Bolsonaro minimiza mais de 20 mil mortes pela pandemia: “É a vida. Morre muito mais gente de pavor”

Bozoroca lave as mãos e o hole Arrependida 🚩🚩 on Twitter ...

Charge de Luff (jornal alemão Stuttgarter Zeitung)

Thays Martins
Correio Braziliense

Praticamente ao mesmo tempo em que o Ministério da Saúde anunciava que o número de mortes no país pela covid-19 no Brasil passou dos 20 mil, o presidente Jair Bolsonaro afirmava, em live pela internet, nesta quinta-feira, dia 21,, que é preciso se cuidar, mas que “morre muito mais gente de pavor do que do ato em si”.

“Tem que se cuidar. Eu estou com 65 anos tenho que cuidar de mim mesmo, (de) minha mãe que está viva. E toca o barco. É a vida, é a realidade. Morre muito mais gente de pavor do que do ato em si. Então o pavor também mata, leva ao estresse, ao cansaço, a pessoa não dorme direito, fica sempre preocupada, (pensando) ‘se esse vírus pegar vou morrer'”, disse o presidente.

“PRECAUÇÃO” – Bolsonaro afirmou ainda que adiou a viagem que faria para o Vale do Ribeira, região onde cresceu, para evitar riscos de contaminação da sua mãe. “Ia ter aglomeração. Vai que eu visito minha mãe e ela pega coronavírus. Iam dizer que eu infectei minha mãe”, disse.

Bolsonaro defendeu mais uma vez o uso da cloroquina como tratamento para a covid-19, mesmo sem comprovação científica de que a droga funciona para infectados pelo novo coronavírus. “Sabemos que não tem comprovação, mas tem muitos relatos médicos. Muitos hospitais particulares têm receitado. Eu sei que não sou médico, mas temos que dar uma esperança”, explicou.

REQUERIMENTO – O presidente lamentou o requerimento do PT que pediu o cancelamento do novo protocolo do Ministério da Saúde sobre uso da medicação. O partido solicitou que o governo federal não seja autorizado a “indicação e promoção” do uso de medicamentos que não tenham eficácia comprovada no tratamento da covid-19.

“A lamentar um grupo de senadores do PT que entraram com um requerimento para que o nosso entendimento deixe de ser válido. Quer fazer com que o pobre não tenha acesso a cloroquina. O protocolo do ministro anterior do anterior só poderia fazer uso em casos graves”, disse em referência ao ex-ministro Luiz Henrique Mandetta.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
Bolsonaro mais uma vez rubrica a sua falta de preparo para ocupar a cadeira presidencial. Mostra que não nunca teve um plano estratégico para defender a população. Há mais de dois meses, empurra com a barriga, polariza para desviar do foco e lava as mãos diante da situação que se alastra. Ao dizer que as pessoas estão morrendo pelo pavor, assina novamente com as quatro ferraduras, entre pernósticos relinchos de apoio, o seu atestado de completa ignorância. Adiante com o berrante. (Marcelo Copelli)

16 thoughts on “Bolsonaro minimiza mais de 20 mil mortes pela pandemia: “É a vida. Morre muito mais gente de pavor”

  1. Vocês todos são uma cambada de hipócritas e mimizentos. Tomara que liberem logo tudo. Vocês que defendem essa quarentena inútil, são os verdadeiros assassinos. Estão matando o povo de fome e miséria. Covardes , com medo de uma gripe que sabidamente não atinge 95% da população (dados da ciência como vcs gostam). O mundo passou por duas guerras mundiais e não parou. só na segunda guerra foram mortos oficialmente mais de 40 milhões de pessoas, e vcs preocupados com taxa de letalidade de covid que não chega a 2% dos infectados. Vocês são uns calhordas e covardes. Patéticos defensores da ditadura.

  2. Estamos diante de uma aberração da natureza.
    O número de mortes aumentando e o estrupício falando que estamos na eminência da abertura do comércio.
    Está louco!
    Estão esperando o que? Que comece a rabiscar as paredes do gabinete com lápis de cor e pilot, pra colocar uma camisa de força nele e joga-lo no louqueiro mais próximo?

    Se as coisas continuarem assim, vamos assistir ao maior genocídio do planeta pela falta de escrúpulos e insanidade deste neurônio solitário..
    Atenciosamente.

  3. Os fiéis da seita dos Tranca-rua enlouquecem com a coragem do Presidente em falar a verdade.

    O lugar dessa gente emasculada é seguir o Mutretta, em procissão, rumo a Jacareacanga-PA, lugar muito agradável cercado pela natureza selvagem, para ficar em quarentena por lá … todos entocados naquele poço aberto para os testes da bomba nuclear (não essa do Dr Moro, que deu xabu).

    • Emasculado é o bolsotrouxa Policarpo que passa pano pra Tchutchuca Bolsonaro. Se Bolsonaro fosse homem de coragem não se abraçaria com os ladrões do Centrão pra comprar votos.

  4. Mais claro impossível que a Tribuna da Internet decai a cada dia. Muitos em breve não passaram mais por aqui, tantos quantos aprenderam a admirados o editor Carlos Newton e Hélio Fernandes (não está mais aqui), pois perde-se a cada dia aquele sentido de bem informar e a característica fundamental de isenção do verdadeiro jornalismo que não se observa mais.

    Para muitos articulistas bom mesmo é o cachaceiro que mija em publico de aplaude o coronavírus ou a “mulher sapiens” ou o “Poste Haddad” ou qualquer esquerdista irresponsável como Camilo Santana ou Renato Casagrande.

    Mirem-se em Romeu Zema, nos ofereçam matérias de esperança, boa gestão, conteúdos proativos. Isso aqui está um salão de horrores e focado em denegrir a imagem e governo de Bolsonaro.

    PS.: https://www.em.com.br/app/noticia/politica/2020/05/20/interna_politica,1148977/lula-ainda-bem-que-a-natureza-criou-esse-monstro-chamado-coronavirus.shtml

    PS 1: E ninguém larga a mão do presidente Jair Messias Bolsonaro. O único capaz de confrontar esse sistema apodrecido, covarde e criminoso.

  5. Ele só tem preocupação é com a PF do Rio de Janeiro. Porque será?

    Ele não governa (?) para o povo, ele governa para a família dele e para os milicianos.

    É bandido defendendo bandidos.

  6. Interpretando, concisamente, o 142

    Quem pode o mais pode o menos é um dos princípios elementares em Direito.

    Mas relativamente, tecnicamente.

    Porque o poder outorgado às Forças Armadas no 142 é extraordinário e desvincula-se da própria constituição, podendo inclusive fazer outra constituição, o que, aliás, é intrínseco em sua execução.

    Devendo sempre derivar da moral o bom direito de modo algum pode ter expressão corrupta em privilégios injustificados e injustificáveis.

    Tendo, é passível de intervenção das Forças Armadas, em execução do 142.

    E a corrupção desfigurou nossa constituição inicial, a ponto de fazê-la desmerecer essa qualificação, tornando-se-a um lixo a ser removido, em restauração da moralidade devida à Pátria,

    Nos poderes ordinariamente estruturados, legalmente as decisões de governo devem processar-se segundo as leis ordinárias, às quais devem respeito e acatamento, observados a harmonia e o equilíbrio entre os poderes, sempre em função da moralidade administrativa devida, ao povo governado.

    Se um poder corrompe-se a solução não pode ser o executivo usar das Forças Armadas para impor o que lhe pareça o correto, ordem que configuraria ilegalidade grosseira e desrespeito às Forças Armadas, muito especialmente se o próprio executivo está corrompido, como notório.

    E havendo corrupção, de um ou de todos os poderes como o caso, não podendo haver eficácia nos meios ordinários ocasiona-se a entrada extraordinária em operação das Forças Armadas, naturalmente que a seu exclusivo critério a constatação dessa necessidade, e a execução desse reparo, que na hipótese brasileira é remover e substituir a constituição corrompida, nos precisos e lógicos termos do 142.

    Numa palavra, a configuração fática interventiva é pública e notória por que?

    Porque os três poderes estão irremediavelmente corrompidos e causando prejuízos à Pátria; porque o 142 não estabelece apoio popular condicional à intervenção, até porque um povo ignorante e indiscernente como está o nosso -em boa parte graças à falta de instrução na intervenção passada- facilmente é enrolado e idolatra o imerecimento que o prejudica e não o pode socorrer.

    O Universo continua aguardando a já bastante atrasada intervenção das ainda gloriosas Forças Armadas.

  7. Nessa eu dou a mão á palmatória: muita gente está morrendo de pavor desse governo imbecil. Mas ele instintivamente achou a solução segura: montou tripé de generais para protegê-lo. Ai, pátria amada, essa turma só faz cagada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *