Ataques à Lava Jato demonstram que Bolsonaro e Aras são desprovidos de caráter

O presidente esqueceu de combinar comigo', diz Aras sobre ...

Aras dedica-se a defender os interesses pessoais de Bolsonaro

Carlos Newton

Cada um de nós vive de acordo com sua consciência. Todas as pessoas que receberam um nível razoável de educação sabem o que é certo ou errado. Como dizia Leonel Brizola, podem até costear o alambrado em busca de uma passagem para o outro lado, mas sempre saberão se estão no caminho correto e se devem nele permanecer.

NAS MÃOS ERRADAS – Assim, é triste constatar que esse país está sendo governado por autoridades que não conseguem distinguir o que é certo e o que é errado, como acontece com o presidente Jair Bolsonaro e o procurador-geral Augusto Aras.

O chefe do governo foi eleito, entre outras coisas, para enfrentar a corrupção, e escolheu o atual procurador-geral da República para concretizar esse objetivo. Pelo menos, era o que todos esperavam, mas a realidade é muito criativa e nos revela que as coisas não são bem assim.

SÓ HÁ UM CAMINHO – Não é preciso ter alto Q.I. e ser um gênio para constatar que no Brasil só existe um caminho eficaz para combater a corrupção, já mais do que comprovado – fortalecer a Lava Jato, um esquema que reúne o Ministério Público, a Polícia Federal e a Receita, três instituições onde somente se ingressa mediante concurso público, não há indicações políticas.

Mas agora estamos vendo exatamente o contrário. Ao invés de prestigiar a Lava Jato, o governo federal está fazendo o possível e o impossível para desmoralizar seus integrantes, esvaziar seus quadros e destruir esse eficiente esquema para reduzir a criminalidade.

E o mais impressionante é que o governo esteja atingindo seus objetivos, pois quatro dos procuradores da Lava Jato já decidiram se afastar da força-tarefa de Curitiba.

TODOS SÃO CULPADOS – Estamos aqui culpando o governo federal, ao invés de mencionar apenas os dois principais agentes (o presidente Jair Bolsonaro e o procurador-geral Augusto Aras), porque essa responsabilidade é comum a outras autoridades.

No Código Penal, omissão é tipificada como crime. Portanto, os generais integrantes do núcleo duro do Planalto e o ministro da Justiça, que é civil e servil, essas importantes autoridades estão se omitindo em relação ao processo de destruição da Lava Jato, que transcorre em sua presença e sem reação – ou seja, temos o direito de concluir que Bolsonaro e Aras contam com apoio e cumplicidade desses importantes ministros.

Afinal, porque demolir a Lava Jato? Para proteger os filhos do presidente da República, criminosos vulgares e de culpa formada, sem possibilidade de defesa? Ora, não foi para isso que elegemos Jair Bolsonaro e Hamilton Mourão.

PRINCIPAL MISSÃO – Os militares do Planalto têm obrigação de defender a Nação. Ou seja, precisam proteger a Lava Jato, por se tratar de um esquema de máximo interesse público e que implica verdadeiramente em segurança nacional.

Da mesma forma como se comportou o general Augusto Heleno, que não se omitiu e deu um depoimento à Polícia Federal que desmonta qualquer possibilidade de defesa de Bolsonaro contra o ex-ministro Sérgio Moro, os generais do Planalto agora precisam enfrentar o presidente da República e dizer-lhe que a Lava jato é necessária, está cumprindo seu dever e precisa ser respeitada.

###
P.S.Jair Bolsonaro e Augusto Aras são maus brasileiros, que se portam como autoridades desprovidas de caráter. Por isso, é necessário  que outras autoridades lhes digam que na vida tudo tem limites, e os interesses dos filhos do presidente não podem suplantar os interesses da Nação.(C.N.)

18 thoughts on “Ataques à Lava Jato demonstram que Bolsonaro e Aras são desprovidos de caráter

  1. Bolsonaro é um traidor da pátria e um estelionatário eleitoral.

    Ninguém se esqueceu de que ELE se elegeu usando e abusando do combate à corrupção e dos louros que a Lava Jato havia colhido até a época das eleições de 2018.

    Aras a cada dia rasga um pouco da sua fantasia se desvelando como um serviçal barato de Bolsonaro.

    São dois sujeitos que envergonham o Brasil de uma forma jamais vista antes. Só os poucos bovinos seguidores da seita bolsonarista que restaram ainda batem palmas para tudo isso.

    • Os diretores da Petrobrás ganharam 100 milhões (e mansões e iates) e o Lula (suposto chefe da organização) ganhou um “muquifo no Guarujá”, é essa a tese de vocês?
      – Haddad desmontando os inquisidores no Roda Viva ontem

  2. Só lembrando que a Lava Jato foi o instrumento que afastou o PT. Já cumpriu o seu papel. Agora vai ser extinta. Ingênuos são aqueles que acreditaram no Power Point do Dalagnol que mostrava o Lula era o chefe de toda a corrupção. Sejam mais inteligentes. Mais observadores. Mais críticos, e comecem a pensar por si mesmos em 2022.

  3. É verdade: O Jair Messias, “gritava” aos quatro cantos do Brasil que para combater a corrupção, estava convidado o juiz da LAVA JATO, para ser seu Ministro da Justiça. E que este teria carta branca para erradicar de vez a ladroagem que era sistêmica e que ceifava vidas de brasileiros.

    Cadê o Vice Presidente?? quietinho….
    E os outros militares que estão no governo, todos coniventes com a Bandalheira Escancarada pela PGR?? ou o segundo salário os faz como os três macaquinhos..não vê, não ouve e não enxerga!!

  4. Bom dia mister CN.
    Agora; Inês, Marias, Marildas, Rose e todas as maravilhosas mulheres brasileiras, já era (como diz a gíria carioca).
    Teremos de exaustivamente “começar de novo” como diz a música.
    Ficará para nosso netos ou bisnetos e isso se eles tiverem consciência e disposição para lutar o que chamamos de “boa luta”.

  5. A PF faz, neste momento, operação na cidade de Aracaju contra etc….
    Info na Globo (Bom Dia).
    Eu trabalhei na Industria Naval e Offshore desde 1976 até novembro de 2016 e trabalharia mais uns quatro ou cinco anos se houvesse indústria ainda.
    Fico triste quando lembro do vigor da indústria e agora tudo reduzido a ‘cinzas’.
    Como será que fica o sentimento do Policial que combate o crime com tanto empenho para prender os ‘dilapidadores do patrimônio social’, para velos logo soltos e fazendo outra vez todos os ‘roubos e desvios’ como se nada tivesse acontecido.
    Triste realidade a nossa e em todos os setores.

  6. Bom dia , leitores (as):

    Senhores Carlos Newton e Marcelo Copelli , ao contrário , o Presidente Jair Messias Bolsonaro e o Procurador Geral da República ( PGR ) Augusto Aras , são de ” MÁ INDOLE e MAL CARÁTER ” , como é público e notório .

  7. CARLOS NÃO SEI COMO UM JORNALISTA EXPERIENTE CAI NESSA CONVERSA DE COMBATE A CORRUPÇÃO ESTA POSTURA MORALISTA DE CLASSE MÉDIA QUE TAM BEM DERRUBOU JANGO EM 64.A CORRUPÇÃO TEM QUE SER COMBATIDA,SIM MAIS NÃO É O PRINCIPAL PROBLEMA DO BRASIL,VEJAMOS;UM PAIS COM GRANDE CONCENTRAÇÃO DE RENDA ,DESIGUALDADE ABSURDA,O SUS SUCATEADO UMA EDUCAÇÃO QUE NÃO FORMA CIDADÃO,REFORMA AGRARIA E URBANA NUNCAS FEITA,UMA DIVIDA IMPAGAVEL DEVERIA SER AUDITADA,BAIXO FINANCIAMENTO A AGRICULTURA FAMILIAR,SANEAMENTO POR FAZER ,ESTES SÃO OS VERDADEIROS PROBLEMAS BRASILEIROS.

  8. Caros comentaristas,

    Sempre defendi o direito do dono do blog para decidir a sua política de comentários, inclusive impondo regras de censura. Eu mesmo já tive comentários censurados, a maioria por usar palavrões impublicáveis como me*d& ou fdp. Pra minha surpresa, ontem tive todos os meus comentários do mês de julho deletados. Questionei o editor e ele me disse que eu tinha ofendido, de maneira torpe, a sua honra. Por isso, deletou 350 comentários da minha autoria. Pra que não reste dúvidas, vou repetir o que lhe respondi, “Nunca ofendi a sua honra”. O Editor me acusou e me censurou, mas não mostrou onde estava a ofensa.

    Diante de tamanha truculência, decidi me despedir da Tribuna da Imprensa.

    Obrigado a todos.

  9. Boa tarde , leitores (as):

    Senhor zenobio santos de souza , e a tal ” DÍVIDA PÚBLICA ” que consome mais de 70% do orçamento geral da união , sem que ninguém se interessa audita-la e verificar a legitimidade da mesma , até hoje .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *