Bolsonaro discutirá com Trump um tema delicado: atuação das ONGs na Amazônia

Resultado de imagem para bolsonaro e trump charges

Charge do Miguel (Jornal do Comercio/PE)

Valdo Cruz
G1 Brasília

O presidente brasileiro Jair Bolsonaro viaja no próximo domingo (dia 17) para os Estados Unidos, em sua primeira viagem ao exterior de uma agenda bilateral. Na reunião com o presidente norte-americano Donald Trump, Bolsonaro quer discutir a atuação de organizações não-governamentais na Amazônia. O encontro com Trump está previsto para o dia 19.

Militar, Bolsonaro defende a total autonomia brasileira para cuidar da região Amazônica como área estratégica brasileira. Na visão de sua equipe, segundo assessores disseram ao blog, algumas ONGs acabariam atuando para limitar a ação do governo brasileiro na região.

MINÉRIOS – O presidente Bolsonaro defende, por exemplo, a exploração de reservas minerais nas áreas indígenas na região amazônica. Para ele, o índio brasileiro, sempre que possível, deve ser integrado à sociedade brasileira, lucrando com a exploração de suas terras.

Bolsonaro quer discutir com Donald Trump parcerias para desenvolver projetos na Amazônia, mas sempre dentro da linha de que o Brasil é quem define suas políticas para a região e tem total soberania sobre ela.

VENDER SOJA? – O presidente brasileiro vai negociar com Donald Trump também acordos comerciais para abrir mais o comércio exterior entre os dois países. A soja é um dos produtos que o brasileiro quer vender mais para os Estados Unidos.

No governo Bolsonaro, a política externa define os Estados Unidos como um de seus parceiros preferenciais, alterando a estratégia dos governos petistas, que tinham ressalvas em relação ao governo norte-americano.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
Os assessores do Planalto, ao liberar essas informações, inventaram a história de o Brasil vender soja para os Estados Unidos. “Isso non ecziste”, diria o padre Quevedo. Brasil e EUA são rivais na produção e agora estão disputando o mercado chinês. Quando Blairo Maggi era ministro da Agricultura, chegou a aventar a hipótese de importar soja americana. O fato é que os norte-americanos sabem defender seus interesses, mas há brasileiros que preferem defender os interesses dos EUA. (C.N.)

10 thoughts on “Bolsonaro discutirá com Trump um tema delicado: atuação das ONGs na Amazônia

  1. A citação abaixo traduz uma queixa geral e nefasta: Empresas Norteamericanas, quando operam em uma determinada nação, e saem dali forçadas, começam a surgir doenças graves, sobretudo, cânceres, na circunvizinhança. Dizem que os gringos deixam o solo, que os recusou, impregnado de venenos cancerígenos, tais como: Pentaclorofenol (pó da China), Benzopireno dentre outros. Depois a química letal migra para o lençol freático.

    “O Nome da Rosa, de Umberto Eco. Envenenado por um monge beniditino louco, o livro dá início ao caos no monastério italiano do século 14, matando todos os leitores que lambem seus dedos antes de virar as páginas tóxicas”.

    • Enquanto isso, em Nova Zelândia,los hermanos Muçulmanos estão metralhando os seus primos e arqui-inimigos bíblicos. Pode ter sido uma desforra ao ataque de Israel, ontem, sobre a Faixa de Gaza!

  2. As ONGs , principalmente as internacionais se espalharam na Amazona.. São milhares de ONGs, que lá estão por interesses que não são do Brasil.
    Quem tem de resolver os problemas das ONGs que invadiram o Amazonas é o governo do Brasil e não discutir esse assunto com qualquer governo estrangeiro. Discutir o que? Saber a opinião do Trump, é um ato de subserviência.
    Na minha opinião essa visita é para aumentar ainda mais o alinhamento. com os EUA

  3. Não temos de dar satisfação sobre nosso território pra ninguém. Que eles cuidem de seus índios decorativos e que nós possamos cuidar dos nossos, que são milhares e que o façamos com dignidade.

  4. Muitas dessas ONGs são de “missionários” protestantes americanos que estão indo aos montes para a Amazônia com a desculpa de converter os índios, mas na verdade trabalham para o governo americano passando informações da topologia do local e outras cositas mas.

    Aposto que para essas ONGs o presidanto faz e fará vista grossa.

Deixe uma resposta para Nélio Jacob Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *