Bolsonaro tem poucas realizações a exibir, mas é um forte candidato à reeleição

Resultado de imagem para bolsonaro charges"

Charge do Duke (dukechargista.com.br)

Carlos Newton

Ninguém sabe ao certo o que acontecerá ao Brasil. Recorde-se que o candidato Jair Bolsonaro (PSL) foi eleito com folga, em meio a um clima de renovação e muita esperança, acreditava-se que o país reencontraria o caminho do crescimento socioeconômico. Como se sabe, sonhar ainda não é proibido nem paga imposto. Os eleitores sonharam à vontade e agora têm de se deparar com a realidade, que chega a ser incompreensível, é por isso que não existem mais brazilianistas, todos desistiram de entender o Brasil e jogaram a toalha.

O fato concreto é que um ano praticamente já se passou e não houve grandes resultados, salvo o controle da inflação, embora Bolsonaro acredite que seu governo é um espetáculo e que o mundo ainda há de se curvar perante o Brasil, vejam a que ponto de delírio chegamos.

PARADOXO AMBULANTE – Neste primeiro ano, o que se viu foi um governo dividido, em que o Ministério da Economia se encarregou das reformas, enquanto a Presidência se mostrava mais interessada num revertério nos costumes socioculturais, com a intransigente defesa da instituição familiar passando a ser feita por um governante que já está no terceiro casamento e nem quer saber dos graves problemas da família da atual primeira-dama, a bela Michelle, cujo prazo de validade ainda não está vencido.

Bolsonaro é assim mesmo, um paradoxo ambulante. Em 2016, nos preparativos para as eleições, foi batizado no Rio Jordão pelo pastor pentecostal Everaldo Pereira, fundador do PSC, que depois lhe negaria legenda para ser candidato. Ainda hoje, Bolsonaro se diz católico, mas vive em orações nos templos evangélicos, onde se declara um enviado de Deus, que é uma boa forma de garantir eleitores.

E está sempre anunciando a nomeação de um jurista (?) tremendamente evangélico para ao Supremo.

VOCAÇÃO DE DITADOR – Não há a menor dúvida de que Bolsonaro tem uma tendência enorme para ser ditador, pois não aceita a existência da oposição, cultiva a paranoia de enxergar comunistas em todos os cantos, se diz perseguido pela grande imprensa e só dá entrevistas à evangélica TV Record, que o apoia incondicionalmente, e ao SBT, que pertence a um israelita que reza pela cartilha do oportunismo e se oferece prazerosamente a qualquer governo, desde os tempos da ditadura militar.  

No meio dessa confusão, percebe-se que o governo é desastroso, muito mal visto no exterior, porque se orgulha de não acreditar em aquecimento global ou em efeito estufa, está pouco se incomodando com o meio ambiente e os direitos das minorias, além de achar que seu apoio incondicional aos Estados Unidos lhe garantirá ingresso no paraíso político universal, vejam que confusão dos diabos.

E AS REALIZAÇÕES? – De fato, há algumas realizações que merecem elogios, como a extinção de centenas de desnecessários conselhos federais, a derrubada dos juros, o controle da inflação e a tentativa – ainda não concretizada – de garantir posse de arma a cada cidadão decente, além da decisão de não privatizar a Petrobras, entregando apenas as subsidiárias.

E paramos por aqui, porque a reforma da Previdência é uma realização necessária, mas incompleta, pois não incluiu os servidores militares na primeira leva nem a privilegiada nomenklatura civil, especialmente do Judiciário e do Legislativo, todos continuam se aposentando com o supremo teto .

POR OSMOSE – A mínima recuperação do PIB e do emprego este ano foram obtidas por osmose, porque o governo nada fez neste sentido, as coisas se deram normalmente, com a economia batendo no fundo do poço e depois subindo em pouco, conforme já ocorrera no governo Temer, também por osmose, pois em economia não existem crises eternas.

Em tradução simultânea, são poucas as grandes realizações. Mesmo assim o presidente pode se reeleger, devido à aversão a Lula e ao PT, que parece ter aumentado com a libertação do ex-presidente, que tem ficha sujíssima e leglamente não pode se candidatar em 2022.

###
P.S.
Esta é a política do Brasil, que os analistas estrangeiros não conseguem entender. Em termos de riquezas econômicas, é o país de maior potencial de crescimento no mundo, mas está dominado e acorrentado por governantes verdadeiramente trapalhões, à exceção de Itamar Franco, o melhor presidente nesta fase pós-Vargas. No dia em que nossos governantes abandonarem essas bobagens de direita e esquerda, passando a seguir o caminho do centro, recomendado pelo ministro Luís Roberto Barroso, as coisas poderão enfim se normalizar. Quanto à sucessão de 2022, o candidato mais forte continua sendo Jair Bolsonaro, porque os rivais são muito fracos e ele é um tremendo demagogo, sabe conquistar votos, precisamos reconhecer.  O lance de conversar todo dia com o povo na portaria do Alvorada é uma jogada de mestre, realmente genial. (C.N.)

11 thoughts on “Bolsonaro tem poucas realizações a exibir, mas é um forte candidato à reeleição

    • Essas seitas protestantes na America Latina prosperaram com o apoio do governo estadunidense para servirem de olhos e ouvidos do Titio Sam. O brasileiro americanizado fez o papel de idiota para fortalecer essa invasao ao territorio nacional em uma clara interferencia externa com a desculpa canalha de “levar a palavra de Jesus”. ACORDEM!

  1. hehehehehehehehehehehehehehehehe

    Pobre dos fofos!
    Então não vamos para o céu?
    Que legal.

    A pastora Sarah é tão “sábia”, que se existisse o céu teríamos de acreditar em Deus; e como o Criador é sinônimo de amor, de onipotência, onipresença, eu questiono esse Deus do céu que a pastora divulga, perguntando-Lhe:
    Por que me fez gordo?
    Por que fez as pessoas doentes?
    Por que fez as pessoas más?
    Por que fez as pessoas assassinas?
    Por que fez os mentirosos?
    Por que fez os que prejudicam os outros?
    Por que permite que a Natureza mate o ser humano (Tsunamis, vulcões, seca, cheias …)?
    Por que permite a miséria?
    Por que permite a pobreza?
    Por que desde a Sua criação, o ser humano, Deus permitiu tantas matanças em Seu nome, além de milhões de pessoas que foram obrigadas à escravidão pelos mais poderosos?!
    Por que permite que poucos gozem do conforto e a maioria sofre da falta de atendimento?
    Por que Deus permite esse tipo de religião, onde a Sheeva é pastora, e permite que ela saia dizendo disparates e asneiras?

    E são os gordos que não vão para o céu?
    O céu só existe para quem é magro?
    Os gordos são excluídos da graça divina por que Deus prefere os magros?
    Então por que esse mesmo Deus me deixou assim, gordo?!
    Deus seria político, um petista, quem sabe?

    Se é assim vou montar uma igreja, cujo Deus me dirá que os magros não vão para o céu!
    E quero ver a “pastora” me desmentir!

    Pelo amor de Deus, mas em nome do Todo Poderoso, como as pessoas que se arvoram autoridades espirituais proferem heresias!

    Pastora, Sheeva,
    Pare de dizer besteiras. Se continuar desse jeito, a senhora vai conhecer o INFERNO!

    • Caro Bendl,
      Concordo. Em regra o ser humano é mal, egoísta, vaidoso e insensível a miséria humana, Se há inferno, o inferno e aqui na Terra, numa curta passagem.
      Deus foi criado por Moisés, que deu-lhe nome de Jeová, mas era o Deus dos hebreus, porque aos inimigos dos judeus esse Deus enviava pragas, mandava destruir cidade e matar.
      As principais religiões evangélicas e católica pregam o materialismo a riqueza, nada a ver com os ensinamentos espirituais de Cristo.
      Um forte abraço, amigo

  2. Bolsonaro pode não ter um mínimo de preparo para comandar o Brasil, mas em matéria de eleições vai muito bem. Não agrada tanto os católicos, porque sabe que a maioria dos católicos não aceita cabresto para votar. Os evangélicos são os votos de cabresto mais certos que exite no Brasil.
    Bolsonaro sabe que para se reeleger precisa contar com os votos das igrejas evangélicas, juntamente com os votos de seus adoradores e a
    polarização com o Lula conseguir mais alguns votos, para ter chance de reeleger. Bolsonaro, vem trabalhando muito, não pelo Brasil, mas para se reeleger.
    Os juros estão caindo e vão cair mais, porque o consumo vem diminuindo, com os salários dos trabalhadores baixos, a pobreza e a miséria que assola o país. Isso explica o número absurdo de inadimplentes.
    Se não acabarmos com o nós e eles, com Lula ou Bolsonaro, não vejo um futuro melhor para o Brasil.

  3. Prezado CN

    Em sua postagem o senhor disse : “Bolsonaro se diz católico, mas vive em orações nos templos evangélicos, onde se declara um enviado de Deus, que é uma boa forma de garantir eleitores”.

    Pois bem. Há abaixo o vídeo que mostra Bolsonaro sendo consagrado, de joelhos, pelo e aos pés do “bispo” Macedo, meliante que dispensa comentários, no “Templo de Salomão”, à vista de centenas de vítimas-fiéis desta fraude que é a IURD

    https://www.youtube.com/watch?v=btFfL5D0nyw

  4. Discordo, Newton. “Lances Geniais” ? Prefiro chamar-definir de enormes trapalhadas ao amanhecer. Acusa sem provas, faz chacotas toscas e, o final do dia, tem que desmentir as bobagens que diz. Aliás, cadê e para que serve o porta-voz??

    • Amigo Limongi, não me fiz entender direito. Estava me referindo à eficácia de agradar eleitores diretamente, na portaria do palácio, coisa que nenhum outro ousou fazer.

      Abs.

      CN

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *