Bolsonaro é o principal difusor de ‘fake news’ no Brasil, diz diretor do Mediapart

edwy plenel

Plenel lamenta que seu site tenha sido utilizado para “fake news”

Deu no Estadão

Em entrevista exclusiva à Radio França Internacional, divulgada em português nesta quarta-feira, dia 13, o fundador e diretor do site francês Mediapart, Edwy Plenel, afirma que o post publicado pelo cineasta belga-marroquino Jawad Rhalib contra a jornalista do Estado, Constança Rezende, “é uma mentira” da extrema direita brasileira.  “Esse post veiculou uma notícia falsa e ele foi instrumentalizado contra o livre trabalho dos jornalistas, contra o trabalho necessário de investigação dos jornalistas, pela direita e a extrema direita atualmente no poder no Brasil”, disse à RFI.

Plenel afirma também que o presidente da República, Jair Bolsonaro, é “o primeiro difusor de fake news” atualmente no Brasil, porque o presidente compartilhou em sua rede social o áudio publicado pelo portal “Terça Livre” com a tradução para o português, destacando a frase “Querem derrubar o governo, com chantagens, desinformações e vazamentos”.

PODEROSOS – Plenel defende que “o principal veiculador de fake news não é o povo: são os poderosos”. O diretor do Mediapart também atacou o conteúdo do blog do documentarista e blogueiro belga Jawad Rhalib, responsável pela primeira divulgação dos áudios em inglês da conversa de Constança Rezende com um suposto estudante.

“Mais uma vez, o que ele fez não é jornalismo. O que ele publica é uma opinião. Uma notícia tem enquadramento, é verificada e com fontes. Então, o que ele afirma é falso. As gravações que ele obteve não estão em condições de se enquadrar na prática correta do jornalismo. Eu não acho que esse senhor seja um jornalista. Não é porque ele se declara jornalista que ele é jornalista. Ele é conhecido apenas como um cineasta, documentarista, que tem uma produtora na Bélgica”, defendeu.

SOLIDARIEDADE – Na segunda-feira, dia 11, o perfil do Mediapart no Twitter se posicionou em solidariedade à repórter do Estado e disse que as informações publicadas eram falsas. No dia seguinte, o texto do blog de Rhalib foi retirado do ar, mas mantido em um arquivo em PDF anexado com o post de esclarecimento do site, em razão da polêmica. 

Ao esclarecer a medida, Plenel explicou que não é possível ter controle do conteúdo publicado no espaço de opinião do Mediapart. Segundo ele, há mais de dois mil blogs ativos, e por causa disso a “moderação é a posteriori, porque respeitamos profundamente a liberdade de expressão, até por parte de pessoas que não pensam como nós. Não somos censores”, justificou.

DESRESPEITO – A exclusão do post foi feita após denúncia de desrespeito das regras de participação no site. O diretor do Mediapart afirmou que, caso Rhalib insista na veiculação de informações falsas, terá o blog permanentemente suspenso da plataforma.

Pessoalmente, Plenel expressou solidariedade à repórter do Estado, Constança Rezende, repetindo o posicionamento oficial do Mediapart. “Ela fez apenas seu trabalho de jornalista. É legítimo investigar sobre casos de corrupção, de falta de moral pública e de princípios democráticos”, avalia.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOGO pior é que Constança Rezende continue a ser acusada pelos “bolsonetes”, embora ela não tenha tido acesso ao relatório da Coaf nem ter sido a autora da primeira matéria denunciando o ex-assessor Fabricio Queiroz e o então deputado Flávio Bolsonaro. A matéria original foi feita por Fábio Serapião, em Brasília. (C.N.)

34 thoughts on “Bolsonaro é o principal difusor de ‘fake news’ no Brasil, diz diretor do Mediapart

      • Genio do papo furado!
        Adorador tambem dos australianos, culpados do desastre da Samarco que ate noje nao indenizaram as familias atingidas….
        Fomentador de gringo safado!
        Apoiando um governo de bituta desgringolado…

      • Essa sua mensagem apenas passa uma opinião sentimental, o que é um direito seu.
        Não obstante, nem por isso o desqualificarei como mensageiro, coisa que todos somos, por não ter mensagens melhores. Eu sei que vc as tem, mas a afetação emocional o está impedindo de nos agraciar com elas.
        Pense bem.
        Não seja mau com este mensageiro que te quer bem.

  1. “Em números absolutos, o campeão de candidatas aparentemente de fachada é o PSOL. Conforme o levantamento, o partido registrou 45 candidatas nessa condição em 2018 – 27% do total de mulheres que concorreram pela legenda. Em seguida, aparecem empatados o PROS (com 30) e PSC, PSL e Podemos (com 21 laranjas cada).”
    Leia mais em: https://www.gazetadopovo.com.br/politica/republica/20-partidos-teriam-lancado-300-candidatas-laranjas-a-camara-diz-estudo-es1t5ccsgjo1hkeru2xk2zz9t/#ancora-1
    Copyright © 2019, Gazeta do Povo. Todos os direitos reservados.

  2. Por que esta Mer…. Não se preocupar com seu país. Há muito tempo a França é um exemplo de governos corruptos. Por favor, não use mais a expressão bolsonarete. Respeita as pessoas que deram um voto de confiança a ele.

  3. Não adianta o corporativismo insistir. Está gravado.

    É só ver a íntegra da gravação do diálogo de Constança “Because” Rezende com seu interlocutor.

    A hegemonia do rádio-jornais-TV acabou. A internet desmascara a militância dos jornais antes que ela consiga produzir outra fake.

    O Neummane já entendeu isso. Por isso migrou para o Youtube. Só que, como ainda é funcionário do Estadão, põe um pé no acelerador e outro no freio.

    O Diogo Mainard, funcionário da Globo, arruinou o Antagonista porque não pode contrariar a “deusa”.

    É uma revolução que estamos vendo. E a Bastilha é a velha mídia. Só que quando ela ela cair, em vez de presos, sairão ratos!

  4. Estamos aguardando que a ilustre jornalista e o Estadão anunciem o processo criminal e cível contra o presidente Jair Bolsonaro, o Terça Livre e o jornalista Belga que gravou a suposta conversa do “Because”.

    O depoimento deste sujeito da Mediapart nada vale, pois é apenas um hospedeiro do site do jornalista Belga.

    Estamos aguardando o processo dos “caluniados”.

    Tic Tac Tic Tac.

  5. Enquanto discutimos fofocas:
    “781
    O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes decidiu suspender nesta sexta-feira o acordo entre a força-tarefa da Operação Lava Jato e o governo dos Estados Unidos para ressarcimento dos prejuízos causados a investidores norte-americanos em casos de corrupção da Petrobras, informou Agência Brasil.”

  6. Caro CN … lá vai um link com todas as informações … inclusive sobre o Sr. Plenel … https://www.tercalivre.com.br/onde-vai-a-imprensa-a-indigesta-pergunta-de-jawad-rhalib/ … Giovani
    14 de março de 2019 às 10:42
    Numa rápida pesquisa na internet :
    O Mediapart é um jornal de investigação e opinião on-line francês independente, criado em 2008 por Edwy Plenel que ainda é um de seus redatores.
    Edwy Plene é um jornalista francês de orientação trotskista que na década de 1970 foi o primeiro jornalista do Rouge , o semanário da Liga Comunista Revolucionária (LCR). Foi também ex-editor-chefe do Le Monde.

    Parece que o artigo do Jawad Rhalib foi publicado “por descuido” e a declaração posterior da Mediapart faz parte de uma “solidariedade corporativa universal” !

    Guilherme Galvão VillaniGuilherme Galvão Villani
    15 de março de 2019 às 16:08
    Sim Giovani, o Diretor do Mediapart é EDwy Plenel é um esquerdista trotskista. Segue um artigo sobre ele:

    https://www.heitordepaola.com/imprimir_materia.asp?id_materia=3591

    Achei essa crítica a ele feita no próprio site do Mediapart.

    https://blogs.mediapart.fr/reflexions-dun-loser-volontaire/blog/100119/edwy-plenel-ou-le-retour-de-trotsky

    https://www.connexionfrance.com/Archive/The-man-behind-Mediapart

    https://www.independent.co.uk/news/world/europe/edwy-plenel-is-the-journalist-detested-by-politicians-and-colleagues-alike-the-most-hated-man-in-8588747.html
    … … …
    Está muito interessante este debate KKK

    Porém, quem convence é o Espírito Santo RUAHHH

    • Bem lembrado, Lionço, mas note que esta não foi a primeira matéria, cujo autor chama-se Fábio Serapião, de Brasília. A Constança Rezende entrou no assunto subsidiariamente, para apurar o caso aqui no Rio, mas o relatório do COAF foi obtido por Serapião, conforme já expliquei aqui várias vezes, mas os bolsonetes (fanáticos tipo olavetes) se recusam a ler e entender.

      Abs.

      CN

      • Caro CN … Obrigado pela explicação.

        Não pretendo prejudicar ninguém … só estou procurando a VERDADE!!!

        Acontece que já fui prejudicado severamente pela mídia … uma vez indiretamente e outra diretamente.

        Um apertão de mão.

    • Não adianta tentar deturpar, para ocultar o crime.
      O áudio com a voz de Constança Rezende é muito claro, ela não disse que recebeu “diretamente” do COAF, mas sim que estava de “posse” dos documentos sigilosos do COAF.

      Ela é uma das receptoras do material, obtido de forma ilegal (criminosa).

      Portanto, tem participação também nessa ilegalidade.

  7. Baton na cueca, Newton… tentar desqualificar quem entendeu a confissão ESPONTÂNEA da jornalista de que a grande mídia brasileira conspira diuturnamente contra o presidente recém eleito, não condiz com sua biografia, meu caro. Não houve desmentido quanto a autenticidade do audio, de certo que a prova deve ser inconteste. A midia e o STF (golpe na Lava Jato) estão abusando… Não custa lembrar que basta um Soldado e um Cabo…

Deixe uma resposta para Alex Cardoso Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *