Arruda quer negociar geral, repetindo a fórmula que no passado se transformou em sucesso de crítica e de bilheteria. Renunciaria, admite o processo em primeira instância, sem perda de direitos políticos

Passou a quarta-feira de cinzas (o Flamengo foi eliminado justamente, dominou o jogo e perdeu mais gols do que seria admitido) e Arruda não foi julgado. Já havia adiantado que isso aconteceria. E pode ser que, mesmo na próxima semana, (já sem o horário de verão) o ex-governador ainda não seja julgado).

Ninguém tem pressa, e na verdade, enquanto Arruda está na cadeia, o orçamento é preservado, o dinheiro do cidadão-eleitor-contribuinte não é roubado. Mas a grande surpresa: o prisioneiro tem uma condição, ou melhor, proposta. Com vários itens. 1 – Não se incomoda que o plenário do Supremo confirme a PRISÃO PREVENTIVA. 2 – Sendo PREVENTIVA, seria logo REVOGADA. 3 – Ele se COMPROMETE (se a palavra valesse alguma coisa) a RENUNCIAR.

4 – Uma das condições seria esta: “Não perderia os DIREITOS POLÍTICOS. 5 – Admitiria ser processado pela Justiça comum, como cidadão sem qualquer título. 6 – Arruda se mostra o contrário de Daniel Dantas: “Tem medo do Supremo, na primeira instância ELE RESOLVE.

O governador “licenciado” acha ou considera que conta com o apoio da opinião pública. Tem recebido, de pessoas que não conhece nem se identificam, muitos livros da chamada “auto-ajuda”. Como o amigo, parceiro e vice, Paulo Octavio, afirmou que “consultou a maioria da população de Brasília e recebeu só apelos para não renunciar”, considera que sua situação é exatamente essa.

A propósito: muita gente garante que a RENÚNCIA-DESRENÚNCIA-FACILITADOR-DA-GOVERNABILIDADE, é jogada que serve aos dois. O fato de Paulo Octavio ter dito, “não serei candidato a governador de jeito algum”, só tem validade enquanto servir a ele. (E a Arruda, é lógico).

 ***

PS – O caso tem muitos desdobramentos e julgamentos, é impossível analisar tudo com antecedência.

PS2 – Além do mais, com a voracidade e a falta de escrúpulos e de caráter de Arruda-Paulo Octavio, tudo pode acontecer.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *