Bolsonaro diz que “está muito bem” e deverá fazer novo exame de Covid nesta terça-feira

Bolsonaro voltou a dizer que foi medicado com hidroxicloroquina

Deu no O Globo

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta segunda-feira, dia 13, que deve realizar um novo exame para saber se continua com o novo coronavírus nesta terça-feira, uma semana depois de ser diagnosticado com a Covid-19. Se estiver “tudo bem”, Bolsonaro disse que voltará ao trabalho.

“Amanhã (terça-feira) está previsto, não sei se vai se confirmar, um novo exame, e se estiver tudo bem, a gente volta ao trabalho. Caso contrário, espera mais alguns dias” declarou, em entrevista por telefone à CNN Brasil. Questionado sobre o seu estado de saúde, o presidente disse estar “muito bem” e relatou que só teve “um pequeno problema” na segunda-feira passada, “com a temperatura a 38º C, um pouco de mal estar, canseira, um pouco de dor no fundo dos olhos”.

MEDICAÇÃO – Em seguida, voltou a dizer que foi medicado com hidroxicloroquina, medicamento que não teve a eficácia cientificamente comprovada para o tratamento da Covid-19, “devidamente prescrito pelo médico”. “No dia seguinte, já estava bom, como estou até hoje. Hoje de manhã, a gente faz o controle diário… Nós estamos aqui com febre sempre abaixo… temperatura sempre abaixo de 37ºC, saturação, na média, 98%, o sangue tem dado normal também, tanto é que estou alternando agora a coleta de sangue, e aguardo aqui”, contou Bolsonaro.

Segundo o presidente, o exame que deve ser feito nesta terça é do tipo PCR, que identifica o vírus no período em que está ativo a partir de coleta no nariz. “É o mais preciso no momento e a resposta deve sair em poucas horas. E eu aguardo com bastante ansiedade porque eu não aguento essa rotina de ficar dentro de casa, é horrível. No mais, tudo bem. Aqui estamos despachando, por videoconferência o tempo todo, e estamos fazendo o possível aí para não deixar nada acumular nesses dias que eu estou aqui no Alvorada”, declarou.

ASSINTOMÁTICO – Bolsonaro disse ainda que não sentiu perda do paladar, um dos sintomas relatados por pacientes do novo coronavírus e tem almoçado e jantado “sem problemas”. Também afirmou que não sentiu dificuldade para respirar e “gostaria até de dar uma caminhada”, mas foi recomendado a não fazê-lo.

Sobre a rotina de isolamento no Palácio da Alvorada, residência oficial da Presidência da República, ele disse que “raramente” alguém vai despachar presencialmente com ele, e que todos os que estão ao seu lado já tiveram a doença, pelo que ele tem conhecimento, e portanto já têm anticorpos, “apesar dos cuidados que têm com máscara e distanciamento social”.

PROTOCOLOS – “Então aqui tá tudo muito bem conduzido para que eu, em si, não transmita para ninguém, siga os protocolos e aguarde o dia de retornar à atividade normal […] Eu tô num quarto aqui, bastante grande aqui o Palácio da Alvorada, não vou dizer qual é o quarto, né? Mas tem um quarto que é só meu aqui, eu tô sozinho lá quando eu não estou despachando”, comentou o presidente.

Ao ser indagado se acha que já volta à rotina normal na semana que vem, ele disse que, pelo que está se sentindo, sim, mas que obviamente tem que saber se ainda tem o vírus, já que, se voltar, pode transmitir para alguém. “Então, enquanto não estiver livre do vírus, eu continuo aqui”, concluiu Bolsonaro.

10 thoughts on “Bolsonaro diz que “está muito bem” e deverá fazer novo exame de Covid nesta terça-feira

  1. Se todo brasileiro tivesse acompanhamento médico neste nível, seria “mole” não se preocupar muito com as normas de segurança orientadas pelos especialistas.

  2. Engana-se quem pensa que Bolsonaro desistiu do golpe militar. É que, em vez de golpear, agora ele vai tentar picotar, de maneira insidiosa. Acompanhei a ditadura militar, já no seu ocaso. Mas ainda lembro que os setores das comunicações, mineração, energias elétrica e nuclear, transporte e construção de estrada; apresentavam um arcabouço militarizado. Eletricistas, em posição de sentido, batendo continência para oficiais da FFAA, graduados das Concessionárias de Energia Elétrica.
    Notem que, em plena crise econômico-financeira, Bolsonaro, recentemente, encontrou rubrica para reajustar os soldos dos militares.
    A tática que o capitão está aplicando agora: é a de encharcar as instituições por militares. Onde não couber os radicais fardados, ele vai preenchendo com radicais à paisana: tais como juízes, delegados, pastores etc. E esse mesmo critério, com núcleo duro, ele vai formatando, igualmente, na sua base de apoio, no Congresso Nacional. A propósito, o seu mais recente “tijolo” dessa muralha foi o deputado federal Aluizio Mendes, vice-lider de um dos partidos da coalizão bolsonarista. Quem é Aluizio? Agente da PF e ex-secretário de segurança pública, no governo Roseana Sarney.
    Funcionários do INPE e doutros órgãos de controle e monitoramento da Amazônia queixam-se que já foram “engolidos” pela formatação miltaresca à qual aquelas entidades foram submetidas. Enfim, há dois modos de deformar a forma: agindo diretamente nela, ou alterando o seu conteúdo sólido ou núcleo duro. Estratocracia Bolsonariana!

  3. O vírus que esse cara contraiu, foi o QMQLB171.

    Ou seja: QUE MENTIRA QUE LOROTA BOA.

    Ele já contraiu o virus lá atrás. Definitivamente um perturbado mental!
    Agora é o show da mentira, como sempre.
    Como pode não ter contagiado ninguém neste período?
    Nem dentro de sua casa?
    A michelle, os empregados, as pessoas mais próximas?
    Caraca! Ninguém?
    Como isso é possível? É um caso inédito.
    Tudo muito estranho… como tudo que parte desse sujeito.
    Sempre digo que absolutamente tudo que envolve a vida deste idiota, é enrolado, nada é simples. Nem numa suposta doença.
    Não tem mais jeito, o curandeiro da república dos cocos, tem que ser “saído” pra ontem!!
    O brasil não aguenta mais essa mente deformada.
    Vai acabar com o país!

    Sim! Eu defequei na urna!
    Cordialmente.

  4. Ele está bem, como aliás nunca esteve em toda a sua vida, à moda marajá da república 171. O problema é povo brasileiro que está muito mal, como nunca antes visto na história deste país, sendo esse o paradoxo que precisa ser resolvido com urgência urgentíssima.

  5. E quem está ligando pro fato do palhaço do planalto estar bem ou não? Tanto pior para o Brasil quqnto melhor ele estiver.
    Ele deve estar acreditando que alguém, com um mínimo de dois neurônios, esteja acreditando que ele está de fato infectado. Somente um zumbi pode estar covid19-infectado sem apresentar nenhum sintoma, não infectar nenhum famigliar nem precisar baixar a um hospital. Um exame falso é a coisa mais fácil de se conseguir.

    Vade retro, mitômano!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *