Auditoria se recusa a convalidar o balanço da Petrobras

Ramona Ordoñez
O Globo

A Petrobras confirmou nesta segunda-feira que vai divulgar o balanço financeiro do terceiro trimestre do ano na próxima sexta-feira, dia 12. A divulgação dos resultados financeiros será, contudo, sem o parecer da empresa de consultoria PricewaterhouseCoopers (PWC), que audita os balanços da estatal.

Foi por falta desse parecer que a companhia suspendeu a divulgação prevista para o dia 14 de novembro último.

O adiamento foi necessário porque a auditoria interna precisava de mais tempo para aprofundar as investigações sobre denúncias de desvio de recursos na estatal. Se as denúncias forem confirmadas a Petrobras já informou que vai dar baixa nos valores de seus ativos.

Na ocasião, o diretor financeiro da Petrobras, Almir Barbassa, afirmou que até fins de janeiro deverá ter o balanço auditado pela PWC, o que é fundamental para obter financiamentos externos. Na ocasião, Barbassa disse que a Petrobras tinha caixa suficiente para seis meses sem ter que buscar recursos no mercado.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
Ao que parece, a famosa “contabilidade criativa”, inventada pelo governo Dilma Rousseff, foi adotada também pela Petrobras. Acontece que, na forma da Lei das S/A, balanços de companhias abertas não têm valor se não sofrerem auditoria independente. Mas quem é que se preocupa com a lei no Brasil de hoje? (C.N.)

 

4 thoughts on “Auditoria se recusa a convalidar o balanço da Petrobras

Deixe uma resposta para Prentice Franco Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *