Bolsonaro é o único candidato que ameaça derrotar Lula, segundo pesquisa

Imagem relacionada

Bolsonaro comemora sua subida nas pesquisas

Guilherme Venaglia
Veja

Condenado em julho a nove anos e seis meses de prisão pelo juiz Sergio Moro, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) segue liderando todos os cenários em que é citado para as eleições de 2018, segundo pesquisa CNT/MDA, divulgada nesta terça-feira pela Confederação Nacional de Transportes (CNT). Nas três simulações feitas para o primeiro turno, o ex-presidente oscila pouco, entre 32% e 32,7% das intenções de voto. Em segundo lugar, dispara o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ), que em fevereiro estava entre a terceira e quarta posição e viu seu apoio aumentar de cerca de 11% para mais de 18% nos três cenários.

Antes vice-líder, a ex-senadora Marina Silva (Rede) aparece em terceiro lugar em todos os cenários. A diferença entre as simulações fica por conta do candidato escolhido para representar o PSDB: muito atrás dos correligionários, o senador Aécio Neves (MG) seria a escolha de apenas 3,2% dos eleitores, enquanto o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, e o prefeito paulistano, João Doria, têm 9,4% e 8,7%.

CIRO E AÉCIO – Outro candidato pesquisado, o ex-governador do Ceará Ciro Gomes (PDT) fica em quarto no cenário que inclui Aécio e em quinto caso enfrente Alckmin ou Doria, com intenções de voto que vão de 4,6 a 5,3%.

No cenário de pesquisa espontânea, em que não é apresentada uma lista de candidatos ao eleitor, Lula lidera com 20,2% das intenções de voto e Jair Bolsonaro, 10,9%. Citado de forma espontânea pela primeira vez, João Doria vem em terceiro, mas distante dos dois primeiros, com 2,4%. Na sequência, Marina Silva tem 1,5%; Geraldo Alckmin e Ciro Gomes, 1,2%; o senador Álvaro Dias (Podemos), 1,0%; o presidente Michel Temer (PMDB), 0,4%; e Aécio Neves, 0,3%. Do total, 37% se disseram indecisos, brancos e nulos somam 21,2% e outros são 2,0%. A pesquisa ouviu 2.002 e tem margem de erro de 2,2% para mais ou para menos.

REJEIÇÃO – Nas simulações de um enfrentamento em segundo turno, o ex-presidente Lula se daria melhor contra os cinco adversários pesquisados, sendo que Bolsonaro, com 28,5%, é o que chegaria mais perto dele, com 40,5% no cenário. O deputado do PSC superaria todos os nomes do PSDB, mas perderia para Marina Silva, que também se dá melhor contra os tucanos.

Abalado pela delação da JBS, que chegou a afastá-lo do mandato no Senado, Aécio Neves é o nome mais rejeitado entre todos os pesquisados, com 69,5% de pessoas que disseram que não votariam nele de jeito nenhum. Ciro Gomes, Geraldo Alckmin, Marina Silva e Lula também têm rejeição acima de 50%.

DÓRIA E BOLSONARO – Apesar de também terem rejeição alta, ultrapassando 40% do eleitorado pesquisado, João Doria e Jair Bolsonaro são os que menos têm reações negativas entre os pesquisados.

O deputado conta com 45,4% de eleitores que não considerariam votar nele, ante 42,9% do prefeito paulistano. De acordo com a análise da CNT, o fato de Doria ter rejeição em patamar semelhante ao de outros possíveis candidatos é um sinal de que ele “passou a ser percebido como um político comum” pelos eleitores.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
É uma pesquisa fantasiosa, nada tem a ver com a realidade, porque inclui dois pretendentes que não estão na disputa. Nem Lula nem Aécio podem ser listados, tira totalmente a seriedade da pesquisa. De toda forma, deve ser levada em conta a ascensão de Bolsonaro, um candidato que tem chances, sem dúvida, mas é do tipo autocarburante e pode pegar fogo sozinho. (C.N.)

15 thoughts on “Bolsonaro é o único candidato que ameaça derrotar Lula, segundo pesquisa

    • Calma, Dona Mara, a Rede Globells está ai para “exterminá-lo” a qualquer momento.
      È só aguardar…
      A “Casa Grande” tem outros candidatos, digamos assim, um poquinho mais “nobres”.

  1. Conheço duas definições de Estatística que não são citadas nos compêndios de Matemática:
    1- A Estatística é uma mentira matemática;
    2- A Estatística é a prostituta das matemáticas.
    Gosto mais da segunda; pagando, consegue-se qualquer coisa.

    • A partir do momento em que “pagando consegue-se qualquer coisa, então já não é mais Estatística: é uma ZONA, como zona é o que você pensar em quase tudo na política dessa nossa PINDORAMA.

  2. Bolsonaro, um candidato que tem chances, sem dúvida, mas é do tipo autocarburante e pode pegar fogo sozinho. (C.N.)

    Sr. Newton, ou a REde Globells, pode dar um jeitinho nele..

  3. Embora Bolsonaro não disponha desses engodos eleitoreiros: bolsa família, financiamento de organizações criminosas, FIES, benefícios previdenciários e empréstimos bancários para lesar o Cofre Público, ainda assim, ele representa uma arma de vingança para grande parte da população brasileira. Outra “desvantagem” que deve ser reconhecida por todos: ele é um homem de palavras diretas e de pouquíssimo efeito maquiavélico. Isso não é bom, nós fomos, durante décadas, embalados por discursos deleitantes e arrebatadores; papos que, em um passe de mágica, traziam todas as soluções aos nossos pés.
    Importa ressaltar, outrossim, que o crescimento do Jair Bolsonaro na preferência popular, servirá também para acalmar os quartéis. Pois, à medida que os militares se sentirem seguro de que têm um colega com chances reais de chagar à presidência, mais a tropa vai esvaziando o ímpeto de tomar o poder pela força. Aí Bolsonaro surgirá como um meio termo, para agradar a gregos e troianos. -Que não seja mais cavalo-de-Tróia.

    • Por falar nas Dorianas, a famosa Cracolândia que o Prefeito Virtual Viajante disse que tinha acabada , parece que não é bem assim, agora voltou com tudo…..
      Aos poucos a farsa Doriana vai sendo desmontada…..
      Para desespero da Tropinha de Choque

  4. A nota da redação do Blog, resumiu corretamente: é uma pesquisa fantasiosa.
    Eu fico pensando, o que leva um povo a colocar o Lula na frente das pesquisas para presidente. Lula é réu em 7 processos, desde o início de seu governo, com a descoberta do mensalão, seu nome é sempre citado como envolvido em corrupção. Enquanto . o Michel Temer, que está sendo investigado, mas ainda não é réu e, não deve ter cometido nem 10% dos crimes do Lula e, mal ou bem, está tirando o Brasil do buraco profundo deixado pelo PT (Lula), só tem o índice de popularidade de um dígito.
    Que povo, que pesquisa é essa?.

  5. Quando leio esses dados, além de não acreditar na honestidade, que pode começar na escolha do entrevistado e acabar com manipulações matemáticas, penso logo nas rejeições. Acho que analistas não dão a devida importância a elas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *