Barroso autoriza quebra de sigilo de Loures e do coronel Lima, amigos de Temer

Resultado de imagem para rocha loures e coronel lima

Barroso está cercando Michel Temer pelos sete lados

Por TV Globo, Brasília

O ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF) autorizou a quebra dos sigilos telefônico e telemático de duas pessoas ligadas ao presidente Michel Temer – o ex-deputado Rodrigo da Rocha Loures (PMDB) e o coronel João Baptista Lima. Rocha Loures foi assessor de Temer na Presidência da República. Lima é amigo do presidente. A decisão de Barroso foi tomada dentro do inquérito que apura suposto favorecimento de interesses da empresa Rodrimar no porto de Santos por meio de um decreto presidencial.

Na mesma decisão, Barroso também autorizou quebras de sigilos do dono da Rodrimar, Antonio Celso Grecco, e do diretor da empresa Ricardo Mesquita. Eles negam ter feito pagamentos ilícitos em troca de supostas vantagens por meio da edição do decreto.

SIGILO DE TEMER – Em razão do mesmo caso, o ministro já havia determinado a quebra do sigilo bancário do próprio Temer. O presidente nega ter cometido irregularidades e disse que dará à imprensa “acesso total” às informações do extrato bancário.

As informações foram divulgadas na noite desta segunda-feira (dia 12) pelo site do jornal “O Globo”. Segundo o jornal, a decisão de Barroso foi tomada no último dia 27 de fevereiro, mesmo dia em que ele autorizou a quebra do sigilo de Temer.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
A força-tarefa aperta o cerco a Temer. Apanhá-lo mais uma vez é só uma questão de tempo. Como se dizia antigamente, ele não perde por esperar. (C.N.)

4 thoughts on “Barroso autoriza quebra de sigilo de Loures e do coronel Lima, amigos de Temer

  1. Os meios jornalístico e político não podem negar que existe algo novo de verdade no ar e no front do reino podre da Dinamarca, e que não é nenhum avião de carreira. “Deus escreve sempre certo, mesmo quando o faz por linhas tortas.” Quem sabe, Kotscho, de repente, Deus, que não é sádico, não é sarcático e nem zombeteiro mas apenas caprichoso, talvez tenha um propósito especial para o Brasil e talvez esteja usando um “Zé Ninguém” como possível missionário de um possível projeto novo e alternativo de política e de nação que expressa um novo caminho para um novo Brasil de verdade, como exemplo para o mundo, que todas as pessoas mais antenadas do país já sabem que eles existem, mas talvez pelo fato de o missionário ser um “Zé Ninguém”, tanto o missionário quanto o projeto estão sendo escovados pela soberba geral da nação não obstante em estado de sangria desatada e principalmente pelo establishment de plantão e que talvez até por isso o país, a política e os políticos encontram-se mais perdidos do que cego em tiroteio, ou cachorro caído de mudança sem rumo certo a seguir, com o país à deriva por falta de um novo comandante que saiba para onde conduzí-lo. https://www.brasil247.com/pt/247/midiatech/346413/Kotscho-que-elei%C3%A7%C3%A3o-%C3%A9-essa-com-candidatos-sem-votos-e-eleitores-sem-candidato.htm

  2. Pelo menos alguém no stf está querendo fazer algo pelo país, me parece, porque já há tantas decepções, principalmente quanto a magistrados que pareciam austeros e por fim tiraram as máscaras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *