Bolsonaro não entende que o Estado laico significa a própria existência de Deus

Resultado de imagem para bolsonaro

Bolsonaro tem a obrigação de fazer respeitar todas as religiões

Carlos Newton

Os analistas da mídia não falam muito sobre isso, ficam meio constrangidos, mas é preciso tocar no assunto. A maior grandeza do Brasil é a democracia racial, que propiciou uma miscigenação que não se vê em nenhum país do mundo com tamanha abrangência, porque aceitamos imigrantes de todos os continentes. Os Estados Unidos também procederam assim, mas sua miscigenação ocorre muito mais lentamente e com enormes diferenças. A principal dele foi que lá na matriz USA os colonizadores praticaram liquidaram os nativos.

Aqui na filial Brazil também houve matanças, mas acabou vigorando a prática de se amasiar com a população nativa e ocorreu uma mistura de raças colossal, que Martinho da Vila consagrou no samba-enredo “Quatro Séculos de Modas e Costumes”, em 1969: – Negros, brancos, índios/ Eis a miscigenação / Ditando a moda, fixando os costumes/ Os rituais e a tradição

ESTADO LAICO – Dessa salada amorosa, que inclui as mais diversas religiões, somente poderia resultar um Estado laico, que respeitasse as crenças de cada um. O católico Vinicius de Moraes, que estudou em Oxford, era um exemplo e gostava de consultar Mãe Menininha do Gantois. Quando ele estava no auge da fossa, com as mortes seguidas dos amigos mais velhos, entre eles Ary Barroso, Manuel Bandeira e Pixinguinha, a sábia Mãe Menininha disse-lhe apenas uma frase: “Olha para a frente, meu filho…”. E o poetinha seguiu adiante.

De repente, não mais que de repente, Vinicius se espantaria num Brasil que tem um presidente que se diz “enviado por Deus”, tenta impingir a hegemonia dos costumes das seitas evangélicas, embora não deixe de se dizer católico e se defina apenas como “cristão”.

Ao invés de seguir o conselho de olhar para a frente, estamos voltados ao espelho retrovisor, discutindo hábitos e costumes, enquanto a economia naufraga, levando junto a imensa maioria dos brasileiros, inclusive ateus e agnósticos, que não creem em Deus ou acham que a existência Dele não pode ser provada.

LIBERDADE RELIGIOSA – Pessoalmente, sou religioso, aprecio as religiões em geral. Nasci católico, acho chatíssimas as celebrações, mas aqui no Rio recomendo as arrebatadoras missas de um dos poucos exorcistas brasileiros, padre Dom Giovane Ferreira, pároco da Igreja da Glória, no Largo do Machado.

Aceito todas as religiões, gostaria de ter conhecido Mãe Menininha; considero Sócrates um dos maiores líderes religiosos da Humanidade; gosto de estudar as vidas do avatares (Khrisna, Moisés, Lao-Tsé,  Buda, Confúcio, Jesus, Maomé etc.); aprecio muito as teorias espiritualistas, desde Sócrates a Alan Kardec; no momento estou encantado com a sabedoria budista, mas também respeito os pensamentos dos ateus e agnósticos, como o judeu Charles Chaplin e o luterano Friedrich Nietzsche.

###
P.S. 1 – Acredito que o Estado laico signifique a verdadeira presença de Deus na Terra, pois ao mesmo tempo abre os braços a todos os habitantes, indistintamente, e isso significa um procedimento absolutamente divino.

P.S. 2 – Considero a liberdade religiosa um dos maiores bens da Humanidade, e lutaria até a morte, com todas as forças, para defender o Estado laico, um avanço democrático que os atuais governantes brasileiros insistem em tentar desconhecer, que Deus os perdoe…

20 thoughts on “Bolsonaro não entende que o Estado laico significa a própria existência de Deus

  1. Não percebi que ele se definiu como um demiurgo, simplesmente um auto de sua fé que estamos aqui como vontade de Deus.
    É fácil distorcer qualquer pronunciamento de quem quer que seja, Voltaire alegava que se quisesse poderia glosar até a prece dominical, o Pai Nosso bíblico.
    Imagino se Bolsonaro for num terreiro de macumba, ou de Umbanda, no outro dia a mídia mundial vai espalhafatosamente divulgar que o Capitão retroagiu aos costumes afro escravagistas e chegando no Vaticano a noticia vai aporrinhar o papa Bergolho que do alto se sua santidade vermelha vai excomungar o herege e canonizar o beato Lula.
    Saravá Carlos Newton.
    Pai Marreta® de Ogum no ano da graça onde se pretende queimar o de verde oliva na santa fogueira da inquisição avermelhada.

  2. “Acredito que o Estado laico […] pois ao mesmo tempo abre os braços a todos os habitantes, indistintamente” … pois não parece, viu, caro CN, já que você sabe que nas últimas décadas o tal do STF foi totalmente aparelhado por ateus e agnósticos, que respeitam uma única religião: a do progressismo anti-religioso. Portanto, não venha me engambelar com esse palavrório aparentemente isentão. Bolsonaro está mais do que certo ao querer nomear um religioso para o STF.

  3. Argumento recorrente em alguns segmentos religiosos; ser enviado, ungido ou portavozes de Deus, colocando-os supostamente como defensores do bem e os opositores defensores do mal. O Presidente auto-proclamou-se o “Messias”, Salvador do Brasil e do Universo.

  4. Pois sou totalmente favorável que pessoas tementes à Palavra de Deus tenham prioridade no comando das grandes instituições. Quem teme a Deus procura fazer Sua vontade, e Sua vontade é justa. Este discurso de venerar várias religiões é coisa de quem nada entende de religiosidade, portanto nem deveria tocar no assunto. Deus é único, o restante é seita. E seita precisa ser convertida pra que emcontre o caminho da Verdade.

  5. Algumas “religiões, não pregam os ensinamentos de Cristo. nem a prática cristã
    As principais religiões do Brasil, estão mais para um comércio, o enriquecimento e o poder. do que a prática cristã. Se Jesus viesse ao Brasil neste momento, viria com um chicote nas mãos.

    • Se nã oestou enganado, Joaquim Barbosa é protestante, e foi ministro do Supremo.

      Então cai por terra essa história de que não tivemos Ministros do Supremo protestante

      Mesmo que não tenhamos um ministro protestante, então aqueles que pertencem a outros grupos religiosos irão querer o mesmo direito.

      Daqui a pouco vai aparecer representantes dos espiritas dizendo que está na hora de termos ministros do supremo espiritas; Macumbeiros irão contestar do porque ainda não se ter ministros macumbeiros no supremo; e assim vai.

      Viu como o comentário do Boçalnaro é para criar desavenças.

  6. Por essas e outras, que após eu ler alguns comentários, concordo plenamente com Carlos Newton sobre a imperiosa necessidade de o Estado ser laico!

    Diante da minha dúvida quanto à capacidade dos assessores de Bolsonaro, tenho receio que um deles tenha buzinado na orelha do presidente, e o avisado que o Cristianismo foi declarado como religião oficial do nada menos Império Romano!

    O autor ou o mandante foi Constantino, o primeiro imperador romano cristão da História!
    Instituiu o Cristianismo no ano de 313 e, em 390, Teodósio a oficializou.

    Logo, lá pelas tantas, Bolsonaro que tem se achado um enviado de Deus, poderá ter esse desejo, transformando o Brasil em um verdadeiro balaio de gatos!

    PT, ateísmo, comunismo, socialismo de um lado e, do outro, Cristianismo, capitalismo, liberalismo econômico …

    Bom, quem sabe se para nos unir de novo, o povo não precisa exatamente desunir-se por completo?!
    Veneno de cobra não se cura com o próprio veneno?!

    • Caro Bendl … até a Revolução Americana, e, principalmente, a Francesa … eram os Reis que determinavam a Religião de seus Reinos kkk KKK kkk

      “Eu vos envio como ovelhas no meio de lobos. Sede, pois, prudentes como as serpentes, mas simples como as pombas”. (Mt 10,16)

      “E o proprietário admirou a astúcia do administrador, porque os filhos deste mundo são mais prudentes do que os filhos da luz no trato com seus semelhantes”. (Lc 16,8)

      Sócrates foi condenado por IMPIEDADE contra os deuses gregos, né???

      Em Helena, a religiosidade era muito forte … e São Paulo foi logo avisando que pregava o Deus Desconhecido … que tinha Altar em Atenas.

      No Brasil … os ÍMPIO

      • Caríssimo Lionço.

        Perdão, mas até a data que mencionaste, a Guerra da Independência Americana (penso que é sobre isso que falavas, e não da Secessão) e Revolução Francesa, a Queda da Bastilha, a Igreja teve mais de mil anos sendo a autoridade maior no Ocidente, e era o Papa quem coroava reis e imperadores!

        Sem o aval da Igreja não havia dinastias, sucessões, transferências de poderes.

        Uma das razões do surgimento do Anglicanismo foi exatamente a negativa de divórcio a Henrique VIII para se casar com Ana Bolena, que o Papa não concedia.

        Buzina da vida, rompe com a Igreja Romana, e passa a ser o senhor do Reino Unido e chefe da religião ao mesmo tempo.

        Abração.
        Saúde.

  7. Estás certo … amigo Bendl.

    Há diferença … pois Constantino (25 de julho de 306 – 22 de maio de 337) – como os Imperadores antes dele, eram Pontifex Maximus da Religião Romana Pagã.

    Na realidade … só Graciano (4 de agosto de 367-17 de novembro de 375) é que renuncia a ser Pontifex Maximus.

    Teodósio I (agosto de 378 — 17 de janeiro de 395) é quem declara o Catolicismo oficial … e os Papas vão se firmando até serem Pontifex Maximus do Catolicismo.

    Sds.

  8. Newton.
    Sou um dos poucos que comenta de acordo com o texto.

    Bendl.

    Não derrube os seus fãs, só responda de acordo com texto. Você tem conteúdo. Você, já viu alguma vez o Alex comentar alguma coisa de acordo com texto.
    Cada texto, tem seu conteudo, tem momento tem sua veracidade. Sejam profissionais. Lamentável é que Você e Newton nao vão ler e nem comentar.
    Na TI terá, terão vários assuntos e cada assunto será e deverá ser comentado dentro dele. Captes.

  9. Prezado Treze-guga,

    Li, sim, o teu comentário e advertência ao meu modo de elaborar os textos.

    Tu és o segundo que me chama à atenção neste sentido, logo, devo mesmo me preocupar em alterar esse meu jeito de escrever.

    Agora, se volta e meia eu me excedo, deve-se à importância do tema que, invariavelmente, encontra-se atrelado a outros componentes, pois jamais é estanque.

    Muito obrigado pela amizade que me dedicas, haja vista que os verdadeiros amigos são justamente os que nos orientam, pedem que modifiquemos o que está errado ou em descompasso com os acontecimentos.

    Um forte abraço.
    Saúde.

  10. O estado é a desculpa perfeita para deixar o Supremo nas mãos de ministros ateus que defendem todo tipo de podridão, desde assassinato das crianças, até união daqueles que não procriam !!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *