Assis Brasil, (sete vezes), “10 anos de Silêncio” o livro de Cleto Falcão

Antonio Santos Aquino, Diogo Pereira Costa, Roberto Sepúlveda, Manuel Vilaça, Dario Mendes, Santiago Silva, Isabella Torterolli, escrevem sobre Assis Brasil.

Todos defendendo o general que foi ligadíssimo a Jango, da sua maior intimidade. Mas é impossível deixar de registrar que o general foi OTIMISTA exagerado. E já é histórico o comentário, provavelmente amargurado que o já ex-presidente fez ao general ao atravessar a fronteira: “Quer dizer que 90 por cento do Exército estavam do nosso lado?”.

A pergunta tem toda razão de ser. Aquele comício da Central do Brasil, só poderia ser feito, se o ainda presidente Jango olhasse para trás e visse todos os generais fazendo continência a ele. Antonio Santos Aquino vai fundo, defende o general e relaciona dados importantes e impressionantes.

O “livro” de Cleto Falcão

Monica Bel recrimina o repórter, (nada contra) diz que tudo que a Globonews publicou, já estava no livro de Cleto Falcão, “10 anos de silêncio”. Desculpe, Monica, mas ler um “livro” de Cleto Falcão, é exagero de leitura.

Além do mais, você poderia ter respondido a pergunta, que me fez comentar a “entrevista” dele: “Por que a Organização Globo reviveu o assunto agora?”. Além do mais, ninguém jamais ouviu falar nesse “livro”, não é desconhecimento ou ausência de leitura e sim como eu disse, Cleto Falcão não é TRATADISTA CITÁVEL.

E para finalizar, enquanto você explica as razões da Globo para “desenterrar” o assunto, a complementação: gostando ou gostando, a Globonews tem MILHARES (MILHARES mesmo) de vezes mais repercussão, do que um livro que não existiu nem existe.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *