Bolsonaro volta a falar sobre dificuldade para criar Aliança pelo Brasil e admite ‘outra alternativa’

Várias legendas já acenaram interesse no nome de Bolsonaro

Matheus de Souza e Sofia Aguiar
Estadão

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) voltou a afirmar, nesta segunda-feira,  dia 1º, durante conversa com apoiadores, que enfrenta dificuldades para a criação de seu partido, o Aliança pelo Brasil, justificando que há muitos “problemas burocráticos” e que, caso não dê certo, “tem que pensar numa outra alternativa”.

Fundado em novembro de 2019, após Bolsonaro romper com o PSL, o projeto para criação da sigla não obteve 10% das assinaturas necessárias. No entanto, segundo o presidente, a discussão sobre o Aliança será retomada na terça-feira, 2, após a eleição da Câmara e do Senado.

NOVA OPÇÃO – Em novembro do ano passado, Bolsonaro afirmou que, se não conseguir a cota necessária para impulsionar o projeto, “a gente, em março, vai ter uma nova opção”. Diante da inviabilidade, a alternativa pode ser a de filiar-se a outros partidos, como Progressistas, PSL, Republicanos, PTB, Patriota e PL, que já acenaram interesse no nome do presidente.

Durante a conversa, Bolsonaro aproveitou para reafirmar sua posição contra as medidas de isolamento social adotadas por governadores para conter a disseminação do coronavírus. “Cada vez mais se comprova que a política do ‘Fique Em Casa’ destrói cada vez mais a economia, inunda o Brasil de desempregados, vem inflação, aumento de preços”, afirmou, mas eximiu sua culpa na instabilidade nacional: “não pode continuar culpando o presidente por essa política porque ela não é minha”, afirmou.

Com relação às medidas, Bolsonaro também fez questão de criticar seus adversários políticos, adeptos do distanciamento social. Segundo Bolsonaro, “‘Fique Em Casa’ é para uns, para outros é Miami e Maracanã. Aí não dá”, relembrando a viagem de Joao Doria (PSDB) para Miami, no final do ano passado, e, mais recentemente, a polêmica envolvendo o prefeito paulista Bruno Covas (PSDB), que neste domingo, 31, decidiu ir à final da Copa Libertadores, no Rio de Janeiro, com o filho.

8 thoughts on “Bolsonaro volta a falar sobre dificuldade para criar Aliança pelo Brasil e admite ‘outra alternativa’

  1. Boa tarde, jumentinhos borxonaristas !

    “Ei queria tirar uma foto, já emendando pro final, do resto de cada um dos senhores aqui.
    Pra saber se em 2019, quando o coro comer pra valer, se vocês vão se deixar seduzir por discurso do Centrão, ou se vão se manter firme e forte Bolsonaro.”

    • Sabem quem disse essas belas palavras em julho de 2018, jumentinhos?

      Foi Eduardo Bananinha Bolsonaro, um mau caráter como o pai, adulado por vocês.

      Lembro disso pra vocês, porque ontem a jegada celebrou a vitória de um condenado em 2ª instância para a presidência da Câmara.

      Vários vagabundinhos aqui estão tirando suas máscaras.

      Não se trata mais de Nova Política (esta já se revelou uma rampeira vagabunda e fogosa do Centrão…) kkkkkkkkk xD

      Trata-se apenas de continuar agarrado a um vagabundo, justificando tudo que ele faz com clichês “do tipo os outros fizeram também”.

      Tá divertido ver a jegada borxonarista se limpando naquilo que diziam combater: a merda dos outros….

      “Ainnnnnnnnnnnnnn, mas os outros fizeram também!!!”

        • Roberto, memória não é para jumentos! Quando muito eles guardam duas ou tres coisinhas.
          Como é bom termos arquivos vivos ao nosso lado! Nunca mais haverá mentira sem comprovação, principalmente as gravadas.
          Abraço.

  2. Quer exemplo de incapacidade total? Bolsonaro é ele!
    Não conseguir fundar um partido neste país é de um imbecilidade total!
    Anotem, aqui vai um fato que se tornará realidade. Não conseguem as assinaturas: milhões de votos largaram ele de mão!
    Vamos à terceira via, pelo amor ao Brasil!

  3. Joice Hasselman

    É SIMPLESMENTE
    I-NA-CRE-DI-TÁ-VEL!!

    Não sou psiquiátra,
    mas das duas uma: Ou é louca ou é alcoólatra, a mulher não pode ver uma bica de álcool, que já vai encher os cornos!!!

    Deveria ter um orientador político e também de caráter.

    Foi beber da água benta do demônio.
    Aliás, se eu fosse ele (não estava lá) mandava expulsar essa vaca vagabunda e desqualifica de lá.

    Vive chamando o cara de ladrão e foi na festa demoníaca.
    Se abraçou com o Lira e tal… PQP!!!

    Vou vomitar no Maracanã e depois eu volto!

    P.S. 1) Essa também é da turma do fique em casa. Nessa aglomeração de trezetas pessoas, ninguém de máscara!
    Pode isso Arnaldo?

    P.S. 2) Na hora da eleição tomaram todas as prevenções contra o Covid! Kkkkk
    Na festa rega bofe, chutaram o balde!!
    Ninguém é de ninguém!!! Kkkk

    JL

    https://youtu.be/22ZjoUwfs54

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *