As Opiniões e as Doutrinas – um texto de Buda sobre as discussões e as desavenças

Resultado de imagem para ensinamentos de BudaAntonio Carlos Rocha

A propósito do radicalismo da campanha eleitoral, é conveniente lembrar alguns ensinamentos de Sidarta Gautama, o Buda, ao abordar a questão das ideologias e diferentes interpretações hermenêuticas. Isso no século VI antes de Cristo. Vejam como tais debates são antigos. É uma reflexão bem atual para os nossos dias, que têm como base a Lei de Impermanência, pois tudo muda e nada permanece…

###
QUAL É A OPINIÃO VERDADEIRA, SEGUNDO BUDA?

“Os sábios do mundo sustentam diferentes opiniões, e discutem, cada qual se julgando descobridor da verdade e chamando de néscios aos que não pensam como eles. Mas qual será a opinião verdadeira?

Se todo aquele que negar um ponto de vista alheio for néscio, todos eles o são, pois todos estão aferrados às respectivas opiniões.

Se todo aquele que se apega a uma opinião é sábio, não há néscios entre eles, pois todos estão aferrados às respectivas opiniões.

O que um diz ser verdade, o outro diz ser mentira, e assim surgem as discussões. Por que os mestres não pregam todos a mesma coisa?

A verdade é uma só, quem a sabe não há motivo para discutir. Porém, os mestres louvam verdades diferentes. Por isso não dizem todos a mesma coisa.

Por que todos os que julgam ter atingido a verdade discutem pregando verdades diferentes? Ouviram-nas de outrem ou eles próprios as elaboraram?

No mundo, não há verdades eternas diferentes e numerosas, embora os homens as julguem eternas e, apoiados em suas idéias, nas tradições da doutrina que abraçam, em mandamentos, juramentos etc., preguem a verdade de suas opiniões, considerando errados todos os defensores de outras idéias.

Cheios de opiniões e cegos pelo orgulho, julgam-se perfeitos, bem como as teorias que defendem.

Sigam sem vos deixardes enlear nessas coisas e sem vos apegardes”.

###
P.S. –
A fonte é “Sutta Nipata” – Escritura Canônica da Escola Ortodoxa Theravada (Ensinamento dos Antigos), predominante no Sudeste Asiático. E o livro é “Textos Budistas e Zen-Budistas”, seleção de Ricardo Mário Gonaçalves, professor doutor em História pela USP, editora Cultrix, 1967 (pág. 41),

 

7 thoughts on “As Opiniões e as Doutrinas – um texto de Buda sobre as discussões e as desavenças

  1. “Se todo aquele que negar um ponto de vista alheio for néscio, todos eles o são, pois todos estão aferrados às respectivas opiniões.”

    É verdade. Por isso o biólogo inglês Richard Dawkins dizia que todos nós somos ateus em relação a algum Deus e a alguma religião.

    • Meu caro … O movimento cria o tempo!!!

      Qualquer objeto tridimensional, ao se deslocar, cria o tempo! independente da velocidade, né???

      São 2 as consequências do deslocamento:
      – 1 … deslocamento no espaço para o objeto poder orbitar (metro orbital – m4)
      – 2 … radiação (calor, cheiro, LUZ) … (metro radial – m5)

      e=mc2 … sendo c2 a velocidade máxima da LUZ LUZ LUZ – c2 pois devemos considerar m4 e m5.

      kkk KKK kkk

  2. Confrito di intereces: u qui noiz qué mermo é ver Lula sôito prêle omentar u bouça familha, pra mode a gente ter grana pra cumprar: saucixa cum ôvo, rapadura, buxada de bode, e pagar u sântu dírmo pro paztô, si a gente non querer ir dereto pro inféino! U rezto é só zunzum. Iço non enxe pança de próbe. Dá licêiça méo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *