Bolsa Família: A diferença é que em outros países existe fiscalização

Dione Castro da Silva

Desocupado que vive de programas assistencialistas do governo é igual em todo o mundo. Isso não é privilégio/novidade do PT nem dos brasileiros. Lembram-se do filme “Menina de Ouro”? Pois, é, existem aqueles tipos no Canadá, nos EUA, na Europa, em todo lugar. A diferença é que lá nos EUA/Canadá etc. tem fiscalização: existe Patrulha Escolar, Fiscal para saber se a criança está mesmo frequentando a escola, não é como aqui, que as “mães” só precisam parir para receber a “bolsa” que, nos países de primeiro mundo, chega a cerca de US$ 300 “por cabeça”. Ademais, quando o fraudador é flagrado, se for funcionário público, perde o cargo/função e tem que ressarcir o erário.

Eu digo desocupado, porque, na maioria das vezes, são mulheres/homens jovens que, na sua totalidade, “não gostam de estudar e nem de trabalhar” (preferem parir/fazer filhos que não podem criar). Sempre existirão os irresponsáveis em todas as sociedades. Aparentemente, aqui no Brasil, essa turma é maior e mais visível, o que desemboca nessa explosão demográfica.

O governo do PT criou um Programa que só tem entrada, não oferece nenhuma saída, nem Educação/Planejamento Familiar, e as poucas alternativas (pílula anticoncepcional/preservativo) nos postos de saúde (atenção primária) ficam às moscas. Assim, para ganhar a “bolsa”, como diz a presidente em exercício, elas preferem abrir o “negócio” e parirem.

EXEMPLO PESSOAL

Eu morei, quando casada, num subúrbio do Rio, próximo a várias favelas. A rua onde eu morava era cercada pelo Jacarezinho, Marlene, Rato Molhado, Pica-Pau e Xuxa. Pois bem, todos os sábados, aparecia uma moradora de uma dessas favelas pedindo gêneros alimentícios, acompanhada de quatro filhos pequenos. Na primeira vez, eu dei os alimentos (uma cesta básica) e, ao mesmo tempo, ofereci-lhe um trabalho: pagar-lhe-ia para passar uma pilha de roupas para mim, com a possibilidade dela ficar trabalhando nos cuidados da casa, já que sou profissional liberal. Resposta: “Não, senhora. Não posso. Com quem vou deixar meus filhos?”. Pegou a sacola com os alimentos e foi bater no portão do vizinho.

Depois soube que os alimentos coletados eram trocados por pedras de crack na ‘boca.’ Aí já é demais: sustentar viciado enquanto eu trabalho, às vezes, até aos domingos, viajo para outros estados, não tiro férias há quase vinte anos… Já não basta a altíssima carga tributária que nós trabalhadores temos que suportar para sustentar a Corte e um bando de sanguessugas que em nada contribuem para a evolução/harmonia da sociedade, “ólogos” de plantão que, diuturnamente, tentam me convencer que eu “sou responsável” pelo resultado da irresponsabilidade de um bando de vagabundos?

Reitero o que disse no início desse comentário: aqui, como lá, irresponsáveis há (aos magotes). A diferença é que por cá o descontrole é total, a fiscalização é nenhuma e miséria “pouca é bobagem”, é moeda de troca.

7 thoughts on “Bolsa Família: A diferença é que em outros países existe fiscalização

  1. Bom artigo. Hoje na porta do Banco do Brasil e com frequência vejo meninas carregando os filhos e pedindo esmolas nas escadas do Metrô e no centro do RJ. Penso então: “Essas jovens tem bolsa família?”…

  2. Na verdade, os outros países precisam aumentar a taxa de natalidade e por isso dão ajuda de custo para cada criança. A grande diferença é que TODOS tem direito. E sim, existe uma grande vigilância.

  3. E como acabar com os pobres se eles são o sustentáculo dos governos populistas e paternalistas como o do PT e a razão de existência das igrejas?

  4. Bom dia,leitores(as):

    Senhora Dione Castro da Silva,aqui no estado do Amazonas até indios COCAMAS oriundos do PERU e indios COLOMBIANOS,recebem bolsa família, através da criação das chamadas COMUNIDADES dentro do território BRASILEIRO,com apoio de maus POLÍTICOS E AGENTES PÚBLICOS,que após uns 60 dias eles recebem documentos oficiais de cidadania Brasileira,para verificar A VERACIDADE de tal absurdo visite as cidades fronteiriça de TABATINGA e BENJAMIN CONSTANT

  5. Investiram o quanto puderam em iludir-nos para que achássemos que fossem apenas “confusos” e “incompetentes” mas “bem intencionados” . . . Na realidade são meros criminosos, canalhas e sociopatas comuns associados que tentam em conjunto e em múltiplas frentes, novamente e simultaneamente, aplicar um golpe no país. Só isso! Na verdade são altamente ladinos e competentíssimos em manter viva a credulidade da população, por todos os meios, de que seus objetivos sejam “os melhores possíveis” para “todos”, enquanto roubam o erário para si e para financiar-corromper a resistência a seu projeto de poder totalitário. Sabem porque? Porque nós cidadãos bem intencionados, entendemos e partimos do pressuposto que um governo se preocupe em “fazer o melhor” para a sociedade e a população que o elegeu, e sabendo disso eles investem tudo que podem em “manter acessa” essa credulidade, pois esta é a maior força que possuem para atingir seus objetivos, enquanto saqueiam, infiltram-se nas estruturas e articuladamente corrompem e degradam as instituições do regime democrático com seu totalitarismo! Isso foi o que aconteceu nos últimos governos, sob o ilusionismo marketeiro profissional de experts como Duda Mendonça e João Santana, e sem o trabalho dos quais a máscara dos petralhas já teria caído à muito mais tempo! É devido a isso que o país nunca gastou tanto com propaganda e marketing do governo, como nesses 12 1/2 anos de PT (além de com essa verba comprarem também o silêncio da mídia quanto às suas falcatruas)!

    Na verdade, os últimos presidentes só tiveram compromisso com transformar o nosso regime democrático republicano, em regime socialista/comunista da forma mais despistada e controversa possível, para conseguir assim impedir (através da imobilidade da dúvida) que se formasse a resistência frontal a seu projeto, tanto com investimentos maciços em marketing pesadamente alienante como em programas clientelistas de bolsas-voto. (Essa é a principal razão de Lula ter trazido para cá a Copa de 2014 e as Olimpíadas de 2016, além de criar oportunidades para desviar dinheiro para o partido e seus cumpanheiros através das obras superfaturadas dos estádios etc, . . . e de ter ampliado seja os programas assistencialistas como a exoneração do recolhimento de impostos pelos sindicatos !)

    O objetivo a ser atingido sempre foi a alienação, o circo e a irresponsabilidade fiscal ! Só a força dessas condições desestruturantes, somadas a políticas que promovam a insegurança pública como todas as que tem sido promovidas pelo PT, em conjunto, são capazes de criar a instabilidade social necessária para que uma convulsão “espontânea” (provocada por Black-Blocks, MST do Stédile e terroristas internacionais importados de Cuba, Afeganistão, AlQuaeda, etc,…) irrompa no país, e dessa forma consigam consolidar seu projeto totalitário escravagista de poder através da força. É fundamental que a sociedade entenda com clareza agora o que está acontecendo, para não se lastimar depois indefinidamente por não ter impedido que o pior viesse a acontecer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *