Autênticas, textuais e entre aspas

Manchete de O Globo: “Lula abre 20% do BB à participação estrangeira”. Completamente errada. A crítica não deve ser à venda de ações no exterior, e sim a essa venda absurda de AÇÕES COM DIREITO A VOTO. É inconstitucional e totalmente desnecessária.

Do inútil, inócuo e inodoro Nelson Jobim: “A doação oculta é um avanço, vai fortalecer os partidos”. (Que partidos? Os que fortalecem esse estranho e espúrio personagem? Que falsificou a Constituição de 1988, e tendo praticado o “crime perfeito” veio a público se vangloriar?

Manchete da Folha: “País recupera vagas perdidas na crise”. Impressionante como os jornalões mergulham na desinformação, só porque os dados são “oficiais”.

Completando e identificando a fala usada pela Folha: foi o ínclito Carlos Lupi. O que ele disse, levianamente: “Até o fim do ano teremos mais 1 milhão de empregados com carteira assinada. Está “adivinhando” e a Folha nem examinou.

A sabedoria de Sarney, ao dizer, “um Parlamento ruim é melhor do que nenhum Parlamento”. Já citei a observação do (ainda?) presidente do Senado, mas é preciso reconhecer: ele tem total autoridade para dizer o que disse. Pois participou do “Parlamento ruim” a partir de 1964. E como serviu à ditadura, também ficaria satisfeito COM NENHUM Parlamento.

Manchete do Estadão, tão errada quanto a da Folha, esta ainda mais dissolvida na desinformação: “Criação de emprego formal é o maior desde o início da crise”. Não significa nada nem coisa alguma, afirmação oca e vazia.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *