Avana a desindustrializao, sem que o governo e os polticos se interessem pelo problema

Charge do Bruno (Arquivo Google)

Deu no Estado

Mais que uma crise conjuntural, a economia brasileira vive um recuo histrico, perdendo posies no mercado global e dcadas de industrializao. Iniciado h mais de um sculo e acelerado a partir do fim da 2. Guerra Mundial, o esforo de implantao de um grande setor industrial vem sendo anulado por um acmulo de erros polticos.

A produo da indstria em novembro deste ano foi cerca de 20% menor que em maio de 2011, pico da srie estatstica. O volume produzido diminuiu em seis dos dez anos entre 2011 e 2020 e o desempenho neste ano continua abaixo de medocre.

RESULTADOS NEGATIVOS – Com a queda de 0,2% em novembro foram completados seis meses consecutivos de perdas. Em 11 meses desde o incio do ano houve nove resultados mensais negativos. O ltimo dado mostrou uma atividade 4,3% abaixo do patamar de fevereiro de 2020, fim do perodo pr-pandemia.

O surto de covid-19 afetou uma indstria j enfraquecida por severas comorbidades, com baixo investimento em inovao e em capacidade produtiva, insuficiente capitalizao, juros altos, escassez de mo de obra qualificada, entraves causados por burocracia estatal, tributao inadequada e declinante poder de competio internacional.

Alguns analistas apontam entre os problemas a supervalorizao da moeda nacional, com barateamento de importaes e encarecimento de exportaes. Mas esse desajuste, evidente em alguns perodos, como nos anos 1990, foi menos duradouro do que outros. Em contrapartida, a proteo excessiva a alguns segmentos da indstria desestimulou a busca de competitividade.

EMPREGOS DECENTES – O recuo do setor industrial, acentuado nos ltimos dez anos, foi acompanhado da eliminao de 834 mil empregos qualificados, segundo nmeros oficiais atualizados at outubro.

O fechamento de postos industriais especialmente nocivo, porque o setor a fonte principal dos chamados empregos decentes, com carteira assinada e benefcios complementares, como servios de sade. A desindustrializao do Pas envolve relevantes custos sociais.

Somente alguns segmentos industriais, como o aeronutico, cresceram e ganharam peso no mercado internacional enquanto a maior parte do setor retrocedia.

AGRONEGCIO – No mesmo perodo, o agronegcio continuou modernizando-se, ganhando poder de competio e ampliando sua presena no mercado global. Qualquer poltica de reindustrializao do Pas poder ser beneficiada, quase certamente, por um exame das caractersticas dessas atividades bem-sucedidas na ltima dcada e, de fato, em firme avano pelo menos desde os anos 1980.

Essa poltica depender, no entanto, de um reconhecimento do problema e, depois, da elaborao de planos de revitalizao e de modernizao da indstria, com definio de metas, prazos e meios de ao.

Seria preciso articular esses planos com roteiros de correo das contas pblicas e de liberao de recursos fiscais para o desenvolvimento. Ser surpresa, no entanto, se os problemas estruturais da indstria forem pelo menos percebidos e includos na pauta federal, neste fim de mandato do presidente Jair Bolsonaro.

4 thoughts on “Avana a desindustrializao, sem que o governo e os polticos se interessem pelo problema

  1. Desde Lula, o padrao. Os agropecurias esto bem, tudo bem. E a competitividade, inclusve e militar, do Brasil perante os outros, como fica?

    PRESA FCIL QUE DEVER ETERNAMENTE SE SUBMETER FAMOSA LEI DO DAR OU DESCE.

  2. Discordo Lossian; desde a entrega do poder das mos dos militares para os civis.
    Quando perceberam que o Brasil estava no caminho certo, inventaram a redemocratizao e agora; estamos nesta maravilha de democracia.
    Mas, enquanto estiver bem para os trs poderes e mais os militares, est tudo certo e cada vez vamos indo para o brejo.
    Porque fizeram de tudo para o Brizola no conseguir se eleger presidente?!!!
    Simples; ele no era nacionalista da ‘boca para fora’.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.