Banco Mundial confirma que aceitou Weintraub para Diretoria do Conselho

Funcionários se manifestara contra nomeação de Weintraub

Deu no G1

O Banco Mundial divulgou um comunicado na noite desta quinta-feira, dia 30, no qual informou que o ex-ministro da Educação Abraham Weintraub foi aprovado como diretor-executivo do conselho da instituição. Weintraub deixou o MEC em junho, em meio a uma série de polêmicas.

Alvo de dois inquéritos, um que apura suposto racismo contra chineses e outro que apura ameaças a ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), Weintraub foi indicado para o Banco Mundial pelo governo do presidente Jair Bolsonaro. A indicação, contudo, precisava ser confirmada pelos demais integrantes do conselho do qual Weintraub será diretor-executivo. O banco tem sede em Washington (EUA).

REPRESENTAÇÃO – “O Banco Mundial confirma que o sr. Abraham Weintraub foi eleito pelo grupo de países (conhecido como constituency) representando Brasil, Colômbia, República Dominicana, Equador, Haiti, Panamá, Filipinas, Suriname e Trinidad e Tobago para ser Diretor Executivo no Conselho do Banco”, informou o banco.

“O sr. Weintraub deve assumir seu cargo na primeira semana de agosto e cumprirá o atual mandato que termina em 31 de outubro de 2020, quando a posição será novamente aberta para eleição. Diretores Executivos não são funcionários do Banco Mundial. Eles são nomeados ou eleitos pelos representantes dos nossos acionistas”, acrescentou a instituição.

MANIFESTAÇÃO – No mês passado, a associação de funcionários do Banco Mundial enviou uma carta aberta ao Comitê de Ética da instituição pedindo a suspensão da indicação de Weintraub (relembre no vídeo acima). Na ocasião, os funcionários do banco se disseram preocupados com declarações tidas como preconceituosas de Weintraub sobre os chineses e sobre minorias.

Weintraub nega ter cometido racismo. Em depoimento por escrito à Polícia Federal, o ex-ministro da Educação afirmou que relacionar a China à pandemia do novo coronavírus “não é mera ilação”. Em meio à polêmica, o embaixador da China no Brasil, Yang Wanming , afirmou que os “críticos contumazes” da relação entre os dois países devem pensar “a longo prazo”.

Segundo o Ministério das Relações Exteriores, a China é o principal parceiro comercial do Brasil desde 2009. Integrantes do governo e familiares do presidente Jair Bolsonaro, contudo, têm criado polêmicas porque acusam o país de envolvimento na pandemia do novo coronavírus.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
Tomando por parâmetro o “trabalho” de Weintraub no comando do Ministério da Educação, suas exposições descabidas e a propagação de ações desnorteadas, cabe ao país apenas se envergonhar com a nomeação. Falta ao nomeado diretor-executivo sobretudo competência. (Marcelo Copelli)

15 thoughts on “Banco Mundial confirma que aceitou Weintraub para Diretoria do Conselho

  1. O mesmo banco que nos levou 1BI DE DOLARES, para sua criação após a 2a, guerra. Essas Reservas foram acumuladas durante a guerra e foram gastas comprando porcarias dos USA. Hoje fazemos a mesma coisa comprando inutilidades da China

  2. Vou virar idiota para, quem sabe, ter uma boquinha em Washington DC, ganhando centenas de milhares de dolares por ano. Vai ser duro ter que puxar o saco de um idiota e defender princípios de imbecis, mas a recompensa é gorda! Valeria a pena deixar de ser sapo para virar uma mula?

  3. Para quem acha que somos apenas uma nação tupiniquim, taí um orgulho made in Brazil, para orgulhar a todos.
    Ele tem tudo para refazer a trajetória triunfal de Rui Barbosa!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *