Bellucci, pela primeira vez na semifinal de um Master Mil

Helio Fernandes

A vitória de hoje, sobre Berdych, de certa forma, mais importante do que a de ontem, contra Murray. Este ficou meses parado, contusão no cotovelo. Nas ultimas vezes, depois da volta, saiu na estréia ou no segundo jogo. Berdych (número 7) não para de jogar. A vitória, indiscutível.

Com 23 anos, (a idade de Guga quando venceu a primeira em Roland Garros), ganhou apenas dois Torneios sem importância. Na hierarquia do circuito, Torneio é o último, soma apenas 250 pon tos.

Amanhã, sem saber qual será o adversário, tudo pode acontecer. Se jogar como ontem e hoje, nada será surpreendente.

***

PÂNICO NO FLAMENGO

Com a derrota para o Ceará, ontem, (acabando à meia noite, exterminou o que se chamava de “lua de mel”. Não é o fim. No jogo da volta, em Fortaleza, se ganhar por 2 a 1, vai para os pênaltis. O problema é fazer esses dois gols. O clube hoje, em polvorosa, que palavra.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *