Bolsonaro já não encanta os militares, mas eles votarão nele, se o adversário for Lula

Imagem analisada visualmente

Charge publicada na França (Arquivo Google)

Denise Rothenburg
Correio Braziliense

Jair Bolsonaro abriu o ano com o pé esquerdo no meio militar. Nestes primeiros dias de 2022, o comandante do Exército, general Paulo Sérgio, e o diretor-presidente da Anvisa, Antonio Barra Torres, que é da Marinha, mandaram, cada qual à sua maneira, um duro recado ao presidente Jair Bolsonaro.

O comandante Paulo Sérgio mandou os militares tomarem vacina e parar de espalhar notícias falsas sobre imunizantes. A carta do diretor da Anvisa, amplamente divulgada no fim de semana, foi a mais dura manifestação de um funcionário de Estado ao presidente da República.

ERA ESPERADO – Em conversas reservadas, alguns militares reconhecem que há insatisfação no alto escalão e que a carta de Barra Torres ajuda a equilibrar a imagem dos militares depois da subserviência com que agia Eduardo Pazuello no cargo de ministro da Saúde.

A insatisfação dos militares com o governo, porém, não chega ao ponto de migrar para o outro extremo do espectro político. Num segundo turno entre Lula e Bolsonaro, muitos hoje insatisfeitos com o atual presidente da República, ficam com Bolsonaro.

Do outro lado, o PT também tem problemas. O convite oficial da direção do Solidariedade, capitaneado por Paulinho da Força, para que Geraldo Alckmin ingresse na legenda, vem exatamente no sentido de tentar consolidar a aproximação do ex-tucano com o grupo mais simpático à aliança do ex-governador de São Paulo com o ex-presidente Lula.

ABAIXO-ASSINADO – A aliança com Alckmin não é pacífica, e o grupo de petistas contrário à coalizão saiu da toca. Desde 30 de dezembro, circula na internet um manifesto contra a chapa Lula-Alckmin. Já são mais de 500 assinaturas, entre elas, as de dois ex-presidentes do PT: Rui Falcão e José Genoino.

Ao pregar o “revogaço” das reformas trabalhistas, o PT atrai o PSol, ampliando os votos de primeiro turno à esquerda, mas afasta os da direita. Como a coluna antecipou no fim de semana, Geraldo Alckmin está praticamente isolado e sem discurso para levar seu pessoal para o lado de Lula.

 

17 thoughts on “Bolsonaro já não encanta os militares, mas eles votarão nele, se o adversário for Lula

  1. 1) A grande maioria dos militares e das forças de segurança e seus familiares, votam no atual Presidente.

    2) Fruto dos seus 27 anos como parlamentar visitando quartéis e pregando o que realiza hoje…

    3) Para si, familiares, amigos e elites. Dizem que ele não trabalha, ora, trabalha e muito para os citados acima.

    4) É uma espécie de autopresidência, algo bem sui generis…

  2. Ah,ponha na pauta,e inicia pelo Itamaraty.

    O porque,o ex chefe da inteligência Bolivariana Alex Saab, General Cavarjal,fez delação aos órgãos internacionais e aí FBI, em relação algumas figuras conhecidas e carimbadas do nosso mundo político e dos “negócios” de alguns servidores proemonientes.

    Certamente,ganharás o prêmio Esso do jornalismo se aprofundar no assunto…

    Parodiando o nosso editor chefe,”quem se interessa”.

  3. Esse é o comunismo tão sonhado pelos tucanalhas-petralhas-cironalhas da vida…
    Assim fica todos iguais.
    Na míseria e passando fome, enquanto eles se divertem em Paris na Mansão da Avenue Foch, comendo brioches, caviar, salmão, lasgostas, vinho e champagne francesas….

    Catadora troca cosméticos por comida para os filhos, em GO: ‘Não é fácil’…

    https://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/2022/01/13/catadora-troca-cosmeticos-por-comida-para-os-filhos-em-go-nao-e-facil.htm?cmpid=copiaecola

  4. PENSE O BRASIL, em duas versões. Na versão médico David Banner, representando a federação, ou seja, a velha república federativa, e na versão “Monstro Hulk”, o Gigante Verde, em sendo a confederação, o Novo Brasil Confederativo (como propõe a RPL-PNBC-DD-ME, o megaprojeto novo e alternativo de política e de nação, o novo caminho para o novo Brasil de verdade, definitivo), um dando origem à metamorfose do outro (ou se preferir uma versão mais suave, pense na lagarta se transformando numa borboleta), o médico Banner transformado no Monstro Hulk, naturalmente, o Gigante Verde do Bem, embora assustador e terrível contra os malfeitores, transformação essa motivada pela indignação face aos malfeitos dos me$mo$, sendo esse, pois, o nosso Brasilzão atual, um Incrível Hulk, um corpo gigantesco, quase pelado, transbordado natural e definitivamente do corpo e da roupa do Dr. David Banner, ao qual urge dotá-lo de uma nova indumentária que atente pelo nome de CONFEDERAÇÃO, inclusive porque o Gigante Verde do Bem não tem condições de sobreviver comprimido no corpo e na indumentária do Dr. David Banner, como teimam em lhe impor os seus velhos tutores decrépitos, com as cabeças cheias de faixas pretas, lexotan, rivotril, diazepam, etc., etc. e tal. https://www.youtube.com/watch?v=G_TuUr6-dC0

  5. Perde no primeiro turno. Não há direita , esquerda, Alckmin ou 3a. via pelos seus estragos na economia, saúde, educação, Itamaraty, política…

  6. Os militares das 3 forças, numa avaliação isenta e que levasse em conta apenas a relação PT x FFAA, deveriam admirar os governos petistas.
    Além de TODOS os militares receberem os reajustes represados no governo FHC, tiveram modernização do material bélico.
    O Exército recebeu centenas de Tanques Leopar II, e Guepardos.
    A aeronáutica finalmente definiu a Grippen e o contrato foi assinado.
    A Marinha construiu sua fábrica de Submarinos em Itaguaí RJ.
    Esqueci algum detalhe em desabono?

  7. Não entendo porque estão brotando tantas reportagens desses milicos vagabundos que querem posar de moderados. No final das contas todos estão mais do que fechados com o mito independente de contra quem ele estiver.

  8. Somente os fanáticos e os que estão levando vantagem neste governo podem se interessar em votar em Bolsonaro para manter a extrema direita, que vem destruindo e desmoralizando o país perante ao resto do mundo.
    A política da direita liberal, que no Brasil é sinônimo de privatizações desenfreadas interessa aos banqueiros, a todo sistema financeiro, ao mercado, parte dos militares, parte da cúpula do judiciário e a toda a elite brasileira. Só não interessar ao trabalhador que sustenta toda essa elite.
    Nesta eleição, Lula e os candidatos da terceira via, não são desprezados por essa direita, com exceção de Bolsonaro por falta de lucidez e preparo para governar, e o Ciro Gomes por ter preparo, experiência e ao atacar a raiz dos problemas vai mexer no sistema, que essa turma quer manter.
    Lula sempre agradou a direita. Como disse Brizola: Lula cacareja para esquerda, mas põe os ovos para direita.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.