Bolsonaro faz passeio de moto e evita responder sobre queda de popularidade e protestos por impeachment

Reprovação do governo passou de 32% para 40%

Emilly Behnke e Gabriela Biló
Estadão

O presidente Jair Bolsonaro fez neste domingo, dia 24, um passeio de moto por Brasília durante cerca de uma hora. Em seu trajeto, fez breves paradas, onde cumprimentou pessoas. Sem máscara, o presidente não respondeu perguntas de jornalistas.

Bolsonaro deixou o Palácio da Alvorada por volta de 11h. Ele fez paradas em uma barraca de venda de frutas e em dois pontos da Esplanada dos Ministérios, onde falou com pessoas em frente à Catedral de Brasília e na Praça dos Três Poderes. Ele retornou para a residência oficial por volta de 12h.

QUEDA DE POPULARIDADE –  Em uma de paradas realizadas, Bolsonaro foi questionado sobre sua opinião em relação à queda de popularidade do governo e sobre os protestos favoráveis ao seu impeachment realizados neste sábado. Ele não respondeu.

Pesquisa Datafolha divulgada na sexta-feira, dia 22, mostrou aumento na reprovação do governo, que passou de 32% para 40%. A aprovação também caiu, indo para 37% ante 31% em dezembro.

O mandatário também não comentou as expectativas para as eleições das presidências da Câmara e do Senado no dia 1º de fevereiro. O Planalto aposta na eleição do deputado Arthur Lira (PP-AL), líder do Centrão, e do senador Rodrigo Pacheco (DEM-MG) para avançar com pautas de interesse do governo, como a regularização fundiária.

 

7 thoughts on “Bolsonaro faz passeio de moto e evita responder sobre queda de popularidade e protestos por impeachment

  1. Rejeição a Bolsonaro chega a 100% entre todos os eleitores dos partidos de esquerda, presidiários, corruptos, comunistas, mulheres dos sovacos cabeludos e homens com os sovacos depilados.

  2. Li em algum lugar:
    Se desmamar bezerros novos já dá muito trabalho, imaginem então, tirar das tetas a boiada com mais de trinta anos, somente “mamando” os recursos públicos. É esperneio, coices e cabeçadas para todos os lados!

  3. Acho que estamos sem presidente desde o primeiro dia. Votei nele. Me arrependi no primeiro mês. Agora eu seu dia de descanso, em seu lazer, incomoda-lo, além em de falta de educaçao e senso de oportunidade, é desumano. Fez muito bem em ignorar estas figuras.

Deixe uma resposta para Mauro Jansen Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *