Bolsonaro enfim fala em possível mudança na inflacionária política de preços da Petrobras

Iotti: novo aumento da gasolina | GZH

Charge do Iotti (Gaúcha/Zero Hora)

Flávia Said
Metrópoles

O presidente Jair Bolsonaro (PL) disse, nesta quarta-feira (22/6), que o novo conselho da Petrobras pode mudar a política do Preço de Paridade de Importação (PPI) , que atrela o custo dos combustíveis no Brasil ao valor do barril do petróleo e ao dólar. A medida foi adotada na gestão Michel Temer (MDB) e é defendida pela equipe econômica de Bolsonaro.

“É uma empresa que é pública e privada, é as duas coisas. Então, eu não mando lá. Fizeram uma regulamentação própria no governo Temer para estancar a hemorragia da roubalheira dos governos Dilma e Lula. (…) Foi feito lá um acerto e o estatuto da Petrobras criou a tal PPI, paridade de preços internacionais, que no meu entender já cumpriu o seu papel. É igual a um torniquete, você faz ali, quando acaba a hemorragia, você tem que afrouxar”, iniciou Bolsonaro em entrevista à rádio Itatiaia.

PARIDADE DE IMPORTAÇÃO – Além de o preço da própria Petrobras, o preço da gasolina no Brasil também sofre incidência da carga tributária. ICMS, Cide, PIS/Pasep e Confis, por exemplo, são alguns dos impostos que ajudam a determinar o preço do combustível.

Desde 2016, a estatal adota a política de Preços de Paridade de Importação (PPI), que alia o valor do petróleo nas refinarias ao preço do produto em dólares no mercado internacional.

A controvérsia é que, segundo Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), o Brasil produz, por dia, cerca de 3 milhões de barris de petróleo. O que seria mais que o suficiente para o consumo de derivados no país, se não fosse por alguns detalhes necessários para tornar o produto “utilizável”.

MISTURA NO REFINO – Segundo especialistas, o Brasil é excelente em extração, não no refino. Além disso, existem petróleos pesados e outros chamados de leves. Essa composição é que vai definir qual é o ideal para produzir a gasolina, o diesel ou outro derivado do óleo bruto.

Portanto, apesar da boa produção, nossas refinarias não conseguem abastecer o mercado interno. Então, continuamos importando combustíveis e vendendo o excesso de petróleo bruto que não damos conta de refinar.

O presidente afirmou que não há justificativa para que os aumentos nos preços sejam repassados imediatamente ao consumidor brasileiro. “Apesar do estatuto da Petrobras falar em PPI, a periodicidade do mesmo é um ano. Então, não precisa subir imediatamente.”

MUDAR A DIRETORIA – Sobre a aprovação dos novos nomes indicados pelo governo, Bolsonaro disse que o conselho da empresa “tem relutado”. Se tiver o nome aprovado, o novo presidente deverá mudar toda a diretoria da Petrobras, segundo ele.

“Qual a lógica desse novo presidente da Petrobras? Obviamente ele vai trocar seus diretores. Eu não posso ser eleito presidente, tomar posse e não trocar os ministros”, afirmou o titular do Palácio do Planalto. “Esses novos [diretores] vão dar uma nova dinâmica, estudar questão da PPI. Se for o caso, o próprio conselho muda a PPI”, continuou.

O Comitê) da Petrobras recebeu, na terça-feira (21/6), a documentação para análise do nome de Caio Mario Paes de Andrade, indicado pelo governo ao comando companhia. Na segunda-feira (20/6), o então presidente José Mauro Coelho cedeu a pressões políticas e pediu demissão. Paes de Andrade foi o quarto nome indicado por Bolsonaro para assumir a petroleira. Para assumir o cargo efetivamente, ele precisa passar por checagem de currículo. Ao final, a assembleia dos acionistas tem que chanceler a indicação.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG –
O Brasil tem um belo parque de refino e produz o melhor óleo combustível do mundo. A Área Internacional (importação e exportação) precisa de uma limpeza com alvejantes, para diminuir a corrupção. Não há rigorosa fiscalização nesse setor, que enriqueceu Shigeaki Ueki (chamado de “Japonezinho do Geisel”, era ministro de Minas e Energia e preferiu presidir a Petrobras). Com pequenos acertos, tudo se normaliza facilmente. Mas no momento, quem manda são os que escaparam da Lava Jato. O resto é folclore. (C.N.)

6 thoughts on “Bolsonaro enfim fala em possível mudança na inflacionária política de preços da Petrobras

  1. Na verdade,Carlos Newton,um dos defeitos de Bolsonaro Zero Zero,é não se antecipar aos fatos.

    Custava no início do governo em 2019, de analisar
    essas regulamentações de Temer e corrigir essa política equivocada e altamente impactante na inflação de preços?

  2. Isso é o que se pode chamar de promiscuidade: Jair Bolsonaro participa de jantar em homenagem a Gilmar Mendes (oantagonista). Eles se merecem.

  3. Estamos fritos em pouca banha.
    Todos sabem que temos falta de refinarias.
    Porque a Petrobrás vendeu a Refinaria da Bahia?
    Porque a iniciativa privada não constrói suas próprias refinarias?
    Porque não concluem o complexo de Itaboraí?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.