“Você está falando da sua mãe?” responde Bolsonaro sobre contratos de secretário de Comunicação

Bolsonaro pensa (?) que todos devem acatar os seus chiliques

André de Souza
Jussara Soares
O Globo

O presidente Jair Bolsonaro voltou a reclamar da imprensa nesta quinta-feira, dia 16. Em evento no fim da tarde e começo da noite realizado no Palácio do Planalto, o presidente mandou, em tom exaltado, a imprensa tomar vergonha na cara.

O discurso ocorreu um dia depois da publicação de reportagem do jornal “Folha de S.Paulo” sobre o secretário especial de Comunicação Social da Presidência da República (Secom), Fabio Wajngarten. Depois, questionado sobre o caso, se irritou novamente.

“TUDO LEGAL” – Pela manhã, Bolsonaro já tinha se irritado com a imprensa ao ser perguntado sobre o assunto e afirmou que, pelo que analisou até agora, “está tudo legal” com Wajngarten e que ele irá continuar no cargo. Segundo a “Folha de S. Paulo”, a empresa da qual Wajngarten tem 95% da sociedade mantém contratos com emissoras de televisão e agências de publicidade que atendem o governo.

É tarefa da Secom direcionar os recursos de propaganda do Palácio do Planalto. O caso será analisado pela Comissão de Ética Pública da Presidência da República em sua primeira reunião do ano, no próximo dia 28. O secretário nega ter cometido irregularidades.

“TOMEM VERGONHA” – “Essa imprensa que aqui está me olhando: comecem a produzir verdades, porque só a verdade pode nos libertar. À imprensa: não tomarei nenhuma medida para censurá-la, mas tomem vergonha na cara”, disse Bolsonaro na solenidade no Planalto.

Depois, voltou a dizer, “repetindo: comecem a vender a verdade, afinal é obrigação de vocês. Não é nenhum favor não”. O discurso ocorreu durante a solenidade de passagem de comando da Operação Acolhida, responsável por receber os imigrantes venezuelanos que fogem da crise em seu país e entram no Brasil pela fronteira no estado de Roraima. Em nova fase, a operação poderá agora receber doações privadas, por meio de um site. O dinheiro será gerenciado pela Fundação Banco do Brasil.

 Depois da solenidade, o presidente foi ao Palácio da Alvorada. Ao chegar, desceu do carro dizendo que os repórteres deveriam ouvir o discurso que havia feito minutos antes e por isso não falaria à imprensa: “Eu gosto de vocês, mas os editores de vocês…”

“DA SUA MÃE?” – Ao ser questionado se sabia dos contratos da empresa do secretário de Comunicação, Bolsonaro reagiu: “Tá falando da sua mãe?” O repórter respondeu: “Não, estou falando do secretário de Comunicação, Fábio Wajngarten”. Bolsonaro não respondeu mais e passou a cumprimentar apoiadores.

No discurso na solenidade no Palácio do Planalto, Bolsonaro elogiou o trabalho das Forças Armadas na operação e também durante a ditadura militar, atacou o PT e o governo da Venezuela, e criticou os protestos no Chile.

“Não dê chance a essa nova esquerda. Eles não merecem ser tratados como pessoas normais, que querem o bem do Brasil. Não podemos chegar a 2022 como chegou a Argentina no presente ano. Ou como esta caminhando um próspero país, o Chile, caminhando para o socialismo. Não podemos deixar que o Brasil chegue à situação dessa garotada”, disse Bolsonaro referindo ao coral de crianças e adolescentes venezuelanos que vieram para o Brasil e se apresentaram no Planalto.

NOTA –  Em nota, a “Folha de S.Paulo” se posicionou sobre o caso: “O presidente volta a atacar a Folha sem explicar os conflitos de interesse de seu assessor revelados em reportagem. Continuaremos a praticar um jornalismo técnico, crítico e apartidário em relação a seu governo, como fizemos com todas as administrações anteriores.”

###
NOTA DA  REDAÇÃO DO BLOG
 –  O comportamento de Bolsonaro revela o seu explícito despreparo para ocupar o cargo para o qual foi eleito. Ignora suas responsabilidades, ataca de forma chula, agressiva e totalmente desprovida de bom senso quando questionado, ignorando totalmente que sempre deverá dar satisfação do que ocorre em sua gestão. Acredita ser um ditador diante do qual todos devem se calar e aceitar submissos seus ataques e faniquitos. No mínimo, se expõe ao ridículo e envergonha seus eleitores. (Marcelo Copelli)

 

24 thoughts on ““Você está falando da sua mãe?” responde Bolsonaro sobre contratos de secretário de Comunicação

    • Os caras pensam que aquela casa é de comunista, onde entra qualquer um sem bater palmas, identidade ou convite e que podem xingar e abduzir quem não segue suas cartilhas, deixando-os à vontade para espezinhar os contrários .
      PS. Até quando um comunista é “democrata e ecumênico”?
      R Até que se torne ESTADO, deplorável e criminoso!
      Exemplos?
      Milhões de oponentes jogados e apodrecidodnas valas!

  1. O problema é que vc tb, Bolsonaro, ao que parece, está fugindo da Verdade, igual o diabo foge da cruz. “NADA CONVENCE MAIS DO QUE A VERDADE.” E só Ela, a Verdade, como Ela realmente é, como propõe a RPL-PNBC-DD-ME, pode libertar o Brasil e povo braseiro dos grilhões da mentira política que vigora nestas plagas há 130 anos, sob o nome de república, forjada e imposta, via golpe, pelo golpismo ditatorial, o partidarismo eleitoral e seus tentáculos, velhaco$ (mídia a bordo), que se arvoraram em sócios-proprietários da dita-cuja, e que, pela direita, esquerda e centro, situação e oposição, protagonizam entre si uma maldita guerra tribal, primitiva, permanente e insana, por dinheiro, poder, vantagens e privilégios, sem limite$, à moda todos os bônus para elle$ e o resto que se dane com os ônus, perfazendo-se assim uma nefasta plutocracia putrefata, com jeitão de cleptocracia e ares fétidos de bandidocracia, sob a fantasia de democracia só para enganar a tola freguesia, seara essa na qual quanto mais se reza e mais se ora mais assombrações aparecem …

  2. Diferença gritante para um estadista:

    “Divididos, seremos sempre degraus para a direita subir” (Leonel Brizola)

    Darcy Ribeiro esteja com a razão, “O PT é uma droga. É a esquerda que a direita gosta.”

  3. O terrívelmente está aperreado, por ter que dar satisfação de tudo que acontece no seu governo.
    Quer o que? Não dar mais satisfações a ninguém?
    Isso é comportamento de ditador. Espero estar enganando…
    Quando o cheiro de M ronda, fica ensandecido e perde as estribeiras.
    Ah… se arrependimento matasse…

    Moro Presidente da República em 2022!!

    Atenciosamente.

  4. FOLHA DE SÃO PAULO – 17/01/2010

    Na chefia da Secom, Wajngarten esteve 67 vezes com clientes
    Agenda pública e relatos oficiais de viagens realizadas por Fabio Wajngarten mostram que, desde que assumiu a Secom (Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República) em abril, o secretário teve pelo menos 67 encontros com representantes de clientes e ex-clientes de sua empresa FW Comunicação. Segundo os registros, 20 viagens para parte dessas reuniões foram custeadas com dinheiro público. Na quarta (15), a Folha revelou que o chefe da Secom recebe, por meio da FW, da qual é sócio majoritário, dinheiro de emissoras de TV e agências de publicidade contratadas pela secretaria e por órgãos do governo federal. Wajngarten nega conflito de interesses. Jair Bolsonaro disse que, “se foi ilegal, a gente vê lá na frente”.

  5. Estamos vivendo os estertores da imprensa comuno-parasita que sobrevivia chancelando a narrativa esquerdista mentirosa às custas de muita grana do contribuinte.

    A mamata acabou, daí o esperneio. Só isso.

        • Vicente, não sei se ele está em vias de perder o emprego. Nem mesmo sei a emissora em que ele trabalha. Esse tipo de comentário feito por vc só quer fugir o que interessa.

          Fazer uma pergunta pertinente não é estrebuchar. O próprio presidente disse que a situação do Wanjgarten é legal. Então qual a razão de responder ao jornalista com uma ofensa à mãe dele?

          • Porque o Jair é despreparado para exercer a presidência, como foram o Cachaceiro, a Tresloucada, e o Temeroso.
            E o Brasil se fundindo pouco a pouco.

  6. Oras, pois…..: “Wagner, Siegfried, Marx e a Nova Ordem Mundial.”
    Autor: Jeremy James, 1 de agosto de 2013.

    A cabala marxista-maçônica que controla a Europa parece estar extremamente confiante que seu plano de criar uma Nova Ordem Mundial está progredindo com perfeição.

  7. “O comportamento de Bolsonaro revela o seu explícito despreparo para ocupar o cargo para o qual foi eleito.”

    -A mais pura verdade!
    -Preparados eram o Sarney, o Collor, o FHC, o Lula, a Dilma e o Temer!

    • -Portanto, o Bolsonaro está sendo o primeiro presidente despreparado para governar essa Nação Varonil, por isso está causando tanta indignação nos intelectuais da imprensa! Eles têm medo que ele, com a sua grossura que lhe é peculiar, estrague a educação, a saúde, a segurança, o transporte, o saneamento e a economia, até 2088 tão bem arrumadas pelos preparados presidentes anteriores!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *