Bolsonaro usará marco dos mil dias para viajar o país e tentar recuperar a popularidade

Governo Bolsonaro em Charges | Bolsonaro 1000 dias

Charge do Clayton (O Povo/CE)

Deu na Folha

Na esteira do pior patamar de reprovação ao governo desde que tomou posse, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) planeja uma sequência de eventos para celebrar a semana em que completa mil dias de mandato. A ideia original do presidente é fazer viagens para todas as regiões do país, num esforço concentrado para apresentar entregas como estradas, casas populares e até hidrelétrica.

Com as viagens e os eventos, Bolsonaro espera recuperar parte da sua popularidade. Segundo o Datafolha divulgado na semana passada, 53% da população considera a gestão do presidente ruim ou péssima, um novo recorde.

PLENA CAMPANHA – A ideia de integrantes do Palácio do Planalto é que Bolsonaro visite ao menos uma cidade de cada região e participe por videoconferência de inaugurações de impacto.

Durante as viagens, além das solenidades de lançamento das obras, o presidente deverá conceder entrevistas a rádios locais. A medida faz parte de uma nova estratégia de comunicação que busca dar capilaridade às ações do governo.

No dia 27 de setembro, quando o governo completa mil dias, o plano é fazer um ato no Planalto. De 28, terça-feira, a 1º de outubro, sexta-feira, Bolsonaro deve ir para Nordeste, Norte, Sudeste, Centro-Oeste e Sul. As duas últimas regiões serão visitadas no mesmo dia pelo presidente, na sexta.

INAUGURAÇÕES – O chefe do Executivo está sendo aconselhado a participar dos eventos mais vistosos, como inaugurações de hidrelétrica ou rodovias. Mas caberá ao próprio Bolsonaro a escolha das cidades e dos eventos que participará.

Segundo auxiliares palacianos, o chamado “entregaço” já vinha sendo organizado há pelo menos quatro meses. Foram concentradas todas as entregas de ministérios previstas para setembro em uma única semana.

Estão planejados eventos que vão da alçada desde do Ministério da Defesa até a Saúde, passando por Educação, Desenvolvimento Regional, Ciência e Tecnologia e Infraestrutura, entre outros.

AGENDA POSITIVA – A lista de obras está sendo finalizada. A expectativa é que sejam incluídos atos de assinatura de concessão de aeroportos e rodovias, além da liberação de trechos duplicados em estradas.

Com a série de eventos, a meta do Planalto é tentar emplacar uma agenda positiva nos estados, diante das pesquisas de opinião que mostram Bolsonaro em desvantagem em relação ao seu provável adversário no ano que vem, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

A mais recente pesquisa Datafolha mostrou que a corrida presidencial está estagnada, com Lula mantendo larga vantagem sobre Bolsonaro na dianteira da disputa.

MIL DIAS – Durante as atividades dos mil dias, no mesmo dia e no mesmo horário, a previsão é que ocorram eventos simultâneos em diferentes estados do país com os ministros.

Bolsonaro quer participar presencialmente de um e, por videoconferência, aparecer nos demais. Nas cerimônias, o Planalto também pretende apresentar vídeo com o que foi entregue pelo governo federal aos estados.

Antes da pandemia, o governo realizava eventos no Planalto a cada cem dias para apresentar o que teria feito no período. Esta deve ser a primeira vez que Bolsonaro viajará com esse propósito. E o governo prepara eventos em dias e cidades distintas com os ministros como estrelas.

7 thoughts on “Bolsonaro usará marco dos mil dias para viajar o país e tentar recuperar a popularidade

  1. Pesquisa Datafoice? Credibilidade zero, esqueceram da última eleição presidencial?Um negacionista e tranqueira, mais preocupado em salvar o pescoço da prole igualmente negacionista e tranqueira, os reis da rachadinha(a maioria dos políticos faz o mesmo), botar fé em pesquisa e artigos da foice é demais.

  2. Absurdo isso! 1000 dias de gastos públicos em campanha antecipada, abuso de poder político e econômico. Já é reincidência… A candidatura tem que ser negada pelo TSE

  3. Bolsonaro deveria deixar essas obras pra serem inauguradas pelo Lula, já que ele vai ganhar as eleições de lavada.
    As pesquisas do Data Folha estão aí e não me deixa mentir.
    Pensando bem não precisamos de eleições, Data Folha nomeia que quiser.

    Seção saudosismo, não sei se o editor vai deixar passar, vou tentar com esse escrito antigo do Facebuque.

    James Pimenta
    Compartilhado com Público
    Como poderia ter dito Millor, muita merda haverá ainda de passar por baixo da ponte. E passou.
    James Pimenta
    26 de setembro de 2013 às 08:53 ·
    Quem gosta de miséria é intelectual pobre gosta é de luxo, ainda mais se o pobre é comunista, desconheço qualquer vivente vermelho que não adore todos os vícios da alta burguesia.
    Foi-ce o tempo dos bons comunistas, dos que comiam criancinhas no desjejum dos foiceiros e marteleiros, dos de hábitos espartanos, Talvez o ultimo dos moicanos seja o sub-marijuanista Mujica.
    Os “nossos” são um caso à parte, não guardam em seus ideários bolcheviques tais pruridos, esbaldam-se nas benesses do poder e suas tetas pródigas.
    Diferentemente de um Licurgo de Esparta, que considerava a vida de prazeres e licenciosidade uma forma de escravidão e via liberdade e felicidade numa vida mais regrada, com um regime rígido, severo mesmo. Licurgo e Sólon deixaram para os gregos, o primeiro a aristocracia, ou o governo dos melhores e o outro a democracia, o governo do povo. Agora só pensam em luxo e riqueza.
    Por outro lado, sempre tem que haver o outro lado, é como de fosse uma espécie de “cabe recurso” quiçá um embargo infringente, os nossos comunistas outrora pobres, agora vão ao paraíso terreno, expropriando ou banqueteando, garimpando chegaram lá, e comportam-se como os lendários eunucos na corte do Rei Xerxes e seus costumes devassos.
    A nossa também lendária Rainha do Paranoá, a que não se arrepende de nada, e o nosso Demiurgo Roufenho, aquele que não sabia de nada, esbaldam-se quando visitam a meca do imperialismo maldito, mãe e pai de todos os vícios. Oh New York, New York… Nossa Rainha Dentuça de Sabá hospeda-se num hotel de alto luxo e paga a diária com dinheiro de contribuinte a bagatela de 25.000 reais, isso porque a suíte presidencial estava ocupada, senão…

  4. Mil luas! Enfim, o final
    Dos dias desse grande mal,
    Dessa loucura extremada
    De um louco Torquemada.

    Que a jornada agora seja curta
    Para essa quadrilha corrupta
    Que durante esse tempo inteiro
    Trouxe morte e dor aos brasileiros.

    A mil chegarás, mas disso não passarás!
    ()

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *