Assembléia Legislativa do Paraná aprovou supersalários inteiramente fora da lei para servidores aposentados. Aonde vamos parar?

Carlos Newton

Este país está perdendo o respeito a si mesmo, e a culpa é dos três podres poderes de nossa peculiar democracia. Um relatório do Tribunal de Contas do Paraná, que analisou as 305 aposentadorias da Assembleia Legislativa, mostra que os aposentados da Casa receberam benefícios exclusivos de funcionários em atividade, como remuneração por férias, vale-transporte e até vale-refeição.

O Tribunal de Contas também identificou pagamentos até R$ 10 mil acima do teto constitucional (R$ 26,7 mil mensais) e o recebimento de um abono natalino em todo mês de novembro, não previsto em lei, que significa um décimo quarto salário.

“Nunca vi isso antes. Isso aí não existe”, desabafou o presidente do Tribunal, Fernando Guimarães.

É claro que esses benefícios extras, totalmente irregulares e fora da lei, foram concedidos com aprovação da Mesa Diretora da Assembléia Legislativa do Paraná. O mais curioso é que os deputados estaduais aceitam que ex-funcionários ganhem salários superiores aos dos próprios parlamentares, como já ocorre na Câmara Federal e no Senado, sob os auspícios do presidente do Tribunal Regional Federal da 1ª Região, desembargador Olindo Menezes.  

Aonde vamos parar? Que país é este, Francelino Pereira?

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *