Aumenta o número de vacinados, mas ainda não se pode deixar de usar máscaras

Secretário Municipal de Saúde do Rio de Janeiro, Daniel Soranz, faz aplicação de vacina

Infelizmente, ainda falta muito para imunizar a todos

José Carlos Werneck

O número de pessoas vacinadas com ao menos uma dose contra a covid-19 no Brasil chegou neste sábado, a 122.376.066, o equivalente a 57,79% da população total.

Nas últimas 24 horas, 1,11 milhão de pessoas receberam a primeira aplicação da vacina, segundo informa o consórcio de veículos de imprensa junto a secretarias dos 26 Estados e do Distrito Federal.

IMUNIZAÇÃO – Entre os mais de 122 milhões de vacinados, 54,89 milhões estão com a imunização completa, representando 25,92% da população.

Nas últimas 24 horas, 881.174 pessoas foram imunizadas com a segunda dose e outras 7.847 receberam uma vacina de aplicação única. Somando todas as vacinas aplicadas, o Brasil administrou 2.002.067 doses neste sábado.

Em termos proporcionais, São Paulo é o Estado que mais vacinou até agora e o primeiro a ultrapassar a marca de 70% da população total com a primeira dose, chegando a 70,68% neste sábado.

MS ESTÁ NA FRENTE – Já Mato Grosso do Sul continua sendo o Estado com a maior proporção de totalmente imunizados com duas doses ou vacinas de aplicação única, que representam 40,60% de seus habitantes.

Quem ainda não se vacinou vá, urgentemente, a um posto de vacinação. Aqueles que tomaram a primeira dose devem completar a imunização, se a vacina que recebeu exige a segunda dose.

Continuem usando máscaras, pois, ao contrário do que dizem os ignorantes, seu uso é importantíssimo. Respeitem o isolamento social e observem, rigorosamente, as medidas de higiene, lavando, cuidadosamente as mãos.

Falta pouco para a vida voltar ao normal, mas lembrem-se de que a Covid continua fazendo vítimas!

4 thoughts on “Aumenta o número de vacinados, mas ainda não se pode deixar de usar máscaras

  1. “Falta pouco para a vida voltar ao normal, mas lembrem-se de que a Covid continua fazendo vítimas!”

    Principalmente por quem já foi vacinado. É impressionante a desfaçatez da mídia e autoridades responsáveis em esconder da população a suposta mortandade pós vacina. Que Deus tenha compaixão desses espíritos maledicentes.

    • Mas, a vacina funcionou.
      Antes da vacina, todos as mortes eram por covid; ninguém morria de mais nada.

      Agora após a vacinação; nenhum vacinado morre de covid, as pessoas (só as vacinadas) já estão morrendo (autorizadas a morrer) de outras doenças.

  2. As defuntizações do pós vacina se devem a novas variantes do vírus chinês e na marcha que vai a indústria farmacêutica que produz a vacina ainda vai bater todos os recordes e para isso vai usar todo alfabeto grego, percorreram o alfa, beta, gama desconfio que esse vírus só vai ser detonado quando chegar no ômega.
    Sempre tive a certeza que não ia conseguir sair vivo desse mundo, pensava em ser evaporado por uma bomba de nêutrons russa ou americana.
    Agora a soma de todos os meus medos é o vírus, se os mandatários apertarem mais um dente na catraca das máscara já penso em usar um traje completo de escafandrista respirando oxigênio engarrafado.
    Conclusão, um espirro de chinês é mais letal que a bomba citada, e dá mais lucro.

  3. O momento é grave, é de reflexão, bom senso e espirito de sobrevivência. Muita atenção atenção a opiniões absurdas e mal intencionadas, disfarçadas de preocupação c om o próximo e expertise científica, na maioria são sofismas para encobrir alfinetadas em contrários ideológicos, apoio implícito a práticas negacionistas e justificativas a comportamentos criminosos dos ídolos de plantão.
    Vacina e proteção preventiva são as únicas armas contra a praga e quem a desrespeita é idiota ou suicida, e se sugere desrespeitá-las é culpado de tentativa de homicídio.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *