Banco do Brasil financiou Porsche para Val, amigona de Bendine

BB pagava para Val aparecer na TV com Amaury Jr.

Leonardo Souza
Folha

A socialite Val Marchiori, amiga do presidente da Petrobras, Aldemir Bendine, obteve autorização do Banco do Brasil – quando o executivo presidia a instituição – para usar parte de um financiamento de caminhões para comprar um carro de luxo. Conforme a Folha revelou, o BB driblou regras internas para conceder R$ 2,79 milhões à Torke Empreendimentos, empresa registrada em São Paulo pela socialite.

Os recursos, do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), eram subsidiados pelo governo a juros de 4% ao ano. Em abril de 2013, o BB aprovou limite de crédito de R$ 3 milhões para a Torke para a compra de cinco caminhões. Em agosto, o BB liberou o dinheiro, mas o valor da aquisição ficou abaixo do limite, em R$ 2,79 milhões.

Segundo documentos obtidos pela Folha, meses depois, Marchiori pediu para ampliar e usar o valor restante do limite de crédito, em torno de R$ 200 mil, para comprar um carro de passeio.

Em fevereiro de 2014, o BB aprovou o pedido, e a socialite comprou um Porsche Cayenne S 2014 branco, avaliado em R$ 400 mil. Apenas o IPVA deste ano ficou em R$ 14.114.

FORA DO PADRÃO

Segundo a Folha apurou, o BB não costuma autorizar o uso de “sobras” de limite de crédito para finalidades distintas do objeto do financiamento. Nesse caso, a socialite poderia comprar outro caminhão ou peças de reposição, por exemplo, mas não um automóvel de passeio.

Procurado, o BB se recusou a responder a uma série de perguntas encaminhadas. O banco não informou qual foi a linha de crédito usada, a taxa de juros e nem se financiou o valor total do veículo.

O banco disse que o financiamento não empregou recursos do BNDES e que a empresa de Marchiori opera com o BB “nas linhas necessárias para condução dos seus negócios” (leia texto nesta página). O Porsche, contudo, é usado para fins pessoais.

LUXO E RIQUEZA

A socialite exibe seus carros como símbolos de luxo e riqueza. Em entrevista ao site iG, ela disse que é “mais fácil chorar” no seu “Porsche do que num Fusca”. A Folha fotografou Val dirigindo o automóvel, na tarde de segunda-feira (4), pelos Jardins, bairro nobre de São Paulo.

Erica de Lima Silva, uma das analistas do BB que avaliou a operação, constatou que havia restrições para a concessão do crédito para a Torke. Em um dos relatórios da operação, ela fez a ressalva, mas mesmo assim opinou pela liberação dos recursos.

A operação é alvo de inquérito da Polícia Federal, aberto a pedido do Ministério Público Federal em São Paulo.

Bendine e Val são amigos. A socialite hospedou-se no mesmo hotel em que ele duas vezes, durante missões oficiais do BB. Uma na Argentina, e outra no Copacabana Palace, no Rio, ambas em abril de 2010. Bendine disse que a estadia nos mesmos hotéis, nas mesmas datas, foram somente coincidências.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
A matéria esqueceu que o Banco do Brasil também patrocinava as aparições de Valdirene (é o nome dela) no programa Amaury Júnior e ela viajou para Buenos Aires no avião fretado pelo BB. Em qualquer país minimamente sério, Bendine não ocuparia nenhum cargo público e seria preso. Mas no Brasil, o amor fala mais alto, digamos assim(C.N.)

17 thoughts on “Banco do Brasil financiou Porsche para Val, amigona de Bendine

  1. O PT é um espanto. É a antítese da verdade, da vergonha, da decência, da lógica e da coerência na política e
    na maneira de ser dos normais.
    No partido, já não existe, pelo menos que se saiba, um único membro, que não esteja sob acusação de ter feito
    algum trambique, envolvendo dinheiro público.
    Eu fico cá, a pensar, de que matéria é feito este tal de lula, para no meio de um turbilhão avassalador de
    denúncias de todo o tipo, sobre as mazelas corruptivas dos governos petistas, ainda tem a coragem e a cara
    de pau, de vir falar aos brasileiros.
    É uma falta de caráter total. Acho até que isto, já é sinal de alguma doença que acomete o dito-cujo. Não é
    possível que seja só a falta de um desconfiômetro.

    • Lula é bandido e psicopata, caro senhor Anacleto. Ele é categorizado, na Psiquiatria, como portador do Transtorno da Personalidade Anti-Social (ou Dissocial). Vou citar um trecho da descrição dos clássicos da Psiquiatria para o senhor compreender porque ele é tão cara-de-pau. Diz o Compêndio de Psiquiatria, de autoria de Kaplan, Saddock e Grebb – autores norte-americanos, mas o melhor livro de Psiquiatria disponível em todo o mundo que o indivíduo com Transtorno da Personalidade Anti-Social frequentemente apresentam um exterior normal e mesmo agradável e cativante. Suas histórias, entretanto, revelam muitas áreas de funcionamento vital desordenado,

      Mentiras, faltas à escola, fugas de casa, furtos, brigas e atividades ilegais são experiências típicas que, conforme relatos dos pacientes, começaram durante a infância.

      Os pacientes com Personalidade Anti-Social são altamente representados pelos chamados “vigaristas”. São altamente manipuladores e frequentemente capazes de convencer outros indivíduos a participar de esquemas que envolvam modos fáceis de obter dinheiro ou de adquirir fama e notoriedade, o que eventualmente pode vevar os incautos à ruína financeira, embaraço social ou ambos. Não falam a verdade e não se pode confiar neles para levar adiante qualquer projeto, ou aderir a qualquer padrão convencional de moralidade.

      Promiscuidade, abuso do cônjuje, abuso infantil e condução de veículos sobo os efeitos do álcool são eventos comuns. Há ausência de remorso por tais ações, ou seja, estes portadores de Personalidade Anti-Social parecem desprovidos de consciência.

      Com os meus cumprimentos,

      Ednei Freitas
      Psiquiatra

  2. PT é o símbolo do descrédito, nunca vi tanta podridão concentrada numa agemiação política. Felizmente estes caras foram desmascarados, inclusive o barba despois da reportagem de sua interferência politica no BNDES para ajudar governos corruptos da América Latina e África.

  3. Em fevereiro de 2014, o BB aprovou o pedido, e a socialite comprou um Porsche Cayenne S 2014 branco, avaliado em R$ 400 mil. Apenas o IPVA deste ano ficou em R$ 14.114.

    SÓ UMA CURIOSIDADE:

    QUEM É QUE ESTÁ PAGANDO ESSE IPVA? SERÁ A PRESIDENCIA DA PETROBRÁS?

    AFINAL UM ROMBINHO A MAIS, UM ROMBINHO A MENOS NÃO FAZ NENHUMA DIFERENÇA!

    ATÉ MESMO PORQUE ESTÃO TODOS ACOBERTADOS PELAS CHEFIAS PETRALHAS, O MULLA E A ANTA PRESIDANTA!

    UM VERDADEIRO GOVERNO DE MARGINAIS CONDUZINDO OS DESTINOS DE MAIS DE 200 MILHÕES DE VITIMAS !

    ATÉ QUANDO?

    MAS QUE DÚVIDA BOBA! AFINAL DE CONTAS PARA ESSES PICARETAS PAGAR IMPOSTOS TAL COMO NÓS POBRES MORTAIS CONTRIBUINTES/CIDADÃOS/ELEITORES NÃO FAZ NENHUM SENTIDO. ISSO É COISA PARA OTÁRIOS E GENTE DE BEM, JAMAIS PARA OS PETRALHAS E MEMBROS DE SUA GANGUE!

  4. Esse pessoal que escreve aqui, deve ser financiado pelo dinheiro dos desvios do Metro, pois o que tem de gente falando mal do governo , e de dar inveja para os blogueiros paulista, muito bem remunerados a 70 mil por mes, pelo governo que acoberta as investigações do Metro e dinheiro nos bancos suiços.

    • Engano seu, sr. Neto: Os que aqui se manifestam são , exatamente, aqueles que são contra a manutenção dos blogs sujos com recursos públicos, para abrigar comentários tipo este que o sr. esta fazendo. ´Vê se toma uma dose de Simancol e vá procurar sua turma. Aqui não é o seu lugar.

    • Prezado Neto, se vc prestar atenção verá que semanalmente o teólogo Boff escreve aqui e ele, me parece, é petista/governista de carteirinha. Tem tb o conceituado jornalista Santayana que sempre defende o atual governo federal, logo… o que caracteriza este blog é a Liberdade de opinião … mesmo !

    • Neto odeia a imprensa livre. Pois certamente ele próprio não é livre! Vive preso a essa seita lulopetista, catando migalhas que eles lhe atiram, além de alguns pães com mortadela!

  5. Deu no JORNAL DO COMMÉRCIO (disponível na internet):

    Petrobras

    Estaleiro pagou US$ 14 mihões em propina a ex-diretor da Petrobras, diz MPF
    (Olhem aí quem depositou propina nos bancos da Suiça)

    O Ministério Público Federal (MPF) detalhou, nos pedidos que embasaram a nona fase da Operação Lava Jato, deflagrada ontem (5), a atuação de novos operadores do esquema de cobrança de propina na Petrobras. Entre os novos investigados estão representantes de empresas e um funcionário aposentado da Petrobras. Todos foram alvo de mandados de busca e apreensão. A nova etapa da investigação teve início a partir do acordo de delação premiada do ex-gerente da Petrobras Pedro Barusco, Segundo o MPF, Zwi Zcorniky, representante do estaleiro Keppel Fels e da Floatec, pagou propina a Barusco entre 2003 a 2013 depositada na conta do Banco Delta, na Suíça.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *