Bolsonaro acelera o passo na estrada que pode levá-lo ao autoritarismo

Charge do Nani (nanihumor.com)

Pedro do Coutto

Os últimos acontecimentos na área política e na esfera militar assinalam o ingresso mais rápido de Jair Bolsonaro na estrada que separa a democracia  do reencontro do governo com o tempo que antecedeu a posse de José Sarney na Presidência da República.

O propósito de Bolsonaro ganhou mais nitidez com a solução aplicada ao episódio Eduardo Pazuello na caravana de motociclistas no Rio de Janeiro. Bolsonaro firmou o seu conceito contra a punição do ex-ministro da Saúde que assumiu a Secretaria de Logística, cargo criado para circunstâncias do momento, representando também um alinhamento das Forças Armadas ao lado do sombrio objetivo que, no fundo, em seu conteúdo propõe a destruição da democracia.

RUMOS INCERTOS – Merval Pereira, no O Globo de domingo, e Fernando Gabeira, no O Globo desta segunda-feira, focalizam os rumos incertos nos quais trafega o presidente da República. Ele não deseja somente ser reeleito. Na realidade, está disposto a abrir mão da democracia se mantiver o apoio militar para a sua aventura golpista.

Para alguém que em 2020 iniciou a campanha sucessória para as urnas de 2022, Bolsoanro demonstra tacitamente que alcançou o poder e desse poder não deseja se afastar. E, de preferência, sem o apelo às urnas. O apelo de Jair Bolsonaro agora dirige-se mais para as armas, pois sentiu, de acordo com a pesquisa no Datafolha a qual me referi ontem, que não baterá Lula da Silva na disputa de 2022.

CONTRA A DEMOCRACIA – A anulação das sentenças contra Lula levou a um novo panorama que não é desconhecido para aqueles que, apoiando Bolsonaro, não escondem que rejeitam a democracia. Aliás, é só recorrer ao arquivo de imagens sobre a manifestação de Brasília em frente ao Forte Apache, quando radicais da direita ostentavam cartazes destacando a ditadura militar como o melhor caminho para Bolsonaro transformar-se de presidente em um imperador. Com esses apoiadores e com as forças militares com as quais Bolsonaro conta, aponta-se uma solução de força fazendo a democracia submergir no lago da capital.

Além das duas análises as quais me referi, de Merval Pereira e Fernando Gabeira, pode-se acrescentar uma série de artigos de Ruy Castro, na Folha de São Paulo, iluminando o trajeto sombrio que coloca em risco a população brasileira. Um recuo no tempo e a volta de um regime de exceção que tantas marcas deixou na história brasileira. As forças democráticas necessitam se unir imediatamente porque, se divididas, permitirão a escalada que Bolsonaro tanto pretende para se estabelecer no topo do poder.

SEM FISCALIZAÇÃO –  Na noite de domingo, o Fantástico da TV Globo focalizou os mais recentes desabamentos na Zona Oeste do Rio que se sucederam em construções de edifícios sem o menor critério de segurança. Outro dia aconteceu na região do Muzema, com pessoas perdendo suas vidas. Na última semana, o mesmo ocorreu em Rio das Pedras. Onde está a fiscalização da Prefeitura ? Onde está a fiscalização do governo estadual? Em lugar algum, tanto é que as milícias e o tráfico de drogas estão ocupando espaços cada vez maiores na Cidade.

A corrupção se transformou em rotina, de exceção à regra. E, nessa regra, só os bandidos dominam. O Rio de Janeiro é um exemplo dramático da desonestidade e um desafio à Segurança Pública.

No Rio governos se sucederam ao ritmo das prisões. Agora mesmo, na última semana, o ex-governador Fernando Pezão  foi condenado a mais de 20 anos de prisão. Está se tornando cada vez menos possível o combate aos crimes que a cada dia ocupam maiores espaços. Ninguém se iluda: mantido o ritmo atual, não se poderá mais sair de casa no império da ilegalidade e da desordem. O Brasil e o Rio de Janeiro estão sob ameaça.

22 thoughts on “Bolsonaro acelera o passo na estrada que pode levá-lo ao autoritarismo

  1. TITE CAPACHO DA ESQUERDA!

    O deputado federal Bibo Nunes, usou suas redes sociais para expor sua opinião sobre a atitude do técnico da seleção, Tite.

    “Tite é um capacho da esquerda, vergonha para os gaúchos”
    Segundo Nunes, partiu de Tite a iniciativa inicial de alguns jogadores em não disputar a Copa América no Brasil:

    “É uma tentativa política do Tite, que é um esquerdista, que é um capacho da esquerda, tentar desmoralizar o Governo Bolsonaro. A esquerda está assim (…). Estão desesperados! Não adianta.
    O presidente Jair Bolsonaro será reeleito. Que vergonha, que antipatriotismo. Você não tem nada de gaúcho, você é um antidemocrata, você não ama seu país, você ama o dinheiro, a grana, assim como outros mercenários que estão querendo seguir seu conselho”.

  2. Desde o início do Mandato de Bolsonaro, sou contra qq atitude que vise impactar Bolsonaro.
    Para um incompetente como ele ninguém precisa fazer nada. Vai cair como fruta podre.
    E sua incompetência é tão grande que desde o início vem brigando com seus ex colaboradores, apoiadores, correligionários. Está com dificuldade até de ser recebido por algum partido entre as dezenas existentes.
    É tão incompetente que seus maiores inimigos são os que hj querem seu impeachment.
    É tão incompetente que a polarização que ele quer impor lhe é desfavorável.
    Só a volta do PT poderá repor o Brasil nos trilhos.

  3. “está disposto a abrir mão da democracia”

    Pedro Couto,

    Dessa parcela de apoiadores estão, além de militares e seus familiares, claro, também aqueles que tem desejo de restaurar a monarquia.
    Os monarquistas.

    E aquele chamado por muitos de “Príncipe” – embora sem referência alguma na Constituição a qualquer cargo ainda que simbólico de qualquer família real, e se inexiste, não está na realidade vigente – é declarado apoiador de Bolsonaro e seus filhos.

  4. Tenhamos muita calma neste momento; pois o que hoje chamamos de “bandidos”, falta pouco, mas muito pouco mesmo para o poder legislativo honestificar a função de corrupção, o stf declarar constitucional e o executivo sancionar e aí; práticamente acaba o dolo no Brasil brasileiro; pelo menos no quesito a corrupção.

  5. Se o Brasil nunca antes esteve entre a cruz e a espada, as eleições de 2022 nos colocarão diante dessa situação.

    Com meus respeitos aos jornalistas que Pedro do Coutto mencionou, mas tenho abordado essa questão de Bolsonaro não aceitar disputar com Lula o Planalto há semanas.
    E foi justamente quando o STF anulou as condenações de Lula, que o atual presidente tratou de permanecer no poder reeleito ou não!

    Bolsonaro se prepara até mesmo para uma revolução, uma guerra civil.
    Se, em 64, o povo se manteve distante do conflito entre militares e subversivos, desta vez será convocado para agir, e não terá como escapar de participar ou de um lado ou de outro.

    Vou mais além:
    Caso se concretizar os planos de Bolsonaro em permanecer presidente, em golpe flagrante contra a democracia, mesmo frágil como esta que temos, e houver reação de lulistas para o confronto, o Brasil estará na iminência de sofrer invasões estrangeiras!

    Somos um País riquíssimo para ser destruído por políticos corruptos, desonestos, incompetentes e traidores.
    O mundo não permitirá que nos transformemos numa Síria ou Vietnã, pelo fato de haver chance real de se alastrar pela América do Sul a luta da esquerda contra a direita!

    Uma instabilidade política e social no sul do continente americano será um desastre incalculável para o planeta, que poderá afetar seriamente até mesmo a alimentação de dezenas de nações que adquirem produtos sul-americanos.

    Bolsonaro, egoísta, golpista, insano, genocida, quer mais do que ninguém esse confronto.
    Sabe que contará com as PMs brasileiras e grande parte das FFAA, afora o seu pessoal que se encontra muito bem armado para apoiá-lo.

    Caso se intensificar os movimentos de Bolsonaro e de maneira explícita como temos assistido, preparemo-nos, pois o inferno será o Brasil para os brasileiros.

    • Caro Bendl, bom dia!

      “E foi justamente quando o STF anulou as condenações de Lula, que o atual presidente tratou de permanecer no poder reeleito ou não!”

      Discordo veementemente.
      Sempre Bolsonaro atacou a Democracia e conspirou ao Golpe.
      E desde os primeiros já como Presidente agiu para pôr em prática.

      comportamento de não aceitar decisões judiciais, de controlae ideológico de órgãos em seu favor, eliminando o pensamento crítico, científico…

      Lançar dúvida o voto eletrônico já vinha muito antes. Sempre retoma ao tema. E fará o mesma manobra de trump. Com a diferença que no BR: a) as instituições não são fortes como as americanas
      b) esmagadora maioria dos agentes de segurança e militares estão com o Presidente
      c) tem apoio da maior parte do empresariado considerando suas pautas de reforma e da política conservadora na segurança que protege o patrimônio.

      • Prezado Leão,

        Bom dia,

        Antes de Lula voltar a ter a sua ficha “limpa”, a reeleição de Bolsonaro era favas contadas.

        A possibilidade de Lula voltar a disputar o Planalto acirrou as providências do atual presidente para impedir essa candidatura, onde as pesquisas indicavam que o petista derrotaria o ex-deputado federal.

        A mudança do voto eletrônico para o manual é uma das medidas porque possibilita a fraude facilmente.
        Mas, a imagem de Lula enraivece não só Bolsonaro quanto às FFAA!

        Afirmo que não se trata de democracia a questão entre Lula e Bolsonaro.
        O problema é impedir que Lula seja candidato ou, se for o representante do PT, que não seja eleito.

        A luta é ideológica, Leão, e não política.
        Em jogo, os rumos do Brasil que, pelo visto, levam-nos para uma encruzilhada, que mencionei acima:
        Ou cruz ou espada!

        Abração.

      • Marketeiros de Bolsonaro estão diligenciando para fixarem o factoide: “Se Lula ganhar, as forças armadas não o deixam assumir”. Quanto mais divulgado for esse impingimento, mais vai-se impregnando no inconsciente coletivo.
        À medida que se for aproximando a eleição presidencial, o slogan pode mudar para: “Quem vota Lula, joga voto fora; os militares não permitem que ele governe”. E lá se vão os votos pró-Lula.
        Quem for simpático ao PT, deve começar um trabalho de desconstrução midiática,
        massivo, desdee já!

  6. E saber que esse crápula

    não enganou ninguém com pelo menos dois neurônios funcionais…

    diferentes não se atraem – se repulsam.

    Os eleitores-cúmplices do criminoso Boçal agiram por afinidade.

  7. Muda o disco, Batista, pois este mantra que entoas várias vezes por dia cansou, enjoou.

    Tu não deixas de ser também um “eleitor-cúmplice” da omissão, da irresponsabilidade para com o povo e País.

    E te contradizes, pois se sabias tanto dos defeitos de Bolsonaro aonde tu estavas, que não alertaste os eleitores a respeito?

    Não me lembro da tua presença no blog durante a campanha eleitoral para presidente.
    Quem alertou, e foi duro neste aspecto – justiça seja feita! – foi o Aquino.
    Não houve outro comentarista que fosse tão veemente contra Bolsonaro.

    Se existe alguém que pode falar de boca cheia é o Aquino:
    – Eu avisei!

    O fato que impediu que as palavras de aviso do comentarista fossem mais consideradas, deveu-se à união de Ciro com o PT, mesmo sendo candidato pelo PDT, partido de Aquino.
    O sonho de Ciro era ser o candidato das esquerdas mas, Lula foi cretino, e escolhe Haddad para ser o representante petista.

    A derrota de Ciro estava selada pelo PT, que não via em Ciro a devida legitimidade para substituir Lula na liderança das esquerdas, e enfrentar Bolsonaro.
    No primeiro turno, Haddad fez 18 milhões a mais de votos que Ciro Gomes, indo para o segundo turno disputar com Bolsonaro o Planalto.

    Certamente a esquerda fez um péssimo trabalho de divulgação, então a derrota foi consequência desta falta de união e objetivo para derrotar a direita.

    Quanto mais tentas ofender que votou em Bolsonaro, mais preparas o terreno para a sua reeleição, pois o correto seria tu angariares simpatizantes para o teu candidato em 2022, que transferires para o eleitor a tua frustração com o ocorrido, e afastá-lo da tua companhia!

    Pensa nisso.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *