Aumentar imposto para custear Bolsa Família mostra desespero de Bolsonaro pela reeleição

Principal prejudicado pelo aumento do IOF será o “trabalhador comum” | Blog  do Roberto Lacerda Barricelli

Charge do Jorge Braga (Arquivo Google)

Pedro Henrique Gomes e Mateus Rodrigues
G1 — Brasília

O presidente Jair Bolsonaro assinou decreto para elevar, até o fim de 2021, a alíquota do IOF –Imposto sobre Operações de Crédito, Câmbio e Seguro ou relativas a Títulos ou Valores Mobiliários. O dinheiro arrecadado será usado para custear o Auxílio Brasil, programa proposto pelo governo para substituir o Bolsa Família.

A informação foi divulgada pelo Palácio do Planalto. Ao definir a mudança por decreto, Bolsonaro evita que o tema seja analisado pelo Congresso Nacional. Segundo o governo, a alta do IOF valerá para operações de crédito de pessoas físicas e de empresas. A mudança vigorará entre a próxima segunda-feira (dia 20) e o dia 31 de dezembro.

COBRANÇA MÁXIMA – O IOF é apurado diariamente. Pelas regras atualmente em vigência, a cobrança máxima do tributo é de 3% ao ano para pessoa jurídica e de 6% para pessoa física.

Em nota, o Ministério da Economia informou que a medida de elevar o IOF compensará o acréscimo de R$ 1,62 bilhão previsto com a criação do Auxílio Brasil.

“A decisão foi tomada em razão da observância das regras fiscais. Apesar de arrecadação recorde, a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) determina que é necessária a indicação de fonte para o aumento de despesa obrigatória. A instituição do programa social Auxílio Brasil, acarretará um acréscimo na despesa obrigatória de caráter continuado em R$ 1,62 bilhão neste ano”, diz o texto da nota. Para 2022, a intenção é financiar o programa com a recriação do imposto de renda sobre lucros e dividendos, proposta que tramita no Senado.

TRAVA A ECONOMIA – A Federação Brasileira de Bancos (Febraban) afirmou que aumentos de impostos sobre o crédito, mesmo que temporários, agravam o custo dos empréstimos, particularmente em um momento em que o Banco Central (BC) precisará subir ainda mais a taxa básica de juros para conter a alta da inflação.

Segundo a entidade, o resultado é o desestímulo aos investimentos e mais custos para empresas e famílias que precisam de crédito.

“Esse aumento do IOF é um fator que dificulta o processo de recuperação da economia. Para enfrentar as dificuldades fiscais, evitar impactos negativos no custo do crédito e propiciar a retomada consistente da economia, só há um caminho: perseverarmos na aprovação da agenda de reformas estruturais em tramitação no Congresso.”

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
Bolsonaro era aquele presidente que se recusava terminantemente a aumentar impostos. A partir de agora, passa a ser o presidente que não se importa em elevar a carga tributária, porque aumentar impostos é como abrir a porteira – depois que passa um boi, passa toda a boiada. (C.N.)

11 thoughts on “Aumentar imposto para custear Bolsa Família mostra desespero de Bolsonaro pela reeleição

  1. O insano Bolsonaro com esta obsessão pelo Bolsa Família, que não é para ajudar pobres e miseráveis, porém para tentar a sua reeleição, comprova o quanto é nefasto e nocivo ao país e povo!

    Estúpido, idiota, imbecil, incompetente, corrupto, mal intencionado, no lugar de abrir postos de trabalho prefere aumentar o contingente de condenados à dependência do governo para sobreviver.

    Milhões de pessoas – trinta, quarenta -, que jamais vão sair desta situação de párias da sociedade, de inúteis, pois assim determinou o assassino Bolsonaro, o charlatão, que matou um número de brasileiros que jamais será apurado porque dizia ser a Cloroquina o medicamento que curava a pandemia de Covid19!

    Bolsonaro é a tragédia do Brasil e de sua população. O nosso vírus doméstico, porém letal e altamente contagioso.

    Fico pensando com meus botões, como que poderíamos saber quem será o nosso governante antes de ser eleito?!
    Incrível a nossa ingenuidade, incapacidade para escolher gente boa, PQP!

    Dá a impressão que somos mesmo conduzidos por forças malignas, então elegemos o que há de pior como candidato!
    Pior:
    Sérios indícios dão conta que as duas maiores aberrações que tivemos como presidente, Lula e Bolsonaro, disputarão a presidência, inacreditavelmente!

    Queremos ou a volta do ladrão ou a continuidade do assassino do povo!!!

    Che, mas o nosso caso é para psiquiatra, e devemos ser levados para hospícios com camisa de força!

  2. O dinheiro foi usado para outras coisas. Agora querem que tiremos do bolso essa compra de votos. Campanha antecipada de graça a nossas custas e para uma cara que abominações. Brasil na latrina.

    • Que raciocínio mais embotado, obtuso, falso, Turíbio!

      “Aumento de impostos para redistribuir aos pobres” é uma falácia, mentira torpe, um engodo!

      Os pobres vão continuar pobres e dependendo do governo federal para terem o que comer!!!
      O teu amo e senhor erra em cheio, menos acertar!

      Na verdade, os pit bull liberais querem é manter o povão segregado, discriminado, menos tirá-los dessa situação, então que recebam esmolas, e não a solução para suas situações de desvalidos!

      Aplica essa tua asneira para outro, e não neste blog.

    • Não aguento sentir o peso de tanto imposto e ainda pagar mais, enquanto o número de milionários e bilionários se multiplica, seja daqueles que fazem engenharia financeira nas suas empresas ou são do grupo de pessoas que vivem do rentismo.

  3. Esqueces-tes dos abusivos reajustes das tarifas administradas por este desgoverno. Tais reajustes, é uma forma velada de aumentar Impostos. Embora AUMENTE a receita, não se pode dizer que se criou Impostos.

  4. Ficamos tanto tempo presos em casa em casa por causa de uma pandemia mal administrada. Agora que as coisas melhoraram, temos que ficar presos em casa por causa de uma economia mal administrada.Gastos somente o extritamente necessário.

Deixe um comentário para Leão da Montanha Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *