Bolsonaro erra ao atacar a Folha e dizer que vai cortar as verbas do jornal

Resultado de imagem para william bonner

Bonner defendeu a Folha e Bolsonaro não comentou

Deu na Folha

Durante entrevista ao Jornal Nacional, da Rede Globo, nesta segunda-feira (dia 29), Jair Bolsonaro (PSL) voltou a atacar a Folha e afirmou que “por si só, esse jornal se acabou”. As afirmações de Bolsonaro se deram em resposta a uma pergunta do jornalista William Bonner, apresentador e editor-chefe do Jornal Nacional.

Bonner questionou: “O senhor sempre se declara um defensor da liberdade de imprensa, mas, em determinados momentos, chegou a desejar que um jornal deixasse de existir. Como presidente eleito, o senhor vai continuar defendendo a liberdade da imprensa e a liberdade do cidadão de escolher o que ele quiser ler, o que ele quiser ver e ouvir?”

 “[Sou] totalmente favorável à liberdade de imprensa”, respondeu Bolsonaro. Contudo, disse que há a questão da propaganda oficial de governo, “que é outra coisa”.

CASO DA ASSESSORA – Em seguida, o presidente eleito citou o caso de Walderice dos Santos da Conceição, a Wal, ex-assessora dele na Câmara dos Deputados que vendia açaí e prestava serviços particulares ao deputado federal em Angra dos Reis (RJ), onde ele tem casa de veraneio.

“Aproveito o momento para que nós realmente venhamos fazer justiça aqui no Brasil. Tem uma senhora de nome Walderice, minha funcionária, que trabalhava na Vila Histórica de Mambucaba e tinha uma lojinha de açaí. O jornal Folha de S. Paulo foi lá, nesse dia, 10 de janeiro, e fez uma matéria e a rotulou de forma injusta como “fantasma”. É uma senhora, mulher, negra e pobre. Só que nesse dia 10 de janeiro, segundo boletim “A iniciativa da Câmara”, de 19 de dezembro, ela estava de férias. Então, ações como essa por parte de uma imprensa, que mesmo a gente mostrando a injustiça que cometeu com uma senhora, ao não voltar atrás, logicamente que eu não posso considerar essa imprensa digna”.

SEM RECURSOS – Bolsonaro prosseguiu: “Não quero que [a Folha] acabe. Mas, no que depender de mim, imprensa que se comportar dessa maneira indigna não terá recursos do governo federal”. O presidente eleito, depois, completou: “Por si só esse jornal se acabou”.

Em janeiro deste ano, a Folha revelou que Bolsonaro usava verba da Câmara para pagar Walderice. Ela figurava desde 2003 como funcionária do gabinete do deputado federal, recebendo salário de R$ 1,3 mil ao mês, mas vendia açaí em uma barraca vizinha à casa de veraneio dele em Mambucaba (RJ).

Walderice pediu demissão do gabinete de Bolsonaro após as reportagens da Folha.

OUTRA ACUSAÇÃO – Na sequência da entrevista à Globo, Bolsonaro fez nova acusação contra o jornal. “Inclusive a última matéria, onde eu teria contratado empresas fora do Brasil, via empresários aqui para espalhar mentiras sobre o PT. Uma grande mentira, mais um fake news do jornal Folha de S. Paulo, lamentavelmente”, afirmou.

O presidente eleito disse que a reportagem da Folha o acusa de ter contratado empresas no exterior, por meio de empresários, para enviar mensagens anti-PT por aplicativo. Na verdade, a reportagem publicada no dia 18 de outubro afirma que empresários impulsionaram disparos por WhatsApp contra o PT.

O pagamento por empresas de ações que beneficiem a campanha de um candidato é proibido pela lei eleitoral.

BONNER DEFENDE – Após as afirmações de Bolsonaro, Bonner pediu a palavra e fez um comentário.

“Como editor-chefe do Jornal Nacional, eu tenho um testemunho a fazer. Às vezes, eu mesmo achei que críticas que o jornal Folha de S.Paulo tenha feito ao Jornal Nacional me pareceram injustas. Isso aconteceu algumas vezes. Mas para ser justo do lado de cá, eu preciso dizer que o jornal sempre nos abriu a possibilidade de apresentar a nossa discordância, apresentar os nossos argumentos, aquilo que nós entendíamos ser a verdade.”

O jornalista prosseguiu: “A Folha é um jornal sério, um jornal que cumpre um papel importantíssimo na democracia brasileira. É um papel que a imprensa profissional brasileira desempenha e a Folha faz parte desse grupo da imprensa profissional brasileira”.

Bolsonaro apenas ouviu e não respondeu nada.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
Bolsonaro errou ao pagar uma empregada pessoal com verba da Câmara. Praticamente todos os parlamentares fazem o mesmo, Collor é um dos exemplos mais gritantes, com os serviçais da Casa da Dinda. Os parlamentares alegam que se trata de cabos eleitorais, mas é um procedimento errado. Ao ameaçar cortar verbas de jornal, Bolsonaro erra de novo, demonstra espírito vingativo e falta de grandeza. É lamentável. (C.N.)

82 thoughts on “Bolsonaro erra ao atacar a Folha e dizer que vai cortar as verbas do jornal

  1. *Manifesto de um aluno universitário que não quer ser da esquerda*

    É isso mesmo o que vc leu. Sou aluno de uma universidade pública federal de um Curso de Humanas. Você não sabe o que é isso aqui dentro. Vejo algumas matérias de intolerância, mas nada se compara.

    Aqui tem frase feminista que diz: morte aos machos. Aqui o laicismo é só pra religião cristã, pq as outras religiões e seitas são, inclusive, incentivadas pelos professores.

    Se alguém questionar algo, é o racista e intolerante. Aqui vc tem que fingir que é a favor do PT, caso contrário eles não sentam com vc no refeitório, não pegam o mesmo elevador, ficam lhe xingando, perseguem, falam absurdamente que vc é algum “Ista” só e puramente pq vc não concorda com eles.

    Me diga, cidadão, isso é liberdade de pensamento?

    Tem mais, ele fazem sexo ali na sua frente. Usam o termo hétero como xingamento. Você será um homofóbico se não concordar com eles.

    E os professores. Ah esses são os melhores. Falam do Karl Marx como se ele fosse o Batman. O socialismo é ótimo, não para eles, com carrões, apartamento em área nobre e filhos estudando no repressor Estados Unidos.

    O pior é o que vou relatar agora, que foi o que me motivou a escrever esse manifesto. Os alunos criaram um filtro para o Facebook, no qual eles colocam uma foto e abaixo tem escrito “desaparecido”. Eles dizem que é pra simular como será os perfis se a ditadura voltar. Pois, segundo eles, muitos vão sumir.

    Eu achei isso tão absurdo e cheguei a conclusão de que quem quer a ditadura são eles.

    Você já percebeu que quem mais fala da ditadura é a esquerda? Eles tem um fetiche por esse assunto. Parece até que querem viver isso. Parece que eles têm um desejo de ser herói, mas aquele herói martirizado. Não percebem que estamos em outro tempo. Eles não frequentam as aulas.

    Ganham discussão no grito. Se montam um debate, todos os presentes concordam entre si. Se vc ousar, sugerir pensar algo diferente. Tá frito, amigo.

    Querem dar aula de história sobre o Facismo. Daí quando vc fala que o Facismo surgiu com a esquerda eles gritam, esbravejam, mas nada de argumento.

    Não leem nem o nome do ônibus, decoram o número.

    Eles têm um desejo de ser diferente. 3 meses depois que entra um aluno na faculdade, ele já se veste, fala, se comporta igual aos outros. Cópias que repetem o mesmo discurso.

    Falam que sofrem repressão. Daí quando vc vai analisar o caso, na verdade ele transgrediu uma regra civil, foi punido e acha que ainda sofreu abuso.

    Isso que vi são, apenas, 6 meses de universidade.

    Precisamos urgentemente fazer com essa repressão e doutrinação acabe. Ou vai continuar sendo uma máquina de zumbis repetidores de jargões e que funcionam a base de maconha.

    Não posso assinar. Queria poder dizer isso abertamente, mas vivemos numa ditadura de pensamento esquerdista.

    *Socorro!*

    • Paulo,

      Tenho mais de 50 anos, estudei numa universidade durante muitos anos e sei do que você está falando.

      Existe um predomínio absoluto das esquerdas no mundo acadêmico, onde simplesmente quem não concorda é taxado dos piores adjetivos.

      É preciso acabar com a hegemonia da esquerda nos centros acadêmicos e não pensem que será com debates e palavras.

      Eles não são intolerantes? Temos que estar à altura deles.

      • No meu treinamento para me formar carpinteiro havia uns esquerdistas vermelhos, mas a turma de vez em quando os colocava no devido lugar com umas porradinhas. Sabe cumé, essa gente só se ajeita com o chicote no lombo.

    • Cara, deixe de ser covarde, coloque o seu nome no que vc escreve. Quem sabe aí, demonstrando que é um homem ou um mulher de coragem, e não um moleque ou moleca, irresponsável, alguém acredite no que vc escreve, mas não assina. Quem é Paulo 2, que há anos puxa o saco do Bolsonaro aqui na T.I., e as brasas para a sardinha vencida do me$mo ?

        • E tome mais patacoada do Bolsonaro escondido atrás do Paulo 2: “Ganham discussão no grito. Se montam um debate, todos os presentes concordam entre si. Se vc ousar, sugerir pensar algo diferente. Tá frito, amigo. Querem dar aula de história sobre o Facismo. Daí quando vc fala que o Facismo surgiu com a esquerda eles gritam, esbravejam, mas nada de argumento”. Quantas vezes vc já escreveu embaixo dos nossos textos ” vc fumou maconha ou cheirou cocaína”, ao invés de contra-argumentar ? O que difere vc desse pessoal que vc acusa de intolerante ?

          • Verdade, é de estarrecer mesmo, são todos iinsuportáveis, claro que tem uns que são piores, os mais loucos dos loucos.
            Eles tem implicância comigo, me perseguem feito naz…, estou me lixando, as vezes tenho pena, pensam que este sujeito vai mudar suas vidas, são com certeza,baixa renda, adoram dizer também que vivemos de boquinha,, meu amigo Virgílio que o diga.

    • Já está publicado na internet em alguns blogs de direita.

      Eu particularmente acredito.
      Veja ontem, 13 alunos da UnB que tentaram comemorar a vitória do Bolsonaro, como foram tratados…

      “Treze apoiadores de Jair Bolsonaro foram expulsos da Universidade de Brasília.

      Segundo o UOL, seus “cartazes foram rasgados, eles foram xingados e um dos manifestantes contrários ao próximo presidente cuspiu no rosto de um jovem que vestia uma camiseta com o rosto do candidato eleito.”

      Ou seja, a universidade é deles? Só eles podem manifestar sua preferência? Fascistas é o que são!

      No link abaixo tem os vídeos

      https://www.oantagonista.com/brasil/ha-liberdade-de-expressao-para-esquerda-na-unb/

    • Quem passou pela faculdade, reconhece a ação dos chamados estudantes profissionais. Sempre ligados aos centros acadêmicos e fazendo barulho. Alguns tem boas intenções, mas os métodos são realmente reprováveis. A influencia da esquerda agora deve ser brutalmente maior. Interessante que te atacam aqui por ter colocado um texto que não diz ser seu. Quanto a baixaria de pensarem que agridem a alguém com alguma inteligência ao tentar impôr uma assinatura, coisa que não fazem, basta saber que é coisa de gente que não se importa com o conteúdo, mas quem escreveu.

    • Olha o que esse senhor copia e cola.
      Que medíocre. Existe alguma fonte segura ou isso é só estupidez para estúpidos?
      Minha primeira faculdade foi de Humanas, havia alunos de direita que defendiam: Milton Friedman, Raymond Aron, Karl Popper, John Locke, Adam Smith, Roberto Campos, José Guilherme Merquior, Octávio Gouveia de Bulhões.
      Locke. (sem Locke não existe Marx, irônico né?), Friedman, Hayek, Von Mises, Theodore Dalrymple, Roger Scruton, David Hume, Edmund Burke, Leo Strauss, Antonin Scalia. Políticos: von Bismarck, Metternich, etc
      É claro, estudavam e trocavam ideias no mesmo nível.
      Mas isso é para quem dá duro lendo e trocando ideias.
      Preguiçosos só passam vergonha.

      Esse senhor é uma comédia.

  2. O erro é cortar só da folha, tem que cortar de todas. O ajuste fiscal começa com a midia vermelha. vão ter que aprender a viver com dinheiro dos seus patrocinadores privados ou dos clientes. O dinheiro de impostos é para saúde, educação e segurança.

  3. Não errou. Falou a verdade, o que não acontece com esta troupe de jornalistas, mais para jornaleiros, que chafurdam no chiqueiro no qual trabalham.
    São, quase todos, mentirosos, os jornais e revistas de última categoria, vivendo da verbas do governo.
    Isto vai acabar e se não se sustentarem em termos financeiros, aguentem as consequências.
    Globo, folha de São Paulo, carta capital do escroto mino carta, veja , o velho idiota do Elio Gaspari, a quem, há uns poucos anos disse-lhe o mau caráter que é, sempre foi, e não vale nada. Calou porque falei a verdade. É uma excrescência.
    Mentiras, ideologias ultrapassadas e idiotas, querendo impor estas ideias imbecis.
    Vão aprender a viver com a realidade, se falarem a verdade e tiverem mérito .

  4. Quando se trata de liberdade de expressão, os jornais de grande circulação tem enorme impacto na opinião pública.

    Contudo a “expressão da liberdade” de forma as vezes irresponsável, com distribuição intensiva de fake news como fez a folha, tem custos que devem ser arcados por quem emitiu a notícia, em especial por demanda judicial.

    Bolsonaro é tosco nas suas expressões. Este aspecto, aparentemente vingativo por ter sido alvo de injustiças, vai passar.

  5. Bolsonaro se apequenou ao dizer o que disse em horário nobre porém devo ressaltar que a Folha também errou muito com ele em outros episódios então por isso o rancor dele com o referido jornal. Bons tempos quando havia imprensa livre e os veiculos de comunicação não precisavam tanto de verbas governamentais para sobreviver. A UTOPIA sobrevive ainda apenas por aqui na TI. Obrigado C.N. e todos que se esforçam para manter esse espaço livre e democratico ainda “de pé” !!!!

    • Os recursos públicos não tem que financiar a imprensa ideologizada que utiliza seus meios para atentar, insuflar e apoiar ações contrárias ao estabelecido na organização legal do país. Esses também se arvoram em apoiar incursões contrárias aos costumes e comportamentos consagrados que constituem os embasadores da nação e da “unidade nacional”.

  6. Lamentável é essa nojeira que o PT fez com o Brasil, doando nossos recursos para países com ditadores. Vivemos anos sendo massacrados por pensar diferente. O que foi afirmado acima por esse aluno é o que realmente acontece nas escolas e universidades. São alunos que são forçados ao silêncio, como se estivessem usando uma Máscara de Flandres, para poderem terminar seus estudos. Por outro lado a Folha publicou fake news, não apresentou provas do informado, demonstrando que tentou influenciar o processo eleitoral propositalmente. Isso é crime e merece ser investigada – “Divulgação de fatos inverídicos:
    Constitui crime, punível com detenção de dois meses a um ano ou pagamento de 120 a 150 dias-multa, divulgar, na propaganda, fatos que são inverídicos, em relação a partidos ou a candidatos, capazes de exercerem influência perante o eleitorado. A pena será agravada se o crime for cometido pela imprensa, pelo rádio ou pela televisão (art. 323 do CE).”

  7. Se um jornal sobrevive recebendo verbas públicas de propaganda, a coisa já começou errada. Não é questão de vingança, na verdade, o erro começa na possibilidade de governos gastarem dinheiro dos impostos fazendo propaganda de estatal ou se autopromover. depois vem com o disparate de dizer que não há superávit. Fora isso é a mordomia absurda que medra nos três Poderes constituídos e que não existe em países como Noruega, Dinamarca e outros onde a qualidade de vida e dos serviços ofertados a população, são referência mundial. A mentalidade permissiva do brasileiro impressiona, ainda impressiona. Coisa que um político destes países citados teriam vergonha só de ver, brasileiros que nem políticos são, consideram normal, aceitável, permitido.

  8. A Folha foi calhorda e está sendo processada pela denúncia, sem apresentar uma mínima prova, sobre os disparos de WhatsApp. Foi claríssima a intenção de favorecer o PT. Se a margem de votos de Bolsonaro fosse pequena naquele momento poderia ter perdido a eleição, pois segurou o seu crescimento que estava muito mais forte.
    Isso deve ser denunciado, diferente do que manda o “figurino” dos políticos que depois que vencem ficam de carícias e mimos para ganhar apoio. Deve atacar mesmo pois se ficar calado a Foice vai continuar atacando e inventando mentiras fingindo que é um jornal imparcial. Milhões de eleitores dele, até ontem, não sabiam que a Foice inventava mentiras contra sua candidatura pois isso nunca tinha sido falado em horário nobre, somente na propaganda política que tem um peso diferente. Agora muitos sabem os objetivos da Foice e suas invenções terão outro impacto. Ele é militar e atacar mantém o inimigo ocupado. Não se esqueçam que eles vão fazer o diabo para derrubar o Bolsonaro. O PT não pensa no país, só quer o poder e se safar da prisão. E a Foice está com eles.

  9. Prezado CN,

    Parece q vc e’ bolsonazi desde crianc,a.

    E’ um ato desonesto ! E deve ter alguma tipificac,ao em lei ! Classificar de erro e justificar pois todos fazem e’ sofisma.

    Vamos ver se vc continua tao “forgiven” p os futuros atos do bizarro presidente eleito.

    Como diz os conterraneos da ame’rica do norte “God bless Brazi!”.

    Abrac,os,

    Cleber

  10. Prezado C.N., não acho que o presidente esteja errado nesse assunto. Os jornais no Brasil tem que ser responsabilizados sim. Mande a Folha por exemplo fazer uma reportagem falsa ou errada nos EUA. Vai tomar um processo pelas fuças.Lá eles tem um cuidado danado para noticiar. Fez besteira, paga. A verdade tem que prevalecer, não os interesses do jornal. É o meu dinheiro e de todos nos que vai para Folha e outros jornais, eu quero a verdade e não meias verdades e mentiras que a grande imprensa vive informando. Meu pai já dizia a muito tempo, que a imprensa no Brasil dá a notícia, mas não te dá a informação. Grande abraço.

  11. O Brasil elegeu um ditador e não foi por falta de aviso (até dele próprio)

    Não sei o que vai acontecer com o Brasil daqui pra frente, mas coisa boa não vai ser. O fato é que a Nova República acabou (1988-2018) e ninguém sabe o que virá. Meios de comunicação e colunistas panglossianos tentam colocar panos quentes e acalmar o distinto público chamando atenção para detalhes pacificadores e democráticos do ditador eleito: “ele fez vídeo ao lado da constituição”… “prometeu defender a democracia”… “sua homofobia é da boca pra fora”…

    Todos conhecem a anedota do elefante que aceita atravessar o rio com o escorpião nas costas. Por mais que Bolsonaro jure amor à democracia ele será incapaz de contrariar sua natureza, tal como o escorpião. Vai ferir a democracia de morte e nunca escondeu e não esconde essa intenção de ninguém. Nem que morra junto com ela.

    Já começou na largada.

    Em vez de convocar uma coletiva de imprensa para seu primeiro pronunciamento depois de eleito, optou por fazer uma transmissão pessoal por internet. Deixou claro como será seu comportamento com a imprensa: eu falo e vocês anotam. Vai dar ordens por vídeo, sem ser contestado por jornalistas. Os que não forem seus acólitos serão rotulados de comunistas e banidos de alguma forma. Ou alguém tem dúvida disso?

    Pela primeira vez na história republicana, o primeiro ato de um presidente eleito foi fazer uma oração cristã, mais precisamente evangélica, num claro desrespeito à constituição que preconiza o estado laico e aos brasileiros de outras religiões. Ele deu o recado de que não pretende governar para todos. E fez um aceno a Edir Macedo que não esconde de ninguém sua ambição de poder. Essa simbiose entre política e religião lembra o regime de Erdogan na Turquia.

    Também pela primeira vez, um presidente eleito, em vez de declarar que o fim da eleição deve ser o fim do clima de beligerância declarou guerra aos “comunistas” – a quem, na sua visão distorcida, derrotou – ecoando o discurso da ditadura militar. Ou seja, ele não estendeu a mão ao adversário do segundo turno; declarou-o seu inimigo.

    Especialistas no assunto de renome mundial, velhos e contemporâneos, ensinam que um regime autoritário como esse que se desenha a partir de 1º. de janeiro não pode ser enfrentado com sucesso senão com a união das forças democráticas. Não há outra receita.

    E, dado o constrangedor espetáculo que assistimos no decorrer do segundo turno, fica difícil imaginar que partidos e líderes que não se alinharam a Bolsonaro se unam ao PT e demais partidos de esquerda. O mais provável é que deem “tempo ao tempo”, na esperança de que o capitão que sempre demonstrou ser um xucro tome um banho de civilização.

    Não quero ser mensageiro de maus presságios. Mas o Brasil elegeu um ditador e não foi por falta de aviso. Até dele próprio.

    Ninguém que votou nele poderá alegar que não sabia.

    • Aquela oração foi de lascar, aliás todo seu “discurso” de analfa e para agravar cercado pelo banana de pijama, o tal Onix e o tal Malta caçador de pedófilos, todos repugnantes, não sei qual o pior, talvez o melhor seja o generaleco, kkk.
      Este sujeito é louco e virá coisa muito séria, se é que ele toma posse…

      • Caro(a) leitor(a) carioca da gema,
        Neste trecho das suas asneiras que invariavelmente escreve aqui no blog “Este sujeito é louco e virá coisa muito séria, se é que ele toma posse…” é uma ameaça ou um aviso?

        • Minhas asneiras são minhas, apenas isso,porque só vcs podem estar aqui , quer me censurar ?
          Apoia tortura e ditadura ?
          Com certeza, pois quem vota em capeta fascista só pode ser …
          .

          • Caro(a) leitor(a) carioca da gema,
            Acusa-me do que você faz e me chama do que você é.
            De fato, as asneiras são suas e não minhas e de nenhum outro leitor e comentarista que aqui incursiona.
            Não estou censurando, só estou rebatendo as suas asneiras.
            Só o mediador e dono do blog o Carlos Newton tem esse poder da censura.
            PT SAUDAÇÕES!

          • Os adoradores do Minto boçal são irmãos siameses , muito inteligentes e cultos,, quem não gosta de ditador radical então é petista sem dúvida nenhuma, nossa que” jênio” !
            Foi o que sempre li aqui, o Virgílio era massacrado pelos cérebros de ameb.
            Parabéns pelas suas asneiras, coitado do comuna que todo dia tem que ler metros e metros, as minhas pelo menos são pequenas, kkk.
            Hei Hit…. !!
            ,

          • Dr, Belem, meu caro amigo,

            Precisa lembrar àquelas pessoas que dizem Bolsonaro ser “ditador”,
            que o deputado foi eleito PELA MAIORIA DO POVO BRASILEIRO!

            Por essas e outras demonstrações de estupidez e ignorância, que a democracia para esta gentalha somente se for ao encontro do que pretendem, ao contrário é totalitarismo.

            Mutatis mutandis, caso não aceitarem Bolsonaro ou A VONTADE DO POVO, o país está aberto para suas saídas, menos para atos terroristas ou badernas, fechamento de estradas e invasões de propriedades particulares.

            Concordo que, DITADURA NUNCA MAIS, porém, da mesma forma, PETISTA VAGABUNDO IMPEDINDO O MEU IR E VIR E INVADINDO A MINHA CASA, NUNCA MAIS!!!

            Abração, dr.Belem.

        • eles que se atrevam a atentar novamente contra a vida do Bolsonaro? Vai ser o fim deles, principalmente se forme bem sucedidos. Podem ter certeza que o General Mourão tem muito menos traquejo politico e não vai pensar 2 vezes antes de decretar estado de sitio ou coisa pior. Se cuidem seus esquerdopatas babacas! NÃO OUSEM!

      • “se é que ele toma posse”? Você está bem desequilibrada mesmo…kkkkkk

        Como disse o Antagonista

        “A imprensa é rápida.

        Os jornais já estão em lua de mel com Jair Bolsonaro.”

        Olha que bonitinho o editorial da folha de hoje:

        “PT mantém o culto a líderes flagrados em desmandos”

        “Treze anos no poder não fizeram do PT uma oposição mais madura. Desde a deposição de Dilma Rousseff, em 2016, o partido retrocedeu ao esquerdismo panfletário, acrescido de fantasias persecutórias, em busca de preservar seus nichos mais fiéis — e à custa de intensificar sua rejeição no restante majoritário do eleitorado nacional.

        Derrotado na disputa presidencial deste domingo, Fernando Haddad esteve longe de mostrar a capacidade de liderar uma oxigenação do discurso e das práticas da sigla. Dificilmente poderia ser promissor, nesse contexto, o pronunciamento que fez quando já se conhecia o veredito das urnas.

        Voltaram, previsivelmente, os queixumes contra o impeachment de Dilma e a ‘prisão injusta’ do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, condenado por corrupção passiva e lavagem de dinheiro (…).

        O autoengano servido à militância contribui para envenenar o ambiente político, enquanto a sigla mantém o culto a líderes flagrados em desmandos e se esquiva de reconhecer seus erros econômicos.”

        https://www.oantagonista.com/brasil/lua-de-mel-com-bolsonaro/

        https://www.oantagonista.com/brasil/pt-mantem-o-culto-lideres-flagrados-em-desmandos/

    • Alex Cardoso, meu caro amigo … Bom dia!

      O Brasil é diferente … tem uma situação especial nessa questão laica!!!

      Como um Presidente não pode orar??? foram pouquíssimos até hoje os estados ateus!!!

      O Brasil não tem religião oficial … porém, incentiva a prática religiosa; pois é constitucional o ensino religioso nas escolas … é constitucional a assistência religiosa aos detentos!!!

      Inclusive, Nossa Senhora da CONCEIÇÃO Aparecida é, por Lei, Padroeira do Brasil!!! é Generalíssima do Exército … e recentemente recebeu da AMAN o espadim de Caxias!!!

      Um aperto de mão.

      • Quanto à união das forças democráticas … tudo bem!!!

        Todos sabem que sou do MDB histórico – o que conseguiu acabar com o autoritarismo ArenoMilitar. Aprovamos a Anistia Ampla Geral e Irrestrita para a Pacificação do nosso Brasil … porém, a Comissão da Verdade escondeu até hoje uma das faces da moeda da Ditadura!!! É necessário que se conheça essa outra face para finalmente termos a PAZ!!!

        Abraços.

        • Explicando melhor … porém, já tenho comentado sobre isso há tempos … desde o mensalão kkk KKK kkk

          É hora de nova ANISTIA AMPLA GERAL E IRRESTRITA??? podemos fazer a hora, ué!!!

          Primeiro precisa reativar a Comissão da Verdade … pois Bolsonaro tem dito que é conhecendo a Verdade que nos libertamos, né??? e a Comissão até agora foi de meia verdade kkk KKK kkk

          “E Jesus dizia aos judeus que nele creram: Se permanecerdes na minha palavra, sereis meus verdadeiros discípulos;” (Jo 8,31) … “conhecereis a verdade e a verdade vos livrará”. (Jo 8,32) … “Se permanecerdes em mim, e as minhas palavras permanecerem em vós, pedireis tudo o que quiserdes e vos será feito”. (Jo 15,7)

          A VERDADE nos livrará se permanecermos nas palavras de Jesus!!!

          Um aperto de mão.

        • E a Comissão da Verdade precisa nos mostrar porque antes de 1964 nossas preocupações eram com as contravenções … crimes eram de tempos em tempos!!! e passou a ser crime a todo momento – que houve???

          Precisa ver o que houve na Ilha Grande – logo no início do Governo Militar … … … e que houve com o Delegado Fleury!!!

          Esclarecidos esses detalhes … creio que pode haver nova Anistia kkk KKK kkk

          Não é só Lula … tem o Cabral, o EC … e a surra que o MDB levou kkk KKK kkk

          Abraços.

    • Ops, eu não sabia que eu tinha elegido o presidente da Venezuela. Não, o Brasil elegeu um democrata e muito mais democrata que o Poste de Bandido que, esse sim, queria implantar uma ditadura de esquerda no Brasil.
      Agora, porque publicas um texto apócrifo, pois teu não é, já que não tens a capacidade de escrever duas linhas de tua própria autoria?

    • Simplesmente ridículo pretender que um presidente eleito não possa fazer uma oração, televisionada ou não. Trata-se obviamente de um ato privado.
      Evidentemente, quando a Dilma buscava apoio de lideranças religiosas, não havia nenhum questionamento acerca de ‘laicismo’.

  12. Caro CN … Bom dia!

    Não sei se minha lembrança está correta … porém, já li em algum lugar que, após eleito e tomar posse, certo Presidente mudou as empresas que fariam propaganda de seu governo!!!

    Dizem que colocou empresas que participaram de sua campanha. Aí, imediatamente, tal empresa preterida, também jornalística, passou a fazer oposição implacável ao tal Presidente kkk KKK kkk

    Cuidado, Bolsonaro!!!

  13. Verbas “do” jornal ?

    O erro da imprensa está em considerar publicidade oficial como verbas “do” jornal ?

    Por acaso o governo federal é acionista da Folha de S. Paulo ou da TV Globo ?

    Esse tipo de distorção na distribuição de recursos públicos para entidades privadas tem que acabar definitivamente.

    Só nos governos do PT a TV Globo recebeu 10 bilhões desses recursos.

    Publicidade oficial é para ser feita em Diário Oficial.

  14. Jornal deveria ser informar, criticar. Não propagar mentiras. Isso não é jornal, digo falha de sp, e, portanto, não merece verba pública. Na realidade, o melhor era proibir todas as estatais e órgãos governamentais de ter setor de publicidade. Se é estatal, já é monopólio. Se desse coletiva de imprensa, já bastaria para comunicar o que a administração pública quer informar.
    A escolha de desinformar é do próprio jornal. Escolheu errado, a vida não perdoa.

    • Bolsonaro apenas disse o que é a realidade. Estatal não é para ter lucro, pois quem a financia e paga seus salários é o dinheiro do povo. Ter lucro é perversão de mau gestor.

  15. “imprensa que se comportar dessa maneira indigna não terá recursos do governo federal”.

    Hummmm…..

    O que seria um “comportamento digno” por parte da imprensa? E quais seriam os veículos da imprensa que apresentam esse comportamento digno?

    É uma pena que os medíocres entrevistadores não tenham questionado isso ao presidente eleito.

  16. Se é para moralizar o país, tem sim que cortar essa ajuda imoral aos jornais. O governo tem o seu próprio meio de comunicação. Pois antes de fazer as reformas, que se faça uma auditagem neste país para saber realmente a realidade.

  17. Erra não. Tem de cortar a verba de TODOS os jornais. Pagar para ter notícias negativas o tempo todo? Quem paGa pra ter notícias boas nos jornais é a esquerda enganadora. Qualquer jornal que se dá ao respeito tem de sobreviver por suas próprias condições e não com verbas governamentais. APOIO O bOLSONARO.

  18. Penso que imprensa verdadeira é a que é isenta e tem a verdadeira liberdade de expressão. Não a que é paga para falar bem ou mal. Sua função é fiscalizar e denunciar. Lembro aqui o exemplo dos jornalistas do Washington Post, que denunciaram o escândalo “Watergate”, que culminou com o impeachment do Nixon. Essa é a verdadeira imprensa.

  19. “– Bolsonaro prosseguiu: “Não quero que [a Folha] acabe. Mas, no que depender de mim, imprensa que se comportar dessa maneira indigna não terá recursos do governo federal”. ”

    -Na minha opinião, ele está certíssimo.
    -Se o dinheiro público não vai para a Venda do Tião, por que é que pode ir para a Folha?

  20. O brasileiro adora acreditar em tudo que pensa, principalmente os esquerdinhas.
    O mundo real não existe para essa gente, aquela que vive o óbvio e não hipóteses como já se vê nas críticas a um candidato eleito que ainda nem tomou posse.
    Criticar um filme antes de assisti-lo não é coisa de gente grande.

    Agora, na minha opinião, concordo com o que falou Millor de que imprensa livre não pode ser armazém de secos e molhad

    Num país miserável como o nosso, todo dinheiro público deve ser aplicado com as necessidades públicas. É o óbvio.

  21. A democracia da mídia amestrada

    Ipojuca Pontes

    O conceito de democracia defendido pela mídia engajada encontra amparo nas muletas e elucubrações acadêmicas do charlatão espanhol Manuel Castells, modernoso sociólogo marxista, guru de Fernando Henrique Cardoso e figurinha badalada das chamadas ciências sociais desde a publicação do livro “Sociedade em Rede”, em essência uma diluição das teses levantadas pelo teórico da comunicação canadense Marshall Mcluhan no seu esquecido “O meio é a mensagem”, chavão em moda nos anos 70 e que procurava “desconstruir” ou relativizar o conteúdo da informação a partir da supremacia das novas tecnologias dos meios de comunicação (as “redes”, em Castells).

    (Abro parênteses para anotar que Gilberto Freyre, único sociólogo brasileiro com contribuição de porte universal, com a obra “Casa Grande e Senzala”. afirmou certa feita, em palestra proferida na Faculdade de Direito da Paraíba, que as ciências sociais, inexatas, tinham a ampla capacidade de atrair determinados “tipos psicológicos”, em especial os “intrujões”).

    Voltando à vaca fria: para camuflar a existência do comunismo no mundo, o grafomaníaco espanhol (todo mês aparece com um novo livro velho, tal qual o contista Humberto de Campos e o próprio FHC) diz que não existe mais confronto entre esquerda e direita, mas,
    sim, agora, apenas o conflito entre “populismo” e “autoritarismo”.

    Deixo aqui o trabalho de abordar mais uma vez as definições de populismo e autoritarismo e pergunto: Lula da Selva, mantendo o PT debaixo do chicote e corrompendo as instituições
    “democráticas” para impor seu projeto de perpetuação de poder (via “postes”, por exemplo) é “autoritário” ou não?

    Ou melhor: o “líder carismático”, que sente saudades dos tempos em que os “meninos do interior” transavam cabras e galinhas; que saracoteia ao som de Zeca Pagodinho entornando doses da cachaça “51” e ainda vende a imagem do eterno “pai dos pobres”… bem, ele é populista ou pilantra? E Raul Castro, a se esconder por trás de fantoches bem armados para manter o poder ditatorial? E Xi Jinping, ditador chinês que intensifica a produção de armas nucleares e reabilita os métodos do pedófilo Mao mandando para longínquos “campos de reabilitação ideológica” milhares e milhares de improváveis dissidentes do regime comunista – o que é que ele é?

    Sobre essas coisas, o esperto partisan da gororoba marxista não dá um pio. Mas, em compensação, se apressa em afirmar que Lula é um rapaz honesto e que “está preso por motivo político” – e não pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro, motivos de sua condenação em juízo.

    No mesmo tom o “guru” desinforma que o impeachment de Rousseff se deu porque “a presidenta propôs enviar ao Congresso uma proposta de controle da corrupção” – e não, como ocorreu e foi votado por ampla maioria parlamentar, pela tipificação de crime de responsabilidade.

    (Castells, como é fácil perceber, não passa de petista vulgar, tipo Gleisi Hoffmann ou Lindbergh Farias).

    No caso da Democracia, para afrontar a realidade, jornais como Folha de São Paulo e O Globo, que vivem de verbas oficiais bilionárias, espalham que Jair Bolsonaro representa uma “ameaça” à sua existência e é, ao mesmo tempo, no plano político, um reles “populista autoritário”. (Royalties para Castells!)

    De fato, Bolsonaro quer passar o trator por cima da democracia, mas a democracia deles, conforme exige a grande maioria da população brasileira, farta do “sistema democrático e suas instituições” que coonestam o esquema de privilégios, discriminações, mamatas, mendacidades e muita astúcia política, em que a figura do vasilinoso professor de marxismo FHC, por exemplo, passa por ser “de direita”, tendo em vista a completa eliminação da representatividade política do conservadorismo.

    Hoje, nas redações dominadas em sua totalidade pelas esquerdas, em vez de um Eugênio Gudin, Roberto Campos, Augusto Frederico Schmidt, Nelson Rodrigues ou Tabosa Pessoa, temos Zuenir Ventura, Frei Beto (com um “t” só), Ancelmo Gois, Cacá Diegues e Clóvis Rossi, comunistas, marxistas, “neomarxistas” e esquerdistas notórios, travestidos de “democratas”. Já em 1965, em plena “ditadura militar”, quando trabalhava no Diário Carioca, a redação era ocupada na sua quase totalidade por comunistas, ou esquerdistas, entre eles Sebastião Nery, Milton Coelho da Graça, Carlos Alberto Oliveira (Cao), José Augusto, Antonieta Santos, Carlos Marques e tutti quanti. (No Globo, o último jornalista conservador que passou por lá foi Luiz Carlos Horta, católico, falecido há mais de 5 anos, trazido pelo dono do jornal, Roberto Marinho, hoje renegado, intramuros, por ter escrito editorial em louvor da Revolução de 64).

    Em editoriais, notas, artigos, notícias e reportagens da mídia impressa engajada despontam ainda o apelo e a manipulação em torno do império da democracia (deles) e até da necessidade de mudanças. Mas tudo, é bom salientar, sob a égide da legenda do Príncipe de Lampedusa, a estabelecer que “tudo precisa mudar, para que tudo permaneça na mesma”. Como se sabe, para ver haver mudança de poder é preciso que este poder seja, de fato, substituído. Ora, com o atual “poste” de Lula, que essa gente quer enfiar na goela do eleitor, fica claro que não haverá mudança alguma.

    E, de fato, mudança pra quê? Há décadas essa gente já detém o controle econômico e o poder ilimitado via estatização da cultura, da educação, da moral, dos costumes e mesmo das relações humanas. Daí a necessidade de aniquilar, a qualquer preço, inclusive a morte, o único vivente que apareceu para enfrentá-los no campo político: o honesto brasileiro Jair Messias Bolsonaro.

  22. Mostrando como a Foice é falsa, em sua própria matéria, ela nega o que comprovadamente fez.
    Afirma que: “O presidente eleito disse que a reportagem da Folha o acusa de ter contratado empresas no exterior, por meio de empresários, para enviar mensagens anti-PT por aplicativo. Na verdade, a reportagem publicada no dia 18 de outubro afirma que EMPRESÁRIOS impulsionaram disparos por WhatsApp contra o PT.”
    Mas leiam o que sua repórter Patricia Campos Mello escreveu na acusatória matéria de 18/10:
    ” Uma das ferramentas usadas pela CAMPANHA DE BOLSONARO é a geração de números estrangeiros automáticamente por sites…”
    As palavras que grifei mostram o engôdo.

  23. É um cretinismo e uma covardia a toda prova, escondem-se atras da tal liberdade de imprensa para fazer proselitismo político em favor de grupo, que lhes mantém remuneração para tal.
    Mas se a coisa desanda e levam a pior, ficam ainda
    insistindo que podiam fazer o que fizeram, e que a vítima tem mais é que engolir calada. Isto é democracia? poder caluniar a vontade, sem qualquer responsabilidade?
    Faz certo o Bolsonaro, quem semeia vento, colhe tempestade, ou quem vive da espada, morre pela espada.
    Jogou, perdeu, agora é aguentar o tranco.

  24. A despeito de qualquer coisa, o governo não tem que dar dinheiro para nenhuma empresa privada. A imprensa marrom que tente sobreviver sem ajuda estatal. Panfleto político, travestido de jornal, não tem que receber um centavo dos meus impostos.

  25. Em verdade eu vos digo: BOLSOSSAURO TB NÃO É A MAMÃE, DIGO, NÃO É A SOLUÇÃO, PELO CONTRÁRIO, É MAIS UM PROBLEMÃO. Agora temos que ser todos mais do que nunca liberdade plena de expressão, na veia, sem a qual não há verdade, não há libertação, não há esperança e não há Solução. BOLSONARO, NA VERDADE, É O $ISTEMA POLÍTICO APODRECIDO, com prazo de validade vencido há muito tempo, agora em estado de desespero total, pânico , escondido atrás das armas (como demonstrado na pré-campanha e na própria campanha, com generais, coronéis, capitães, etc. e tal, fazendo um monte de ameaças, veladas e ostensivas, e até ofensas graves contra ministros e ministras do próprio TSE e STF, e tb à mídia e à liberdade de expressão, com igrejas, setores do judiciário, quartéis, batalhões e afins, velada e ostensivamente, transformados em comitês eleitorais e cabos eleitorais, em total afronta à própria Constituição ), com as suas verdades tb não correspondendo aos fatos, com as suas piscinas tb cheias de ratos, à moda time de fazenda, jogando sujo, descendo o sarrafo e o juiz metendo a mão a favor, a cada novo dia mais acuados que estão pela DEMOCRACIA DIRETA com Meritocracia Eleitoral, o novo de verdade, que foi às ruas do Brasil em Junho de 2013, infelizmente impedido de ser apresentado ao eleitorado e às urnas via PSOL, em 2010, 2014 e 2018, PSOL que tb se colocou a serviço do velho continuísmo da mesmice do $istema político apodrecido e peçonhento que já morreu e que sobrevive da peçonha, consciente ou inconscientemente, confirmando a máxima popular segundo a qual é tudo farinha do mesmo saco ( ou serão sacos da mesma farinha ?), com variações à direita, à esquerda e ao centro, infelizmente. Tudo mais dos me$mo$ que nos enrolam há 128 anos. https://josiasdesouza.blogosfera.uol.com.br/2018/10/30/bolsonaro-e-a-lapide-do-sistema-que-apodreceu/?fbclid=IwAR2AIqLKCtncs_MkUQjMFo5zRQmri5IGMhPmzkXrfW4dFfgfaIcrkBw8

  26. Concordo, a Folha foi um jornaleco asqueroso e usou Fake News, travestidas de reportagens, para atacar Bolsonaro da forma mais baixa possível.

    Mas Bolsonaro deve ser magnânimo e cortar as verbas de TODOS os jornais. Sem indicar especificamente a Folha.

    Os atos administrativos devem ser impessoais.

  27. A grande imprensa se tornou tão abertamente tendenciosa que perdeu quase toda credibilidade. E as pessoas se voltam para mídias alternativas. E pode-se condená-las por isso, quando se vê grandes jornais fazerem denúncias sem provas, ou quando se vê a Globo explicitamente fazendo campanha para um determinado candidato a governador do Rio? Nessas circunstâncias, faz sentido que o governo federal despeje rios de dinheiro nesses meios de comunicação? E para que fim? Para informar a população? Ou para obter a lealdade da imprensa? Dizem que um dos jornais antigos do Rio, acho que o Diário de Notícias, não queria receber propaganda do governo, para assegurar sua independência. Talvez fosse um modelo a ser seguido para a imprensa atual.

  28. Aí, sou obrigado a discordar do seu comentário, Carlos Newton! Acho que se o Bolsonaro não está totalmente certo, totalmente errado também não está. O que a Folha fez em relação ao “escândalo do whatsapp” foi vergonhoso. Publicaram várias matérias e fizeram várias manchetes sobre o assunto, mas provas concretas que é bom, não apresentaram até agora. Tanto que o assunto morreu da mesma forma que começou e ninguém mais fala dele. Quando se compara a cobertura feita por outros jornalões durante toda a campanha eleitoral (Globo e Estadão basicamente) com a da Folha, percebe-se que esta última adotou um tom nitidamente panfletário anti-Bolsonaro na grande maioria de suas reportagens, chegando ao cúmulo de produzir ela mesma uma “fake news” vergonhosa travestida de jornalismo.

  29. Bolsonaro é o novo presidente. Verbas, seja para a FOLHA, GLOBO ou qualquer outro, dependendo da discricionariedade do presidente deve servir ao propósito para o qual julgar conveniente. Se pensou alto é outra coisa.

    Bonner pensou alto: foi defender seu concorrente. Isso é lamentável. Parece honesto, parece.

  30. Tem que rir, este é o jornalismo tupiniquim. Fica instituído que o governo não pode, está proibido de cortar as verbas para a mídia. Pensei que vivíamos em uma democracia. Mas, certas regalias jamais poderão ser cortadas.

  31. Blosonaro junto com generais COBIÇOSOS já aterrorizaram todos os juizes do STF ameaçando prendê-los. Vai fazer o que quizer e ninguém vai dizer nada. Só não pode jogar o Brasil em uma Guerra Civil. Se assim fizer ele e seus generais vão ficar pendurados de cabeça para baixo como ficou Mussolini. Ele que trate de governar sem quer bancar o ditador. A eleição já passou e ele foi eleito.O que quer mais?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *