Bolsonaro ironiza de novo a China e repete que eleição foi fraudada, sem exibir provas

Bolsonaro participa de lançamento de Federação e culto em Anápolis

Bolsonaro participa de culto evangélico em Anápolis, Goiás

Lauro Jardim
O Globo

Num culto evangélico na igreja Church in Connection, de que participou nesta quarta-feira em Anápolis (GO), Jair Bolsonaro voltou a repetir que a eleição de 2018 foi fraudada.  Eis o que acaba de dizer Bolsonaro:

“Eu fui eleito no primeiro turno, tenho provas materiais disso, mas a fraude que existiu, sim, me jogou para o segundo turno”.

SEM PROVAS – Não é a primeira vez que Bolsonaro fala sobre fraude eleitoral, inclusive na segunda eleição de Dilma Roussef. Assim como das outras vezes, disse ter provas sem mostrá-las.

Bolsonaro também voltou a defender o tratamento precoce e a cloroquina para tratamento dos pacientes da covid-19.

Sobre o coronavírus, Bolsonaro insinuou, sem dar o nome aos bois, que a origem do vírus é a China: “Esse vírus nasceu de um animal ou de um laboratório? Eu tenho da minha cabeça de onde veio”.

Bolsonaro falou por 30 minutos, num evento transmitido pela TV Brasil. Em seguida, pastores teceram loas ao governo.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
Em campanha para a reeleição, o presidente da República tem a desfaçatez de desperdiçar recursos públicos, ao usar a Rede Brasil, que nada mais é do que a antiga TV Educativa criada pelo incansável Gilson Amado. Hoje, a rede nacional não tem mais nada de educativa. Sua audiência é sempre zero, como os filhos de Bolsonaro, aliás. (C.N.)

 

14 thoughts on “Bolsonaro ironiza de novo a China e repete que eleição foi fraudada, sem exibir provas

  1. Ele não vai parar de chamar a China para a briga.
    Quem vai pagar a conta?
    Tomara que a paciência chinesa não leve a sério as provocações.

  2. O Brasil está-se convertendo num verdadeiro hospício a céu aberto. A “religiopsicopatia” empurrará milhões ao suicídio coletivo. Qual seja: viveremos uma nova epidemia. A diferença é que, na pandemia que se prenuncia, todos os autoimolados terão garantia de salvação.

  3. A filha de Gilson Amado faleceu aos 82 anos. Camila Amado fez a cena da dor de Hecuba em grego. O Worticz, que fez missa para Clarice foi o diretor. Ele deu aula de Teatro Grego pelo YouTube. Foram encontros maravilhosos, inclusive a Camila Amado participou de um deles e essa história foi contada.
    Nunca mais vou conseguir ler as falas de Qualquer Hecuba, de qualquer autor, sem pensar nela. Gilson Amado foi Diretor da TV Educativa e elevou o nível dos debates e de informação de qualidade. A política da Destruição das Instituições, diretriz bolsonarista, agora chamam a Rede Educativa de Canal Brasil.
    Estão acabando com a Arte e logo se vai a liberdade de expressão. Tudo está caminhando para mais uma Ditadura e não é a do proletariado, com certeza.

  4. Tadinho de Bolsonaro! Vítima mais uma vez!
    Já ouvi de diversos tuxauas da época, que durante a ditadura militar, em cidades de porte médio e pequeno, para o prefeito pró-regime se eleger, bastava o “voto” do juiz eleitoral.

Deixe um comentário para Espectro Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *