Caso de José Serra explode no PSDB e o governador João Dória teme os estilhaços

Coronavírus: Governador João Doria decreta quarentena em SP por 15 ...

Candidato à Presidência, João Doria se preocupa com os estilhaços

Pedro do Coutto

O senador José Serra foi denunciado pela Polícia Federal, que, depois de uma investigação complicada, desvendou as manobras do senador paulista para ocultar propina recebida da Odebrecht quando foi governador de São Paulo. O dinheiro segundo a PF, saltou vários obstáculos e depois foi estacionar na Suiça.

Este foi mais um fato que abalou os tucanos, porque antes de Serra outras investigações envolveram Eduardo Azeredo, Aécio Neves e outros políticos de destaque.

REFLEXOS ELEITORAIS – O choque causado por José Serra preocupou o governador João Doria, que é um potencial candidato à sucessão de 2022. É lógico que os reflexos preocupam Doria, sobretudo porque sua candidatura a presidência da República pode ser considerada uma opção entre Jair Bolsonaro e o candidato do PT.  Isso de um lado.

De outro, a ação desencadeada pela Polícia Federal traz consigo um aspecto relevante no plano político administrativo, pois comprova que a PF não necessitou de apoio do Ministro da Justiça e, ao que se pode perceber não teve também concordância prévia do Diretor Geral da PF.

O caso complica bastante e tinge a imagem de José Serra, porque João Dória deu ênfase a seu apoio sobre as investigações, ressaltando, entretanto, que aguarda o desfecho final do processo.

No Globo a reportagem está assinada por Sérgio Roxo e Dimitrius Dantas. Na Folha por José Marques.

###
À VENDA O HISTÓRICO PRÉDIO DE “A NOITE”

O governo federal colocou à venda por 90 milhões de reais o tradicional edifício de “A Noite” na Praça Mauá, grande palco e testemunha do êxito que a Rádio Nacional alcançou nas décadas de 1940 e 1950. Foi o chamado maior arranha-céu da América do Sul quando de sua inauguração em 1929. Ficou na história por dois motivos principais. No andar térreo erai impresso o jornal A Noite e, a partir de 1936, lá funcionou a Rádio Nacional, que foi um sucesso absoluto.

“A Noite” enfrentou uma crise quando sua linha editoria (jornal) pendia mais para o lado do fascismo, pois 90% da população brasileira condenavam tanto o nazismo quanto o fascismo de Mussolini. No final de 1940, o governo Vargas incorporou o jornal ao patrimônio público. Fazia parte assim das empresas incorporadas.

RÁDIO NACIONAL – A partir de 1936, surgia a rádio nacional na voz de Celso Guimarães e ao som de Luar do Sertão. A rádio Nacional tornou-se um símbolo da comunicação brasileira. Com ela surgiram os grandes shows, principalmente o programa Cesar de Alencar. O programa era sucesso absoluto nas tardes de sábado, porém Cesar de Alencar terminou mal sua carreira acusado de apontar companheiros esquerdistas às inquisições de 1964.  Mas esta é outra questão.

Na década de 30 iniciaram-se as transmissões das partidas de futebol. Galeano Neto tornou-se o locutor na Rádio Nacional. O grande ArY Barroso, na Rádio Tupi, e Oduvaldo Cozzi, na Rádio Mayrink Veiga. Um detalhe. Galean Neto veio da Mayrink Veiga para a Nacional, decorrência de intensa manifestação pública que refletia um caráter condenatório. Os ouvintes acharam que ao transmitir a Copa de 1938 Galeano, filho de italianos, deu ênfase exagerada aos gols marcados contra nós pela seleção da Itália. Na Copa de 38, vencida pela Itália, Mussolini foi a Paris para comandar a torcida italiana. Oduvaldo Cozzi, na Mayrink Veiga, tornou-se sem dúvida o locutor que melhor transmitiu a emoção causada pelo futebol.

8 thoughts on “Caso de José Serra explode no PSDB e o governador João Dória teme os estilhaços

  1. A União venderá o prédio depois de uma desvalorização de 47% por conta das crises desde 2016… quando avaliado em mais de 140 milhões.

    O governo gosta mesmo de vender na baixa e comprar na alta – tudo ao contrário!!!

  2. A história do vampiro sanguessuga é nebulosa
    A grande mídia sempre passou um pano para ele
    Tem muita coisa escondida.
    Quem sabe , algum dia alguém resolva fazer um livro e contar a história verdadeira do vampiro brasileiro.

  3. Acho o caso de José Serra muito normal para os padrões do país. Aqui geralmente o cara passa a vida inteira sendo chamado de ladrão e quando chega aos 80 a justiça resolve prender ao invés de instituir uma medalha de honra ao mérito por passar a vida roubando e nunca ter sido preso. Afinal de contas vivemos no país da democracia (Uma grande mentira) o regime da putaria, tudo acontece e nada acontece. Já estou com 70 anos, quando tinha 13 anos a percepção era que o Brasil era um pais riquíssimo com uma miséria cronica e de grande futuro, passado todo esse tempo continua o mesmo. O legado da democracia para o povo brasileiro é a fome e a miséria. Exemplo: Bolsa família programa de pessoas que não deveriam ter nascido, Benefício de prestação continuada programa para escravos que passaram a vida trabalhando sem poder custear uma previdência. Que país ? Hoje em plena pandemia existe uma bagunça generalizada entre os poderes, elegemos um maluco para presidente, continuamos com poder do toma lá e da cá e o judiciário que reputo como o mais importante, porem é o mais safado e escroto. Agora se botar um microfone na boca desses bandidos todos eles vão dizer que as instituições estão funcionando e que os poderes são independentes e harmônicos. ( Grande Piada).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *