatinho na lava jato governadores idem
    legislativo executivo judiciario podres
    troca de extintor que a civilização não usa
    cirurgias e proteses sem necessidade
    helicoptero para buscar cachorro do cabral
    sarney solto, renan, idem
    etc
    etc
    etc
    etc
    etc

  3. Imagina, a repercussão na cabeça desses ladrões, bandidos , assassinos, que na sua grande maioria é de origem pobre , quando no jornal, a manchete , que já é rotineira, como a que foi veiculada pelo O Globo e o Extra, no sábado passado,10/01/2015.
    A Manchete:
    “Majores da PM desviam 2 milhões de litros de combustível dos batalhões”. Uma manchete dessas é nitroglicerina pura para a sociedade omissa, porque, para os bandidos, justifica suas atuações criminosas uma vez que oficiais da polícia são ladrões também. E para os soldados, cabos e sargentos forma-se uma cadeia de malfeitos por causa do mal exemplo dado pelos superiores. Assim se comporta a sociedade brasileira sem nenhuma referência de honestidade de suas autoridades, que roubam, desviam e ainda querem cobrar comportamento do cidadão. Pelo fim do mal exemplo das autoridades ! O mau exemplo é a causa de todo nosso sofrimento.

    • Caro Ricardo,

      Lembro que no ANIVERSÁRIO DE BRASÍLIA, no ano passado, um jovem levou um tiro de 38 no peito, no meio da multidão. Caiu morto na hora, claro!
      Mas o cadáver não poderia ficar no meio do gramado, esperando perícia e atrapalhando a festa. O Samu foi chamado e o cadáver socorrido para que fosse constatado o óbito.
      No dia seguinte, no Jornal da Record, o jornalista chamou a atenção para a ausência de homicídios nos números oficiais da comemoração e que o óbito do jovem removido não tinha sido contado como homicídio, mas apenas como tentativa.

      OUTRO CASO:
      De 2011 a 2013 a população do Distrito Federal estava ATERRORIZADA com o número de sequestros relâmpago, inclusive nas áreas nobres, chegando a acontecer picos de até 6 por dia.

      -O que o Agnelo fez?
      -Mandou os delegados não registrarem mais ROUBO COM RESTRIÇÃO DE LIBERDADE (sequestro relâmpago) e, ao invés desse crime, registrarem, simplesmente, VEÍCULO TOMADO POR ASSALTO.
      Pronto!
      Foi o suficiente para que as estatísticas desse crime despencassem, ficassem mais civilizadas, e a população, abestalhada, pudesse sair às ruas em paz, de mãos dadas como se estivesse no parque de Londres e ter um feliz 2014!!!

      A VIOLÊNCIA, SENHORES, É MUITO MAIOR E MAIS IMORAL DO QUE É DIVULGADO. Até mesmo os telejornais policiais não sabem tudo o que acontece.

  4. Está na Tribuina de hoje : Concessão da TV Globo/SP, outorgada ilegalmente a Roberto Marinho, precisa ser anulada, na forma da lei. Em que ano esta ilegalidade aconteceu ? Quem governava o Brasil ?

  5. Cada um tem o islam que merece. O nosso é o PT genocida

    Foram 17 os mortos pelos terroristas na França que chocaram o mundo inteiro e levaram 1,5 milhão de pessoas às ruas só em Paris. Na França, em condições normais, esses 17 assassinatos levariam exatos nove dias e seis horas para ocorrer. Já aqui no Brasil, se mata 17 pessoas a cada duas horas e vinte minutos, mas ninguém fala nada.

    Segundo revela o relatório global para prevenção de violência preparado por agências das Nações Unidas divulgado mês passado, em números absolutos, o Brasil é o país com o maior índice de assassinatos no mundo: 64.357 por ano, o que equivale a 32,4 mortes para cada 100 mil pessoas.

    Embora os números da OMS sejam bem maiores do que os dados oficiais fornecidos pela polícia brasileira – que eu tenho lá minhas dúvidas -, que também constam do relatório, 47.136 mil ou 24,3 para cada 100 mil pessoas, nos dois casos os dados mostram uma curva ascendente no número de homicídios brasileiros desde 2007, depois de uma queda nos registros no período entre 2003 e 2007.

    São níveis horrorosos, intoleráveis! Mata-se mais gente aqui do que na Índia, que tem 1,252 bilhão de habitantes.

    Fazendo uma comparação com os países islâmicos, quem serão os nossos “terroristas”, os radicais que fazem o “trabalho sujo”, quem são os “talibans” e quem são os “sábios”?

    Nada mais claro. Os bandidos e traficantes das favelas, o MST do Stédile, os movimentos como o Fora do Eixo do Beiçola Capilé, o MTST do Guilherme Boulos, e tantos outros que vivem à custa das benesses do governo petralha ou contam com a sua escancarada omissão – no caso dos traficantes -, fazem o trabalho sujo: matam, roubam, invadem e depredam. Os “talibans” são a mídia vergonhosa e escancaradamente comprada pelo PT e mais muitos inocentes úteis, amorais e burros o suficiente para acreditar nas palavras dos “sábios”, que são a cúpula do partido, que dá legitimidade a todas as barbáries da turma de baixo, sustenta a do meio e se locupleta através da maior roubalheira perpetrada na história.

    Aliás, o que o PT faz no País é um autêntico e evidente genocídio. Além dos assassinatos, morre-se por falta de atendimento no que os petralhas têm a coragem de chamar de saúde, morre-se por falta de saneamento básico, morre-se por má conservação das rodovias, morre-se por falta de dinheiro até para a alimentação, como é o caso dos aposentados que recebem esmolas, morre-se pela absoluta falta de educação, enfim, morre-se precocemente pelo simples fato de ser brasileiro. Muito pouca gente no Brasil morre causas naturais.

    Tudo isso conta com a inestimável ajuda de um povo bipolar, que começa bem e acaba sempre mal. Para que serviram as manifestações de 2013 se um ano depois elegeram o mesmo governo criminoso contra quem reclamaram tanto? Eu, sinceramente, não entendo. Parecia que o povo, enfim, tinha acordado, mas para minha decepção, dormiu de novo. A única explicação que eu tenho é a bipolaridade, que não sabia poder ser coletiva – os bipolares são assim mesmo, vão da depressão a períodos de níveis elevados de energia e impulsividade, e depois voltam à depressão.

    Olho para o fim do túnel e vejo uma luz. Vã esperança: é Diógenes, dentro do seu barril, com sua lamparina acesa ainda à procura de um homem honesto.

  6. AS RELIGIÕES, NO GERAL, SÃO CULPADAS POR NÃO PERMITIREM O CONTROLE DE NATALIDADE E TEREM PROVOCADO A EXPLOSÃO POPULACIONAL ESPANTOSA DE HOJE, QUE SERÁ MUITO PIOR AMANHÃ.
    A SOCIEDADE É CULPADA PELA INFINITA DESIGUALDADE NA DISTRIBUIÇÃO DE RENDA ENTRE AS PESSOAS. OS QUE ROUBAM E FAZEM ARRASTÕES, EM SUA GRANDE MAIORIA, TIRAM DE QUEM TEM MUITO PORQUE NÃO TÊM PRATICAMENTE NADA. OS POLÍTICOS SÓ PENSÃO EM GANHAR SALÁRIOS ASTRONÔMICOS, JUNTAMENTE COM OS INTEGRANTES DOS TRIBUNAIS. NINGUÉM FAZ NADA PARA EDUCAR A POPULAÇÃO. ISTO SE REPRODUZ EM TUDO O QUE O GOVERNO FAZ. COMEÇA E NÃO TERMINA. E O POVO QUE SE EXPLODA…

  7. Enquanto houver bandido se escudando em “falhas da lei” e ainda protegido e promovido por atores do Estado, independente da sua ficha curricular, a criminalidade só irá aumentar! Atribuir responsabilidade apenas a uma parcela do aparelho de segurança do Estado ou à condição social dos indivíduos como justificativa para arrastões, assassinatos e toda sorte de ” malfeitos” é atentar contra a inteligência de qualquer um que não seja mau intencionado, ou pago, para difundir informações parciais com o fito de dividir a sociedade!

  8. Mais um jornalista da indústria da difamação petista condenado. Dessa vez foi o Miguel do Rosário, feroz defensor do bandido foragido Pizzolato. Ele escrevia os seus artigos da cobertura do Pizzô em Copacabana. Vejam a que ponto essa indústria chega, ele acusou falsamente o Ali Kamel de ter sido ator porno !

    Depois de ser condenado pela Justiça do Rio de Janeiro a pagar uma indenização de R$ 15 mil ao diretor da Globo Ali Kamel, o blogueiro Miguel do Rosário escreveu: “Já não sou tão pobre, graças ao sucesso do meu blog. Com um pouco de ajuda dos amigos, que tenho aos montes, consigo R$ 15 mil com facilidade”. Agora, o valor aumentou para R$ 20 mil.

    A 19ª Vara Cível do Tribunal de Justiça fluminense deu provimento a uma apelação de Ali Kamel, que apontou que a condenação a pagar R$ 15 mil “não teve qualquer efeito no sentido de dissuadir o apelado de prosseguir nas suas práticas”. Ou seja, não impediu que o blogueiro seguisse publicando textos ofendendo o diretor da Globo.

    Miguel do Rosário havia sido condenado pela juíza Lindalva Soares Silva, da 11ª Vara Cível do Rio de Janeiro, a indenizar Kamel em danos morais, por ofensas publicadas no blog O Cafezinho. Os textos, entre outras ofensas, chamam o jornalista de “sacripanta reacionário e golpista”, dizem que ele cometeu “todo o tipo de abuso contra a democracia” e de se empenhar “dia e noite para denegrir a imagem do Brasil”. No texto publicado depois da condenação, Rosário volta a chamar Kamel de sacripanta.

    O blogueiro também foi condenado por fazer referências ao filme pornô Solar das Taras Proibidas, dos anos 1980, no qual afirma que há um ator com o mesmo nome do diretor da TV Globo. No processo, porém, Kamel provou que o nome do ator em questão é Alex Kamel.

  9. Senhores,

    QUANTO MAIS LOBOS NAS RUAS, MAIS CARNEIROS PRECISARÃO MORRER PARA SERVIREM DE COMIDA.
    -É difícil ver isso?

    As causas da violência no país (peço a devida licença ao jornalista Carlos Newton para republicar o que já foi publicado aqui, ainda em 2011, quando só matavam uns 48, 49 mil pessoas por ano):

    “Carlos Newton
    Já tinha ouvido falar a respeito, mas não sabia os detalhes. Agora o comentarista Mario Assis, ex-secretário estadual de Administração, nos envia um e-mail que demonstra a estranhíssima liberalização concedida pela nova lei criminal, que em breve entrará em vigor. Isso quer dizer que, ALÉM PRETENDER DESARMAR OS HOMENS DE BENS, O OUTRO OBJETIVO DO GOVERNO É MANTER OS CRIMINOSOS FORA DA CADEIA. Como dizia o Barão de Itararé, “era só o que faltava”.”

    “05 de maio de 2011

    NOVA LEI SOBRE PRISÃO
    Giovani Ferri – Promotor de Justiça em Toledo, no Paraná

    “Caros colegas, após 15 anos de atuação na área criminal estou pensando seriamente em abandonar a área com a nova lei 12.403/2011 aprovada pelo Congresso Nacional e sancionada em 05/05/2011 pela presidente Dilma Rousseff e pelo ministro da justiça José Eduardo Cardozo.

    (IMPUNIDADE)
    Quem não é da área, fique sabendo que em 60 dias (05/07/2011) a nova lei entra em vigor e a prisão em flagrante e prisão preventiva somente ocorrerão em casos raríssimos, aumentando a impunidade no país. Em tese, somente vai ficar preso quem cometer homicídio qualificado, estupro, tráfico de entorpecentes, latrocínio, etc.
    A nova lei trouxe a exigência de manter a prisão em flagrante ou decretar a prisão preventiva somente em situações excepcionais, prevendo a CONVERSÃO DA PRISÃO EM FLAGRANTE ou SUBSTITUIÇÃO DA PRISÃO PREVENTIVA em 09 tipos de MEDIDAS CAUTELARES praticamente inócuas e sem meios de fiscalização (comparecimento periódico no fórum para justificar suas atividades, proibição de frequentar determinados lugares, afastamento de pessoas, proibição de de se ausentar da comarca onde reside, recolhimento domiciliar durante a noite, suspensão de exercício de função pública, arbitramento de fiança, internamento em clinica de tratamento e monitoramento eletrônico).

    (IMPUNIDADE PARA CORRUPTO RICO E PARA BANDIDO POBRE)
    Para quem não é da área, isso significa que crimes como homicídio simples, roubo a mão armada, lesão corporal gravíssima, uso de armas restritas (fuzil, pistola 9 mm, etc.), desvio de dinheiro público, corrupção passiva, peculato, extorsão etc., dificilmente admitirão a PRISÃO PREVENTIVA ou a manutenção da PRISÃO EM FLAGRANTE, pois em todos esses casos será cabível a conversão da prisão em uma das 9 MEDIDAS CAUTELARES previstas.
    Portanto, nos próximos meses não se assuste se voce encontrar na rua o assaltante que entrou armado em sua casa, o ladrão que roubou seu carro, o criminoso que desviou milhões de reais dos cofres públicos, o bandido que estava circulando com uma pistola 9 mm em via pública etc.

    (AS RUAS ESTÃO CHEIAS DE BANDIDOS)
    Além disso, a nova lei estendeu a fiança para crimes punidos com até 4 anos de prisão, coisa que não era permitida desde 1940 pelo Código de Processo Penal!
    Agora, nos crimes de porte de arma de fogo, disparo de arma de fogo, furto simples, receptação, apropriação indébita, homicídio culposo no trânsito, cárcere privado, corrupção de menores, formação de quadrilha, contrabando, armazenamento e transmissão de foto pornográfica de criança, assédio de criança para fins libidinosos, destruição de bem público, comercialização de produto agrotóxico sem origem, emissão de duplicada falsa, e vários outros crimes punidos com até 4 anos de prisão, ninguém permanece preso (só se for reincidente).

    (SERÁ QUEM, AINDA EM 2011, O PT JÁ ESTAVA “RESGUARDANDO” OS SEUS PARTIDÁRIOS CONTRA UMA POSSÍVEL CADEIA?)
    Em todos esses casos o Delegado irá arbitrar fiança diretamente, sem análise do Promotor e do Juiz. Resultado: o criminoso não passará uma noite na cadeia e sairá livre pagando uma fiança que se inicia em 1 salário mínimo! Esse pode ser o preço do seu carro furtado e vendido no Paraguai, do seu computador receptado, da morte de um parente no trânsito, do assédio de sua filha, daquele que está transportando 1 tonelada de produtos contrabandeados, do cidadão que estava na praça onde seu filho frequenta portando uma arma de fogo, do cidadão que usa um menor de 10 anos para cometer crimes etc.
    Em resumo, salvo em crimes gravíssimos, com a entrada em vigor das novas regras, quase ninguém ficará preso após cometer vários tipos de crimes que afetam diariamente a sociedade. Para que não fique qualquer dúvida sobre o que estou dizendo, vejam a lei.
    http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2011-2014/2011/Lei/L12403.htm

    Também para comprovar o que disse, leiam o artigo do Desembargador FAUSTO DE SANCTIS sobre a nova lei, o qual diz textualmente que “com a vigência da norma, a prisão estará praticamente inviabilizada no país prender quem praticou crime econômico. Aos olhos do legislador, o crime econômico não seria grave. ”:
    http://advivo.com.br/blog/luisnassif/de-sanctis-e-o-codigo-de-processo-penal

    -Será tão difícil assim ENXERGAR a causa da violência no Brasil?

  10. Caro Ricardo,

    Lembro que no ANIVERSÁRIO DE BRASÍLIA, no ano passado, um jovem levou um tiro de 38 no peito, no meio da multidão. Caiu morto na hora, claro!
    Mas o cadáver não poderia ficar no meio do gramado, esperando perícia e atrapalhando a festa. O Samu foi chamado e o cadáver socorrido para que fosse constatado o óbito.
    No dia seguinte, no Jornal da Record, o jornalista chamou a atenção para a ausência de homicídios nos números oficiais da comemoração e que o óbito do jovem removido não tinha sido contado como homicídio, mas apenas como tentativa.

    OUTRO CASO:
    De 2011 a 2013 a população do Distrito Federal estava ATERRORIZADA com o número de sequestros relâmpago, inclusive nas áreas nobres, chegando a acontecer picos de até 6 por dia.

    -O que o Agnelo fez?
    -Mandou os delegados não registrarem mais ROUBO COM RESTRIÇÃO DE LIBERDADE (sequestro relâmpago) e, ao invés desse crime, registrarem, simplesmente, VEÍCULO TOMADO POR ASSALTO.
    Pronto!
    Foi o suficiente para que as estatísticas desse crime despencassem, ficassem mais civilizadas, e a população, abestalhada, pudesse sair às ruas em paz, de mãos dadas como se estivesse no parque de Londres e ter um feliz 2014!!!

    A VIOLÊNCIA, SENHORES, É MUITO MAIOR E MAIS IMORAL DO QUE É DIVULGADO. Até mesmo os telejornais policiais não sabem tudo o que acontece.

  11. Rio de Janeiro, maior produtor Kabruncos do mundo.

    Em entrevista a uma Rede de TV de grande repercussão nacional, o Diabo diz ter se arrependido de ter criado esta sub-raça com a aparência de humanos e denominados de KABRUNCOS, pois na época ele pensava apenas em ajudar o Rock in Rio, o Lula lá lá e alguns políticos do PT e coligados e não esperava que estes proliferassem tanto a ponto dele perder o controle e hoje torcer pela extinção destes. Mas, vem enfrentando a resistência de alguns políticos que ainda usam estes em proveitos próprios.
    Estes Kabruncos não nascem em nenhuma maternidade, eles aparecem nas favelas dentro de caixas de lixos e também nos lixões e rapidamente se proliferam entre os humanos como uma praga pior que a da dengue.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *