Bolsonaro entrou no poder pela porta da frente, mas vai sair pela porta dos fundos

Bolsonaro escolhe desembargador do TRF-1 Kassio Nunes para o Supremo, mas nome sofre resistências – Money Times

Bolsonaro devia se aconselhar com o presidente do Banco Central

Carlos Newton

Parece que eles venceram, porque conseguiram emplacar no Supremo mais um advogado sem notório saber nem reputação ilibada, que foi capaz de fraudar o próprio currículo. Como esse fato se tornou público, sua reputação não tem o valor de uma nota de três dólares. Seu saber também não é notório. Na verdade, a única justificativa para a nomeação é de que se trata de um advogado a serviço dos corruptos do Centrão, seja sob governo de Dilma Rousseff ou de Jair Bolsonaro, isso não tem a menor importância. O que vale é servir ao Centrão, garantir a impunidade.

É verdade, parece que eles venceram, mas a realidade política é muito mais criativa do que esses conchavos de bastidores, essas negociatas de pessoas nefastas que agem debaixo dos panos, como se dizia antigamente.

ESPÍRITO ALTIVO – As pessoas de bem não podem desanimar. É preciso manter o espírito altivo e confiar nessa nova geração que criou a Lava Jato e emparedou a corrupção, lutando o bom combate citado pelo Apóstolo Paulo. A reação dessa gente imunda desde sempre já era esperada. É preciso saber enfrentá-la.

Bolsonaro poderia ser um presidente a entrar na História pela porta da frente. Mas está destinado a sair pela porta dos fundos, sorrateiramente, como Lula no final de 2012, fugindo da imprensa internacional em Barcelona, escapando pela lavanderia do hotel junto com dona Marisa Letícia.

Este é o futuro que está destinado a Bolsonaro, por ter trocado de lado e se unido ao que há de pior no Congresso e no Judiciário desse país. Para salvar os filhos e garantir um novo mandato, não se importa com a própria biografia. Apenas vive o momento.

PODIA SER DIFERENTE – O presidente poderia ter cumprido a antiga promessa de nomear um jurista terrivelmente evangélico. Mas preferiu um tremendamente amoldável, que antes era petista e agora virou bolsonarista, porém mais à frente pode mudar de lado, de acordo com os interesses do Centrão.

Quinto país do mundo em extensão, sexto em população e que ainda está entre as dez maiores economias, o Brasil é importante demais para passar desapercebido. Tudo o que acontece aqui repercute no exterior.

O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, adverte que a credibilidade da política econômica está arranhada, que a fragilidade fiscal contribui para desvalorizar o real e que o País já perde fluxo de capitais por conta das políticas ambientais. Mas quem se interessa?

###
P.S.
É preciso entender que o Brasil é um país superglobalizado, não pode mais ser uma ilha, diria o utópico filósofo Thomas Morus. Entre as 500 maiores multinacionais, pelo menos 400 estão instaladas no Brasil. A imagem do país no exterior deve ser preservada a qualquer custo. O presidente Bolsonaro e seu chanceler parecem dispostos a destruí-la, mas não conseguirão. Estão no poder apenas de passagem e não tardam a ser esquecidos. O Brasil é muito maior do que eles. (C.N.)

20 thoughts on “Bolsonaro entrou no poder pela porta da frente, mas vai sair pela porta dos fundos

  1. Bom dia ! Como é tosco e não tem a viscosidade de um Lula da Silva, é possível até que pegue uma cana quando sair do planalto. Ficasse só “comendo gente” estaria “de boa“ pois essa “rachadinha” não dá xadrez! Alpinistas sociais ele e sua prole. Lambe botas do Trump. No final do mandato estará tão desmoralizado que não conseguirá comandar a sonhada revolta dos PMs. Lembrem-se sempre de Sobral! Tudo é possível quando se dá poder a um tosco destrambelhado cercado de imbecís inúteis!

    • Caro editor. Está ficando difícil não desanimar.
      Está última do descarte da vacina coronavac, parceria do Instituto Butantã com uma multinacional chinesa, de comprovada eficácia, melhor do que a da Universidade Oxford, foi um tiro no nosso pé.
      Tudo pela reeleição e pela disputa política com o governador Dória, outro tosco também.
      O país caminha igual caranguejo, para trás, rumo ao período medieval.
      Todo dia tem notícia ruim.
      O Paulo Guedes só fala para prejudicar o contribuinte e os trabalhadores, o Congresso,vesse o pior da história, o dinheiro na cueca é brincadeirinha diante do mal, que está provocando e o Judiciário, sempre de braços dados com o poder.
      Triste e desanimador.

  2. Mudou de lado? Sempre esteve desse mesmo lado: centrão, corrupção, incompetência, despreparo, boçalidade etc. Enganou os incautos surfando na onda da lava-jato.

  3. Assim como os usuários de drogas, que financiam a violência praticada pelo comércio clandestino das substâncias, não podem reclamar depois da criminalidade da qual participam. Os que “emparedaram”, o Bolsonaro, principalmente a imprensa, também não podem reclamar as consequências das medidas tomadas por ele.
    O “centrão”, foi a sua “tábua de salvação”, agora é conviver com o que resultou da tal perseguição.
    Se o tivessem deixado governar normalmente, certamente agora estaríamos assistindo o Sergio Moro se nomeado ministro do supremo.
    Atiraram no que viram, e acertaram o que não viram. Que sirva de exemplo.

  4. Mas você é e continuará sendo um idiota útil que não tem coragem sequer de assinar o nome verdadeiro. SE AS DROGAS FOSSEM LIBERADAS COMO O ÁLCOOL É, O USUÁRIO NÃO FINANCIARIA A CRIMINALIDADE SEU IMBECIL ! O problema não está no dependente químico seu idiota!

  5. CN, bom dia.
    Muito do que eu ia escrever está acima.
    Mas, temos que ficar atentos pois o clã do jeito que vão as coisas; pode se perpetuar no poder.
    Ele o “tosco” não trocou de lado; nós é que o vimos como nossas “desesperadas esperanças” nos induziram; ele sempre foi isto e tenha certeza que deve ser pior ainda.
    Ele não tem estofo para ficar na história do jeito que pensávamos.
    Não podemos nunca esquecer que o que está aí foi pela traição (mais uma) do Lula e seu PT.
    Não esqueçamos também, que depois que chegou ao poder, o PT, limpou do partido dos impuros, ficando o pior.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *