“Bolsonaro consegue superar os delírios e os devaneios de Trump”, ironiza Rodrigo Maia

Caio Spechoto
Poder360

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), usou sua conta no Twitter nesta 5ª feira (7.jan.2021) para atacar o presidente Jair Bolsonaro por uma declaração dada mais cedo pelo chefe do Executivo, que dissera novamente a apoiadores que, se as eleições de 2022 não tiverem voto impresso, o Brasil passará por situação semelhante à dos Estados Unidos.

“Bolsonaro consegue superar os delírios e os devaneios de Trump”, escreveu Rodrigo Maia. “A frase do presidente Bolsonaro é um ataque direto e gravíssimo ao TSE [Tribunal Superior Eleitoral] e seus juízes”, declarou o presidente da Câmara, afirmando também que “os partidos políticos deveriam acionar a Justiça para que o presidente se explique”.

EXEMPLO DE TRUMP – Nos Estados Unidos, o presidente Donald Trump insiste em dizer que a eleição que perdeu para o democrata Joe Biden em novembro de 2020 foi fraudada – versão aceita e propagada por Bolsonaro, embora o americano jamais tenha apresentado provas, tendo perdido cerca de 60 recursos judiciais.

Bolsonaro apoia a tese de Trump e insiste que as urnas eletrônicas, usadas no Brasil desde a década de 1990, são suscetíveis a fraudes. O presidente afirma inclusive que a eleição que o levou ao Palácio do Planalto também foi fraudada. Caso contrário, teria ganhado no primeiro turno. Em março ele chegou a dizer que mostraria provas dessas afirmações, mas nunca o fez.

BRIGAS SUCESSIVAS – Maia e Bolsonaro já tiveram diversos atritos desde 2019, quando o presidente tomou posse no Planalto. A exceção foi um período no 1º semestre de 2020, depois de Maia ter uma conversa com o chefe do Executivo.

O deputado também desestimulou parte de uma agenda legislativa conservadora nos costumes que Bolsonaro gostaria de ver aprovada. Trata-se de tema que mobiliza seus apoiadores.

Rodrigo Maia, porém, está nas últimas semanas à frente da presidência da Câmara. Ele comanda a Casa desde 2016. Em fevereiro, porém, será escolhido um novo nome para o cargo.

ROSSI CONTRA LIRA – Maia apoia Baleia Rossi (MDB-SP), em um acordo político da cúpula de seu grupo com a cúpula dos partidos de esquerda. O candidato apoiado pelo governo é Arthur Lira (PP-AL), líder do Centrão, que se aproximou do Planalto ao longo de 2020.

Lira está em campanha há meses. Baleia, por outro lado, é candidato apenas desde o fim de dezembro. A impressão na Câmara é que, se a eleição fosse hoje, Lira seria vencedor.

Ele tem pedido votos no varejo para deputados de partidos próximos de Baleia e Maia. Conseguiu diversos apoios, como no PSB e no DEM.

CÂMARA E SENADO – Para o governo é importante ter um aliado à frente da Câmara porque quem ocupa o cargo tem a prerrogativa de escolher quais projetos os deputados analisarão. O Senado também terá eleição em fevereiro.

O pleito tem tido menos atenção porque a gestão de Davi Alcolumbre (DEM-AP) causou menos problemas ao Planalto que a de Maia. Hoje, o favorito na disputa é Rodrigo Pacheco (DEM-MG).

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
No final da matéria, o repórter deu uma viajada, porque Lira não é favorito. É uma disputa muito dura, mas sem favoritos. Quanto ao Senado, Rodrigo Pacheco também não é favorito, até porque é o único candidato até agora e, mesmo assim, seu nome ainda nem conseguiu decolar. (C.N.)

13 thoughts on ““Bolsonaro consegue superar os delírios e os devaneios de Trump”, ironiza Rodrigo Maia

  1. O problema é que, ao contrário do PT – que em nome do Mal Menor vai votar no candidato do sr. Rodrigo Maia, o sr. Rodrigo Maia votou no sr. Bolsonaro em 2018 em nome do Bem Maior, se é que Vocês ne entendem.

    PS: Em 2022 num eventual segundo turno com Bolsonaro X Lula, em qual dos dois, o sr. Rodrigo Maia votaria?

  2. Invasão da Câmara Federal Jun/2006 pelo MLST:

    Em junho de 2006 a Câmara dos Deputados, em Brasília, foi invadida por centenas de manifestantes de um certo “MLST”, dissidência ainda mais porralouca do MST. Tocaram o terror por 1h20m. Feriram 41 pessoas, depredaram, invadiram o interior do prédio com um carro e o viraram… Muitos protestaram contra o ataque à democracia e ao nosso Legislativo, mas nada parecido com o que se viu nesta quarta (6) em Brasília, após a invasão igualmente grotesca ao Congresso dos Estados Unidos.
    Em 2006, deputados do PT e Psol, que hoje gritam contra a invasão no Capitólio, impediram a prisão dos liderados de um tal Bruno Maranhão.
    C.H.

    • Uma “pequena” diferença – Em 2006 a invasão da nossa Câmara não foi insuflada por um presidente apavorado por ter perdido as eleições que convocou seus apoiadores para marcharem sobre a capital…

  3. Acontece que o tal PSL já “puxou o carro” A bancada na câmara declarou que não vota em quem anda em companhia da esquerda.
    Conhecendo a “alma” dos políticos brasileiro, sabe-se que a “galera” não é de gastar vela com defunto ruim, e o Rodrigo Maia não tem cacife nem caneta para bancar alguém.

  4. É tão lindo ver o love entre a mídia e o Rodrigo Maia, um político honesto, verdadeiro estadista! Hahahaha…
    E a esquizofrenia continua a toda, se for pra criticar o Bolsonaro o Rodrigo Maia é um político respeitável, senão ele é um safado. Hahahaha…

  5. O estúpido Botafogo deve estar se mordendo de raiva e arrependimento por ter ficado assentado, com aquela bunda gorda, em cima de de tantos pedidos para impichar o coiso…
    Acordou agora nhonho???
    O seu cavalo arriado já vai longe, imbecil…
    Que País “escuiambado” !!!
    Credo!

  6. A alopração do Trump encontra eco no Pinóquio, agora o cara está com medo de não se reeleger em uma eleição que será só no fim de 2022, ou seja, tem muita coisa para acontecer. Pondo já em causa a lisura do processo eleitoral o cara começa a insuflar a população contra a Justiça Eleitoral e o processo de votação. Por que só agora o voto impresso é a saída, o Pinóquio não foi eleito diversas vezes por este mesmo tipo de votação e só agora ele é inseguro, suspeito e passível de fraude? Na falta de coisa melhor a fazer o Pinóquio agora deu de delirar, encontrar chifre em cabeça de cavalo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *