Bolsonaro desmente ministro e diz que a vacina chinesa “não será comprada” pelo governo

Afirmação foi feita em resposta a um comentário em rede social

Victor Farias e Daniel Gullino
O Globo

Menos de 24 horas após o Ministério da Saúde anunciar que tem a intenção de adquirir 46 milhões de doses da Coronavac, vacina candidata contra Covid-19 do laboratório chinês Sinovac Biotech testada no Brasil pelo Instituto Butantan, o presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quarta-feira, dia 21, que o imunizante contra o novo coronavírus “não será comprado” pelo governo brasileiro.

A mensagem foi publicada em uma rede social, em resposta a um comentário crítico ao anúncio da pasta comandada por Eduardo Pazuello. “Presidente, a China é uma ditadura, não compre essa vacina, por favor. Eu só tenho 17 anos e quero ter um futuro, mas sem interferência da ditadura chinesa”, comentou o usuário, ao que o presidente respondeu: “Não será comprada”.


REGISTRO DA ANVISA – O acordo foi fechado durante reunião do ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, com governadores. A compra só será realizada após a vacina receber um registro da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

A outro usuário que acusou Pazuello de trair o governo ao comprar a vacina chinesa e disse que o presidente “se enganou mais uma vez”, Bolsonaro afirmou que “qualquer coisa publicada, sem qualquer comprovação, vira traição”.

A vacina desenvolvida pelo laboratório chinês sofre críticas de apoiadores do governo que a relacionam ao regime comunista. Além disso, o imunizante é produzido no Brasil em parceria com São Paulo, do governador João Doria (PSDB), ex-aliado de Bolsonaro e vocal crítico da gestão da crise provocada pela pandemia pelo presidente.

OBRIGATORIEDADE – Nesta semana, Bolsonaro afirmou a apoiadores que a vacina contra o novo coronavírus “não será obrigatória e ponto final”, e voltou a criticar o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), que defende a obrigatoriedade da dose.

“O Programa Nacional da Vacinação, incluindo as vacinas obrigatórias, é de 1975. A lei atual incluiu a questão da pandemia. Mas a lei é bem clara e quem define isso é o Ministério da Saúde. O meu ministro da Saúde [Eduardo Pazuello] já disse, claramente, que não será obrigatório esta vacina e ponto final”, enfatizou o presidente.

CORONAVAC – De acordo com a gestão Doria, a Coronavac teve os menores índices de reações em comparação a outros imunizantes contra a Covid-19. O diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, informou que o sintoma mais frequente nos testes com 9 mil voluntários brasileiros foi dor no local da aplicação, relatada por 18% das pessoas testadas.

A primeira fase de testes clínicos da Coronavac no Brasil terminou na sexta-feira (16), apontando pouco mais de 5% de efeitos colaterais entre quem recebeu a vacina.A vacina desenvolvida pelo laboratório chinês sofre críticas de apoiadores do governo que a relacionam ao regime comunista.

Além disso, o imunizante é produzido no Brasil em parceria com São Paulo, do governador João Doria (PSDB), ex-aliado de Bolsonaro e vocal crítico da gestão da crise provocada pela pandemia pelo presidente.

53 thoughts on “Bolsonaro desmente ministro e diz que a vacina chinesa “não será comprada” pelo governo

  1. Tenho sido um crítico veemente do governo Bolsonaro.
    Mas, devo ser justo, se eu não quiser me tornar uma pessoa desequilibrada, ou seja, apenas contrária, independente do que esteja sendo feito de bom e útil nessa administração.

    O presidente errou quando decidiu romper com a mídia da forma como aconteceu, radical.
    Em consequência, seus feitos não são mostrados ao povo, que os descobre por acaso, conforme vi comentários e vídeos no Youtube sem querer.

    Refiro-me à obra que venho postando à exaustão na TI:
    Ferrovia.
    Espetacular a construção da ferrovia Norte-Sul.
    A lamentar a pequena quantidade de trabalhadores, pouco mais de mil, enquanto a construção poderia ter bem mais cidadãos operando nessa esplendida estrada de ferro.

    Os vagões de passageiros são muito bons, com um deles especificamente para cadeirantes!
    As poltronas são confortáveis e os espaços entre elas é excelente, pois cada vagão de passageiros tem duas de um lado e do outro apenas uma.
    O vagão-restaurante é sensacional, com cardápio, mesas, um serviço de qualidade.
    Espero que o povo reconheça o investimento, e preserve esse meio de transporte tão especial.

    https://www.youtube.com/watch?v=1eBCWFsg53s

    Parabéns a Bolsonaro e seu ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas.

    • Caro Bendl,
      abaixo, um link com um pouco da historia da ferrovia Norte-Sul. Acho que o objetivo é transporte de cargas. Essa obra vem de bastante tempo e ainda falta muito para ser concluída. Erramos lá atrás quando priorizamos o transporte rodoviário e abandonamos o ferroviário.

    • O trecho do projeto original da ferrovia Norte Sul foi lançado por J Sarney em 1985! Exceto os discursos nada foi feito. A imprensa chamava a ferrovia de “Plunk Plac Zum” não vai a lugar nenhum.
      Apenas nos governos do PT tal projeto foi tocado e os mais de 1.000 km do trecho então planejado foram concluídos e inaugurados por Dilma. A intenção era que a ferrovia não fosse privatizada para apenas uma operadora e sim consorciada. Temer fez a concessão. No discurso de inauguração Dilma falou que o ideal é que ela chegasse até os pagos, o que agora será feito.

    • A ferrovia NÃO é obra do Bozo!!
      O Coiso só está terminando o que começou à trinta anos atrás!!!
      Não faz mais do que sua obrigação!

    • A ferrovia NÃO é obra do Bozo!!
      O Coiso só está terminando o que começou à trinta anos atrás!!!
      Não faz mais do que sua obrigação!
      Presidente safado!!!

      • Quanto à ferrovia em si, discordo de ti, Magnus, e radicalmente.
        Bolsonaro não deu início à sua construção, verdade, mas vai terminar um bom trecho no seu governo.

        Logo, muito antes de criticá-lo, devemos aplaudir a continuidade de uma ferrovia importante para o escoamento da produção nacional!
        E, por isso mesmo, que esteja fazendo a sua obrigação, palmas.

        Quantos ex-presidentes que nem isso fizeram, as suas obrigações?!

  2. Outro aspecto muito positivo de Bolsonaro:
    As nossas defesas.

    O Brasil se encontrava sem qualquer força de reação, se fosse invadido por qualquer país sul-americano, com exceção do nosso efetivo em militares.

    Hoje, foi com surpresa agradável, que também assisti vários vídeos que mostraram a modernização profunda de 55 caças F5-M, afora os Grippen, que começam a compor a frota de caças, tornando a nossa aeronáutica razoavelmente aparelhada, pois antes só havia asa delta, paraglider, ultraleve, teco-teco …

    https://www.youtube.com/watch?v=Ey2I-vVZdYA

    Mais:
    Também assisti que a nossa indústria naval está com o primeiro submarino nuclear quase pronto!
    A nossa Marinha se desenvolve, assim como a Aeronáutica.

    Parabéns a Bolsonaro!

    • O submarino nuclear e os aviões suecos comprados, com transferência de tecnologia, foram uma ótima coisa. É isso que precisamos: de ter acesso e deter as tecnologias avançadas. Claro, essas coisas trespassam os diferentes governos e deveriam ser praxe: continuidade.

      Abraço, saúde e vida longa.

      • Discordo cordialmente.
        1. O F5 fighter começou a ser fabricado em 1959. É portanto um avião velho! Modernizar um F5 é semelhante a incrementar um Fusca antigo: fica enfeitado, mas é o mesmo carro. A Suiça vai desfazer-se de vinte sete F5. E consta que alguns já foram doados para museus. O F5 antigo ainda usava o missil Sidewinder com detetor de PbS que focava mais nas nuvens e no sol do que no inimigo.
        2. Quanto á tecnlogia tão admirada dos submarinos nucleares, lamento informar que a tecnologia que é transferida para o Brasil não é a dos reatores nucleares, mas o arcabouço para o submarino. As tecnologias, meus caros comrades, têm patentes e não podem ser transferidas sem a permissão dos seus detentores. Se quisermos avançar em tecnologia, é mister formar massa crítica de jovens bem formados e pesquisar, testar, pesquisar. Só assim chegaremos lá.
        3. Mas faço questão de soltar aqui meu grito aflito: investir em artefatos de guerra é desperdício, como é desperdício comprar satélite para detectar queimadas (já existem outros modos baratos). Nós não temos inimigos potenciais poderosos em nossa área e não adianta nada tentar se proteger de grandes potências. O Canada é um bom exemplo: sabendo que não resistiria nem a 1 dia de guerra com os USA, mantêm uma amizade duradoura com o vizinho e explora o seu mercado comercial e financeiro.
        Lembrem-se que eu sou apenas um sapo.

        • Sapo, meu simpático batráquio,

          Lembra a foto de um Monza caindo aos pedaços, enferrujado, interior um caos, estofamentos rasgados … mas, no vidro de trás havia um cartaz:
          Melhor do que andar a pé?

          Ou de um Chevette nas mesmas condições, mas com outro aviso no seu vidro traseiro?
          Tá pago, é meu!

          Pois é.
          Temos 55 caças que, mesmo ultrapassados, dão conta do recado numa possível refrega sul-americana.

          E são rápidos, leves, voam a mais de 2000 km/h, agora equipados com radar, aviônicos, eletrônica moderna, um canhão de proa sofisticado que, somados aos novos Grippen, afora os demais aviões que temos … já não estamos mais tão despreparados como antes.

          Outro detalhe:
          São nossos e estão pagos!

          Abração.
          Saúde e paz.
          Te cuida!

      • Magnus,

        Para de chiliques, parece que queres te rasgar todo.

        Bolsonaro não comprou os caças Grippen, assim como os F5.
        Mas, o presidente levou ao fim e ao cabo a compra dos caças suecos, e modernizou os F5, que agora são os F5-M.

        Não deste a entender quem chamaste de safado, se eu ou Bolsonaro.
        Se foi comigo, ages como um insano, um desclassificado, um sociopata.
        Se querias chamar o presidente de safado porque está cuidando das nossas defesas, investindo um dinheiro em armamentos, lembro que Lula só roubou, e investiu bilhões de reais nele mesmo e no seu partido!

        Te apianas, vivente, te orienta, e deixa de ser uma besta quadrada, ainda mais para quem nunca te fez nada, que é o meu caso.

        • Na verdade, caro Bendl,
          o Brasil já havia pago pelo projeto e a transferência de tecnologia dos caças suecos.
          Quanto à modernização do F5, foi iniciado bem antes. O último entregue foi agora,

          ” A Força Aérea Brasileira (FAB) concluiu em 2013 a modernização de suas 46 aeronaves F-5E/F, que passaram para o padrão F-5E/FM. O motor e célula dos aviões permaneceram os mesmos, mas a sua aviônica (HUD, radar e painel de controle) foram extremamente modificados. Ainda em 2013, outros onze F-5E/F, adquiridos da Real Força Aérea da Jordânia, foram modernizados pela Embraer Defesa e Segurança para a FAB.[6][7]”

  3. Se elogiei Bolsonaro em dois comentários acima, agora é para eu cair de pau em cima dessa decisão absurda, inaceitável, CRIMINOSA, de colocar a ideologia em níveis superiores à vida do povo!

    Curiosamente, os idiotas e imbecis assessores desconsideram o comunismo quando vendemos bilhões de dólares em produtos para os chineses!
    Então risos, palmas, alegrias.

    Comprar a vacina não pode, pois nossos cidadãos poderão se transformar em comunistas!

    Maaaaazzzzzaaaaa récova de jumentos!!!

    • Complicado, querido Bendl…Ontem, caíram de pau em cima do “ministro tapa-buraco” pela compra de uma vacina que ainda está em fase de testes. Hoje, o Bozo é um potencial genocida por “desautorizar” a compra da mesma. Sei lá.. a “imprensa” brasileira adora criar animosidades. Quanto pior, melhor (haja vista o caso do jogador Robinho, execrado pela Globo, antes de ser condenado nas demais instâncias). Vamos aguardar…Um abraço!!

      • Observação: enquanto isso, o Congresso torna-se conivente com o caboclo que enfiou o dinheiro na bunda…enquanto isso, o STF manda soltar criminosos do PCC…E a vida continua!

      • Souzza, meu caro amigo,

        Me perdoa, mas quem adora animosidades é Bolsonaro.

        Desde quando que o presidente tem esse poder de decidir quem vive e quem morre??!!
        Ele prefere o povo brasileiro à mercê da pandemia, que adquirir vacina da China??
        O seu pensamento tacanho, ridiculamente ideológico, deixará de vacinar o povo por que a China é comunista??

        Então temos que deixar de vender os bilhões de dólares de produtos nacionais aos chineses, por uma questão de justiça!
        Mas que raio de critério é esse?

        A extrema-direita é mais importante que a vida do cidadão que teve a infelicidade de nascer nesta republiqueta?
        Bolsonaro se concedeu o poder da vida e da morte do povo?

        • Bendl, a vacina não foi aprovada pela ANVISA, pois ainda está em fase de testes e não há, ainda, comprovação de eficácia. Amigo, é uma discussão inócua, mas para os “carniceiros” de plantão…Um abraço!

          • Meu caro Souzza,

            Perdão, se não me fiz entender.

            Não entrei no mérito, se a vacina tem ou não aprovação de órgãos responsáveis pela sua liberação.

            Opinei sobre a decisão política de Bolsonaro, que afronta a saúde pública com esse seu radicalismo.

            Quanto aos aspectos técnicos, mesmo que tivesse sido aprovada pela Anvisa, o presidente declarou que não a compraria.

            Abração.
            Saúde e paz.
            Te cuida, guri.

          • Perfeito, Souzza, perfeito!

            Ninguém tem poder para decidir sobre a minha saúde.
            Fosse assim, as TSTs deveriam levar milhões de pessoas para as prisões, pois ainda se morre de sífilis!!!

            Concordo com Bolsonaro, que a vacina não será e não deve ser obrigatória.
            A pessoa que arque com as consequências da sua decisão, inclusive e, principalmente, com a saúde alheia!

            Devo ter o direito de ver com desconfiança a vacina, e por vários fatores:
            rapidez na sua elaboração;
            falta de testes;
            mutação do vírus;
            efeitos colaterais;
            eficiência e eficácia.

            Outro abraço, guri.

  4. É importante que respeitemos as pessoas. Falando sério, eu admiro e respeito até as formigas. Ás vezes perco tempo a apreciar os seus movimento desastrados pra frente, pra trás, pros lados. Mas noto que mesmo com essa imprevisibilidade aparente, elas parecem ter um propósito recôndito: – encontrar o ninho ou o alimento.
    No seu Jair Messias sinto o contrário: ele não se movimenta, não tem propósito. Ele parece não ter alegria na vida, não ter um fim para atingir – é só luta, confronto, ódio, sente-se feliz em viver no opróbrio.
    Finalmente, para ser sintético no que digo, aconselho-o a procurar um médico ou um amigo e com eles se consultar. Aposto todos os meus lobos guarás que isso lhe vai ser salutar.

  5. Governantes de republiquetas, que comprarem a vacina chinesa, vão perder o privilégio de baixarem as bocas, no colo de Trump, para fazerem felação!

  6. Briga prá lá de boa,
    De um lado o Bolsonabo, e do outro lado o lobista, ops, o Gestor comunista Prefeito de Paris John John Dorian Grey…

  7. Só na galhofa mesmo.
    Vacina boa mesmo, é a TUBAÍNA…
    Tem q.q buteco RJ…

    Mas, cá prá nós,o patriarca do clã,mais uma vez,botando no colo dos Governadores,Congresso, Judiciário..

    O personagem do Jim Carrey, é debilóide mesmo…

  8. Um ato certo não é igual a um ato errado: um não deve anular o outro.
    Fazer certo é dever. Errar é prejuízo.
    Bolsonaro é diversionista! Assim agem aqueles que, certado de problemas, jogam flores para os lados e distraem os patetas!
    Algum dúvida de que o presidente tem problemas cognitivos?
    O atual ministro da saude, entrou nos trilhos e será atropelado!
    Se a China é tão ruim, parem de vender e receber dinheiro deles!
    Tomara a China descubra uma vacina para burrice!
    Fallavena

    • Voico
      Mudanças radicais demonstram descontrole, desconhecimento ou falta de capacidade de avaliação. O presidente tem feito isto, desde os primórdios de seu governo.
      Quantas vezes falou e corrigiu? Quantas vezes mudou de opinião ao primeiro questionamento?
      Diz e desdiz; faz e desfaz, com facilidade. Isto são ataques de bom senso?
      Votei nele sabendo das deficiências, mas com esperança de que o conjunto conseguisse controlá-lo. Errei eu e milhões de brasileiros que, como eu, não tinha outra opção, a não ser anular o voto e facilitar a manutenção da quadrilha no poder.
      Completar obras que iniciaram em outros governos, são obviedades.
      Bolsonaro chutou quase tudo que prometeu e cometeu atos impensáveis!
      Sempre trabalhei para viver em um país justo com seu povo e com princípios.
      Não tenho agora, o direito de aceitar remendos, acatar desajustes e calar!
      Das tres vacinas que mencionastes, duas são chinesas.Se só elas derem certo, que os malucos da seita do santo-dime fiquem sem se vacinar.
      Enfim, o país é bom demais para ter tanta gente incapaz, sem valores e que aceitam tudo de boa vontade.
      Abraço
      Fallavena

  9. Acho que tem uma vacina ainda mais urgente do que a vacina contra a COVID! É urgente a imunização contra o virus da boçalidade! Principalmente nas redes sociais a infestação de boçais por bytes é absurda ! Estes idiotas bolsominions sinofobos precisam de tratamento psiquiatrico urgente, infelizmente não existe vacina contra boçalidade! .

  10. Quando seu ato individual prejudica a terceiros você terá que se vacinar sim é uma questão de solidariedade e respeito ao outro por isso me vacinarei.Vivemos uma sociedade do individualismo.

  11. Até porque quando você se vacina esta protegendo as pessoas que por indicação médica não pode faze-lo e são muitas.

  12. Foi noticiado recentemente que um rapaz mantinha uma jibóia em sua casa. A cobra parecia inofensiva pois era bem alimentada pelo dono. Essa passividade da víbora o convenceu de que a cobra gostava dele. Final de assunto: um dia ele entrou na jaula da cobra e se ferrou – morreu!
    Lição: não confia em víboras pois elas são irracionais nem no Bozo pelo mesmo motivo.

  13. Não vi nada que me surpreendesse nas obras cantadas e rimadas da ferrovia norte-sul. O reporter nos convida para acompanhá-lo na viagem e o próximo quadaro o mostra no final da viagem!
    O que vi: uma parte da ponte sobre um rio e trabalhos em pedaços da ferrovia.
    Continuo acreditando que o Bozo é nocivo e incapaz. Qualquer presidente com determinação poderia fazer muito mais.

  14. Agradeço ao Dr.Fallavena,que entendeu,e concordou com meu pitaco…

    Não é crivo,o nosso Presidente de todos os Brasileiros,ir contra a pesquisa,a ciência.
    O instituto Butantã, é reconhecido no mundo todo. A China,cedeu ao Butantã a patente,de fabricar a vacina em larga escala.

    Mas,o raio da inveja e, da política rasteira, é uma merda ..
    Na pior das hipóteses,a vacina der certo,o Sr. Bolsonaro divide com o Dória os louros..

    Mas,fazer o quê,homem é um cavalo…
    Dória,quer salvar vidas,eleitores…
    Cavalo quer matar os eleitores…

    Ki.barbaridade….

    Ps: Nem falamos da vacina Russa,que está estágio bem avançado no Paraná…

    Essas vacinas Oxford,J & J, já causaram mortes, está suspensa…

  15. Permuta,amigo.

    A China,cede a tecnologia,o Butantã fica com o custo dessa vacina..

    Mas,vou pedir aos meus arapongas, cópia desse acordo do Dória com os Chineses…

    Bem,como,esses amores platônicos Bozo com o Tomate vermelho made USA.

  16. Freire: Bolsonaro age como “arauto da morte” ao recusar vacina que pode controlar pandemia de Covid-19

    Publicado em21 de outubro de 2020

    Eliziane Gama, líder do Cidadania no Senado, e o apresentador Luciano Huck também criticaram politização da saúde pública

    O presidente nacional do Cidadania, Roberto Freire, criticou a postura do presidente Jair Bolsonaro, que afirmou nesta quarta-feira (21) em suas redes sociais não ter interesse em adquirir vacina produzida pela China e que está sendo testada, já na terceira fase, em São Paulo.

    “Bolsonaro é o arauto da morte. Dela se alimenta. Não importa se a vacina pode nos livrar da Covid. Pra ele, quanto mais brasileiros doentes, com sequelas e mortos, melhor. Pra ele, é política acima de tudo. Pazuello parecia render-se ao bom senso, mas o chefe é o insano de sempre”, apontou.

    Freire disse, ainda, ver na recusa de uma vacina que poderia salvar vidas mais um motivo para um eventual impeachment de Bolsonaro. “Ele se revela um criminoso nesse episódio do cancelamento, por pura politicagem, do convênio assinado pelo seu ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, com o Instituto Butantan e governadores dos Estados para a produção de uma vacina”, sustentou.

    Após pressão de Bolsonaro, o Ministério da Saúde, que havia encaminhado ofício ao Butantan manifestando intenção em adquirir 46 milhões de doses da Sinovac, afirmou hoje que “não há intenção de compra de vacinas chinesas”.

    A líder do Cidadania no Senado, Eliziane Gama, também mostrou indignação em sua conta no Twitter.

    “A decisão de desautorizar o Ministério da Saúde a comprar a vacina chinesa contra o Coronavírus beira a estupidez. Desprezar uma vacina eficaz apenas em razão do país que a produz é menosprezar a vida. Queremos a cura da doença. Politizar saúde pública é irresponsabilidade”, acusou.

    Também no Twitter, o apresentador Luciano Huck afirmou que o que interessa é salvar vidas e a melhor forma de fazer isso é ouvindo a ciência.

    “Quem não quer ver todos nós protegidos contra a Covid19? Todos vacinados e a vida voltando a ser como era antes. Vencer o virus é prioridade agora. Brigas políticas, negacionismos, paixões ideológicas, xenofobias e afins não devem se sobrepor à ciência neste momento”, argumentou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *