Arruda: julgamento no Supremo, possível impeachment na Distrital

Escrevo a partir das 10,45, depois de ver a pauta do Supremo. Assunto único: julgamento do pedido de liberdade do governador licenciado da capital. Apesar de ser o único assunto da pauta, pode não terminar hoje. Por falta de tempo, 11 ministros terminarão hoje?

E outros complicadores, que o Supremo pode referendar ou negar. Se o julgamento tivesse ocorrido logo depois do voto do relator, Marco Aurélio Mello, Arruda teria continuado preso por 10 a 0 ou 10 a 1, como anunciei imediatamente. Hoje, depois de preso por 22 dias, ninguém sabe o que pode acontecer.

O Supremo sempre julgou politicamente, (o que não é depreciativo) embora através da História, ministros negassem isso, outros confirmaram. Hoje, colocaram diante do mais alto tribunal do país, não um problema político, mas uma farsa que pretendem que o Supremo aceite e dê validade.

Depois de pedirem ao Supremo que mantivesse Arruda em prisão preventiva, (o que provava minha informação de que havia uma jogada sendo encaminhada), esses nobilíssimos advogados (agora apenas um, o bilionário dispensou os outros) apresentam ao Supremo uma “proposta indecente”, nestes termos: “Libertem Arruda, ele GARANTE que continua LICENCIADO, fica DISTANTE de qualquer atividade política ou administrativa, e ainda recebe nova COMPENSAÇÃO”.

Em troca de tanta boa vontade e generosidade, Arruda não terá os DIREITOS POLÍTICOS CASSADOS. Impressionante a avaliação de que 11 ministros (ou a maioria deles) DECIDAM A FAVOR desse pedido ofensivo.

Ele já obteve isso uma vez, mas não foi no Supremo e sim no desmoralizadíssimo Senado, que concedera a mesma coisa, em diversos episódios.

Arruda acrescenta, (não no papel, mas ostensivamente) o seguinte: se não perder os DIREITOS POLÍTICOS, ficará afastado, OBRIGATORIAMENTE, até 2014. Como está sem partido até o fim do ano, Brasília não tem eleição em 2012, só poderia reaparecer em 2014.

Conversei muito desde ontem, examinei e analisei os fatos e as “conversações”, não cheguei a nenhuma conclusão, a não ser a de que TUDO PODE ACONTECER. É melancólico, lamentável, imperdoável, mas as pressões e os interesses, surgem de todos os lados.

Da decisão do Supremo, muitas consequências, incluindo a INTERVENÇÃO, que tem adeptos poderosos e adversários muito bem colocados. Se não houver solução hoje, não ficarei surpreendido.

***

PS – Surpreendente mesmo o que foi RESOLVIDO pela Câmara Distrital, desmoralizada não INDIVIDUAL, mas COLETIVAMENTE. O que informaram: “Depois da decisão do Supremo, examinarão a questão do impeachment do GOVERNADOR LICENCIADO”.

PS2 – Pode acontecer que o Supremo, ENOJADO e REVOLTADO com tudo isso, DECIDA de acordo com o que espera a opinião pública do Brasil inteiro. Arruda, Paulo Octavio, Roriz, Argello, o dono da Gol, (que dava um cheque de 2 milhões para “pagar” dívida de menos de 200 mil) e todos os outros, sejam EXPELIDOS para sempre da vida pública.

PS3 – Mas que termine tudo por aí, estraçalhem a CONTAMINAÇÃO. (Royalties para o Procurador Geral, Roberto Gurgel, que deverá ter (terá?) grande importância no julgamento. Que terminará hoje?)

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *