Bolsonaro piora, Mourão não assume e o país não tem ninguém a governá-lo

Resultado de imagem para bolsonaro piora

Mourão não governa, enquanto Bolsonaro finge que governa

Carlos Newton

Foi um espanto saber que o presidente Jair Bolsonaro teve febre (38ºC) na noite de quarta-feira e, após ser submetido a exames, apresentou quadro compatível com pneumonia . A informação foi confirmada através do boletim médico do Hospital Albert Einstein, em São Paulo, onde ele está internado desde a semana passada, e também pelo porta-voz da Presidência, Otávio do Rêgo Barros.

O mais espantoso é que essa informação significa que o presidente da República não está desempenhando suas funções, o escritório montado no Hospital Albert Einstein jamais foi usado, não há previsão de que Bolsonaro reassuma nos próximos dias, e mesmo assim o vice-presidente Hamilton Mourão continua impedido de exercer as atribuições para as quais foi eleito.

VOLTA FORÇADA – Desde o dia 27 de janeiro, um domingo, o presidente viajou para São Paulo para os preparativos da operação a que se submeteria na segunda-feira, dia 28, uma cirurgia muito complicada, com anestesia geral e que durou nove horas. Mesmo assim, o Planalto manteve a farsa de fazê-lo reassumir o cargo na manhã de quarta-feira, embora estivesse proibido de receber visitas e até de falar, para evitar a formação de gases no aparelho gastrointestinal.

No hospital, foi montado um escritório para Bolsonaro despachar, mas desde então o único ato administrativo que teve foi assumir um documento ainda deitado na cama. Depois, piorou, teve febre, continuou com restrição a visitas e a conversas, mas mesmo assim o vice-presidente Mourão não assumiu.

A farsa é tamanha que foi o ministro Sérgio Moro quem assinou o decreto de nomeação do ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, cujo nome verdadeiro é diferente, mas usa esse pseudônimo em sua atividade política.

ATO NULO – O decreto de nomeação do ministro codinome tem o valor semelhante ao de uma nota de três dólares. Apesar dessa nulidade do ato, que para ser válido precisa ser assinado pelo presidente da República, o surpreendente ministro de nome variável já reassumiu ilegalmente o cargo, vejam a que ponto de esculhambação administrativa este país chegou.

Agora, o presidente Bolsonaro pegou uma pneumonia, cuja tradução simultânea significa, na melhor das hipóteses, pelo menos mais dez dias no estaleiro, para dizermos o mínimo. Mesmo assim, o vice-presidente Mourão não é chamado a assumir a função constitucional que lhe cabe.

Alguém poderia informar o motivo desse flagrante boicote ao vice-presidente da República? O povo quer saber. Aliás, o governo tem até porta-voz, mas o general de plantão no cargo nada informa a respeito.

###
P.S. 1
– Pessoalmente, não me preocupo com isso, porque em 2010/2011 a Bélgica ficou 511 dias sem governo, não houve problemas e o país continuou a crescer.

P.S. 2 – No caso do Brasil, nem interessa se existe governo ou não, porque o país parece ser ingovernável. Aqui, mudamos os presidentes, mas quem continuam comandando tudo são os banqueiros, que no filme “Casablanca” seriam considerados “os suspeitos de sempre”. (C.N.)

12 thoughts on “Bolsonaro piora, Mourão não assume e o país não tem ninguém a governá-lo

  1. Especialistas em roubo, dilapidação e rapinagem do dinheiro público. Da-lhe PT !!!

    A caixa-preta das indenizações políticas
    O Antagonista

    A ISTOÉ obteve a lista de todos os anistiados políticos que ganharam indenizações desde a criação da Comissão da Anistia em 2001.

    São 39 mil beneficiados – isso mesmo – com quase R$ 10 bilhões, como já havia publicado a Crusoé. A farra ganhou ares de esquema criminoso na era PT, com benefícios direcionados aos amigos da Corte.

    Até Lula ganhou e ninguém sabe dizer exatamente quanto. Há o registro de um valor superior a R$ 59 mil, mas nem a Dataprev consegue descobrir se o valor é mensal ou foi pago em apenas uma prestação.

    Mais uma caixa-preta petista que precisa ser aberta urgentemente.

  2. Por falar em Dataprev, é preciso que um único órgão centralize o pagamento de todos servidores ou agentes públicos e que corte qualquer ganho acima do teto constitucional, sem exceção. E quanto ao nosso Bolsonaro, por favor , não receba visitas que o faça se emocionar, pois não pode rir ou chorar. Isso força os pontos da cirurgia, eles podem se romper. Melhoras Presidente.

  3. Assusta tudo isto, afinal George Whashington morreu porque vieram o melhores médicos do país tratar de uma gripe e cada vez aplicavam o que tinham de melhor na época, vários chás e drogas e muita sangria.

  4. CN., Esse tipo de operação tem um risco maior que a operação do coração. Digo isso, porque minha mulher no início do ano passado teve que ser operada as pressas com a hérnia umbilical estrangulada, perdeu um pequeno pedaço dos intestinos. A operação foi um sucesso, teve alta e durante algum tempo estava ótima, de repente, começou a passar mal e não saiu mais da cama, foi internada novamente, foi para a UTI , duas semanas depois veio a falecer, dia 22 de maio..
    Como Bolsonaro está sendo tratado no melhor hospital do Brasil, creio que vai dar tudo certo.

  5. Segundo a parapsicologia, os nossos olhos, ou aliás, os nossos cérebros, dentre todas as prioridades, a primaz delas é enxergar silhuetas faciais, em meio a formas caóticas: nuvens, pisos, dunas, pinturas, plano de fundo de fotografias, projeção de sombra ou luz etc. A esse fenômeno dá-se o nome de Pareidolia ou Apofenia. Não chegam a ser uma escotografia; este já é um processo mais sofisticado, que não depende de tela de projeção, mas de delineamento ectoplasmático, na crença dos cardecistas.
    Esses “rostos” nos saltam aos olhos por dois motivos: porque o “bicho” com quem somos mais familiarizado ou socializado é gente.
    A outra razão já vem do nosso mecanismo de autodefesa: geralmente, aquilo que nos representa ameaça, é dotado de lhos, venta, boca, orelhas etc. Daí a rapidez do nosso cérebro em identificar o fantasma rapidamente.
    Fixe ao fundo dessa foto de Bolsonaro e vislumbre alguns fragmentos que juntos fazem lembrar o semblante de Tancredo Neves. Basta pensar no extinto antes e fitar para a fotografia!

  6. Não há nada a temer.

    O Paulo Guedes está no comando da única coisa que interessa.

    “Reformar” a Previdência Social do Povo Brasileiro para garantir a remuneração do perene Sistema Dívida Pública.

    A Nação inteira está a serviço do Sistema Financeiro.
    Só não explode, porque alguns que controlam a Sociedade, recebem e se contentam com as migalhas que os rentistas distribuem.

  7. Perdoe -me, Newton, mas, além dos banqueiros, a enorme corporação dos “servidores” publicos, ativos ou inativos é que comandam o desgoverno. Quando é que vão acabar estes insuportáveis privilégios?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *